A Educação Socioambiental E A Contribuição Da Teoria Da Complexidade Para A Formação Em Pedagogia

  • Daniele Saheb Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR)
  • Araci Asinelli da Luz Universidade Federal do Paraná

Resumo

A formação inicial e continuada em Pedagogia tem sua história marcada pela fragmentação do conhecimento e o determinismo da ciência. A Teoria da Complexidade defendida por Edgar Morin traz em si o desafio de outra forma de pensamento e, por consequência implicações importantes na formação em Pedagogia e na prática pedagógica relativa à educação socioambiental, foco deste artigo. A partir de discussões originadas da Teoria da Complexidade, junto ao Programa de Pós-Graduação em Educação, do Setor de Educação da Universidade Federal do Paraná, nasceu este artigo que tem por objetivo apresentar as aproximações do pensamento de Edgar Morin, discutidos coletivamente em sala de aula, com os desafios necessários para a educação socioambiental transformadora.

Biografia do Autor

Daniele Saheb, Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR)
Professora do Curso de Pedagogia e do Programa de Pós-Graduação em Educação da Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUCPR). Professora Colaboradora do Programa de Pós-Graduação em Teoria e Prática de Ensino - Mestrado Profissional - Universidade Federal do Paraná. Membro do Grupo de pesquisa:Aprendizagem e Conhecimento na Prática Docente (PUCPR) e Educação, Meio Ambiente e Sociedade - Universidade Federal do Paraná. DOUTORA em Educação (Programa de Pós Graduação em Educação) pela Universidade Federal do Paraná (2013). Possui GRADUAÇÃO em Pedagogia, ESPECIALIZAÇÃO em Educação, Meio Ambiente e Desenvolvimento (2006) e MESTRADO em Educação (Programa de Pós Graduação em Educação) pela Universidade Federal do Paraná (2008). Possui experiência em pesquisa, docência e gestão na Educação Básica (Educação Infantil e Anos Iniciais) e no Ensino Superior. Pesquisas com ênfase em Educação Ambiental e Complexidade, atuando principalmente nos seguintes temas: Formação e Prática Docente em Educação Ambiental na Educação Infantil e Anos Iniciais do ensino Fundamental. Atuou durante 17 anos na Educação Básica como docente e gestora pedagógica.
Araci Asinelli da Luz, Universidade Federal do Paraná
Possui graduação em História Natural pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (1969), mestrado em Educação pela Universidade Federal do Paraná (1987) e doutorado em Educação pela Universidade de São Paulo (2000). Tem especialização em Ensino de Ciências, em Psicodrama Pedagógico e em Prevenção da Violência Doméstica contra criança e adolescente. Atualmente é professor associado 3 junto ao Departamento de Teoria e Prática de Ensino, Setor de Educação da Universidade Federal do Paraná. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em prevenção do abuso de drogas, gênero e sexualidade, prevenção da violência contra a criança e o adolescente, educação socioambiental, educação em direitos humanos e cultura da paz. Atua na formação inicial e continuada de professores. É a atual secretária regional da SBPC no Paraná e foi membro do Conselho e do GT Educação da SBPC. Foi membro da Comissão da Infância e da Adolescência da OABPR(2011-2012) ; foi membro do Conselho Curador da Fundação Educacional Meninos e Meninas de Rua Profeta Elias; é membro do Conselho Municipal de Políticas sobre Drogas, pela UFPR e membro do Comitê do PRONEA, pela SBPC. É pesquisadora na linha da cognição, aprendizagem e desenvolvimento humano,do Programa de Pós-Graduação em Educação, do Setor de Educação da UFPR, orientando teses e dissertações na sub-linha Educação Preventiva Integral e Desenvolvimento Humano e do Programa de Pós-Graduação em Educação Teoria e Prática de Ensino (Mestrado Profissional) . Participa dos seguintes Núcleos e Grupos de Pesquisa: Educação, Ambiente e Sociedade (NEAS); Diversidades em Educação; Prevenção de Drogas na Escola. Núcleo Interdisciplinar de Enfrentamento das Dependências Químicas da UFPR- NIED, NEPS - Núcleo de Estudos de Pedagogia Social da UFPR e Complexus - Educação, Complexidade e Pedagogia.
Publicado
2016-11-10