Educação Histórica e Consciência Histórica: Fundamentos e Pesquisa

  • Geyso D. Germinari Universidade Estadual do Centro Oeste (UNICENTRO)
  • Marcos Roberto Barbosa Universidade Tuiuti do Paraná

Resumo

O artigo discute os fundamentos da pesquisa em Educação Histórica, principalmente os referenciais teóricos das investigações sobre consciência história de estudantes. No campo do ensino de História tem-se destacado um perspectiva de investigação denominada Educação Histórica, também conhecida como pesquisa em Cognição Histórica Situada. Nessa linha, os investigadores têm centrado suas análises nos princípios, fontes, tipologias e estratégias da aprendizagem histórica, a partir do pressuposto da necessidade de conhecimento sobre as ideias históricas de alunos e professores, para que o processo de intervenção didática possa ser mais efetivo, tendo como aporte teórico principal a epistemologia da História.

Biografia do Autor

Geyso D. Germinari, Universidade Estadual do Centro Oeste (UNICENTRO)
Possui graduação em História pela Universidade Federal do Paraná (1998), mestrado em Educação pela Universidade Federal do Paraná, 2001 (Bolsa Capes), doutorado em Educação pela Universidade Federal do Paraná (2010). Atualmente é professor Adjunto da Universidade Estadual do Centro Oeste (UNICENTRO), atuando na graduação na disciplina Estágio Supervisionado em História, e no pós-graduação em Educação, na Linha de Pesquisa Educação, Cultura e Diversidade. Na UNICENTRO também é vice-chefe do Departamento de História, campus Irati e coordenador do Laboratório de Ensino de História (LEHIS). É pesquisador do Laboratório de Pesquisa em Educação Histórica (LAPEDUH), articulado ao Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal do Paraná. Atua e desenvolve pesquisas nas áreas de História e Educação, com ênfase em Educação Histórica e Ensino de História, atuando principalmente nos seguintes temas: educação histórica, didática da história, ensino e aprendizagem, formação de professores, arquivos e ensino de história e consciência histórica e identidade.
Marcos Roberto Barbosa, Universidade Tuiuti do Paraná
Marcos Roberto Barbosa possui graduação em licenciatura plena em História (2006) e mestrado em Educação pela Universidade Tuiuti do Paraná (2012). Tem por interesse de pesquisa, os seguintes temas: História e Escravidão, História das Disciplinas Escolares (História), Ensino e Aprendizagem Histórica (Cognição Histórica Situada). Atualmente é professor de História na Rede Pública da Educação Básica do Estado do Paraná, atuando com turmas do Ensino Fundamental e Ensino Médio. De 2008 a 2011 atuou com turmas do Ensino Fundamental e Médio na Educação de Jovens e Adultos (EJA) na Rede Pública da Educação Básica. No Ensino Superior em EAD (Educação à Distância) têm atuado na Formação Continuada de Professores da Educação Básica, de 2010 a 2012 foi orientador de TCCs, (Grupo UNINTER) no curso de especialização em Metodologia do Ensino de História e Geografia, e em 2013 foi tutor bolsista (MEC/FNDE) no projeto piloto de formação continuada de professores da Educação Básica de Curitiba/PR denominado Edupesquisa.

Referências

BARCA, I. Educação Histórica: uma nova área de investigação? In:
ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISADORES DE ENSINO DE HISTÓRIA, 6.
2005, Londrina. VI Encontro Nacional de Pesquisadores de Ensino de História.
Londrina: Atrito Art, 2005. p. 15– 25.
BARCA, I. Educação Histórica: uma nova área de investigação. Revista da
Faculdade de Letras, História, Porto, III Série, vol. 2, p. 13-21, 2001.
BARCA, I. O papel da educação histórica no desenvolvimento social. In:
CAINELLI, M.; SCHMIDT, M. A. Educação histórica: teoria e pesquisa. Ijuí:
Ed. Unijuí, p. 21-48, 2011.
BARCA, I.; Gago, M. Aprender a pensar em História: um estudo com alunos
do 6º ano de escolaridade. Revista Portuguesa de Educação, v. 14, n. 1, p.
239-261, 2001.
BITTENCOURT, C. M. F. Ensino de História: fundamentos e métodos. São
Paulo: Cortez, 2004.
BRANSFORD, J. D.; BROWN, A. L.; COCKING, R. R. (Org) Como as pessoas
aprendem. Cérebro, mente, experiência e escola. São Paulo: Senac, 2007.
Conselho Nacional de Pesquisa dos Estados Unidos.
CAINELLI, M. R.; SCHMIDT, M. A. Introdução: percursos das pesquisas em
educação histórica: Brasil e Portugal. In: CAINELLI, M. R.; SCHMIDT, M. A.
(Org) Educação histórica: teoria e pesquisa. Ijuí: Ed. Unijuí, p. 9-17, 2011.
CERCADILHO, L. Prefácio. In: SCHMIDT, M. A.; BARCA, I. (Orgs) Aprender
história: perspectivas da educação histórica. Ijuí: Ed. Unijuí, p. 7-9, 2009.
COSTA, A. L.; OLIVEIRA, M. M. D. O ensino de história como objeto de
pesquisa no Brasil: no aniversário de 50 anos de uma área de pesquisa,
notícias do que virá. Saeculum: Revista de História, João Pessoa, n. 16, p.
147-160, jan./jun. 2007.
HORN, G. B.; GERMINARI, G. D. O. Ensino de História e seu Currículo: Teoria
e Método. 2ª ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2009.
LEE, P. Em direção a um conceito de literacia histórica. Educar em Revista,
UFPR n. Especial, p. 11-31, Curitiba, 2006. MESZÁROS, I. A educação para além do capital. (tradução Isa Tavares), 2ª
ed. São Paulo: Boitempo, 2008.
RÜSEN, J. Razão Histórica. Teoria da História: fundamentos da ciência
Histórica. Brasília: UnB, 2001.
SCHMIDT, M. A.; BARCA, I. (Org) Aprender História: Perspectivas da Educação
Histórica. 1ª ed. Ijuí: Unijuí: v.1, p. 21-51, 2009a.
SCHMIDT, M. A. Cognição histórica situada: que aprendizagem histórica
é esta?. In: SCHMIDT, M. A. M. S.; BARCA, I. (Org) Aprender História:
Perspectivas da Educação Histórica. 1ª ed. Ijuí: Unijuí: v.1, p. 21-51, 2009b.
SCHMIDT, M. A. A formação do professor de História e o cotidiano da sala
de aula. In: BITTENCOURT, C. M. F. (Org) O Saber Histórico na Sala de Aula.
11ª ed. 3ª Reimpr, São Paulo: Contexto, 2009c.
SCHMIDT, M. A.; GARCIA, T. M. F. B. Consciência Histórica e crítica em aulas
de história. Fortaleza: Secretária da Cultura do Estado do Ceará/Museus do
Ceará, 2006. (Cadernos Paulo Freire – v. 4)
Publicado
2016-11-10