O Trabalho com Fontes Históricas no Ensino Fundamental

  • Ana Claudia Urban Universidade Federal do Paraná

Resumo

O presente trabalho tem como objetivo apresentar resultados de uma investigação sobre a forma como um grupo de alunos relaciona-se com diferentes fontes históricas. A pesquisa foi pautada em estudos e pesquisas na área da Educação Histórica, que abriga pesquisadores que centram seu foco de investigação na necessidade de conhecer e analisar as ideias históricas dos alunos e professores e, portanto, nos princípios, fontes, tipologias e estratégias de ensino e aprendizagem que tenham como referência a História. A investigação que apresentamos ocorreu com alunos do 9º. Ano de uma escola pública estadual e teve como principal preocupação a forma como jovens estudantes relacionam-se com diferentes fontes históricas relacionadas com a história da cidade. A pesquisa envolveu: o levantamento de ideias prévias dos alunos, a intervenção pedagógica em sala de aula e uma visitação a locais da cidade. Ao final, foi possível perceber que a ideia dos alunos acerca de fonte histórica foi ampliada, tendo em vista que houve um reconhecimento dos espaços visitados como documentos que contam a história da cidade.

Biografia do Autor

Ana Claudia Urban, Universidade Federal do Paraná
Possui graduação em Historia pela Universidade Estadual de Ponta Grossa (1988), Mestrado em Educação pela Universidade Estadual de Ponta Grossa (2002) e Doutorado em Educação pela Universidade Federal do Paraná (2009). Atuou como professora de História na Rede Estadual de Ensino do Estado do Paraná e como professora do Ensino Superior em Instituições Particulares. Atualmente é professora do Departamento de Teoria e Prática de Ensino (DTPEN) - Setor de Educação (UFPR) atuando com as disciplinas de Metodologia do Ensino de História e Prática de Ensino e Estágio Supervisionado em História. Também atua no Programa de Pós-Graduação em Educação (UFPR) e no Mestrado PROFHISTÓRIA/UFPR. Tem experiência na área de Educação, atuando principalmente nos seguintes temas: ensino de historia, educação histórica, formação de professores e didática da história.

Referências

ASHBY, R. O conceito de evidência histórica: exigências curriculares e
concepções de alunos. In: BARCA, I. (org). Educação histórica e museus.
Braga: CIEd, Universidade do Minho. 2003. p. 37-55.BARCA. I. Educação Histórica: uma nova área de investigação. In: NETO, J.
M. A. (org). Dez Anos de Pesquisas em Ensino de História. Londrina: AtritoArt,
2005. p. 15-25.
BARCA, I.; GAGO, M. Aprender a pensar em História: um estudo com alunos
do 6º. Ano de escolaridade. Revista Portuguesa de Educação, Braga, v. 14,
n. 1, p. 239-261, 2001.
BARCA, I. O pensamento histórico dos jovens: idéias dos adolescentes acerca
da provisoriedade da explicação histórica. Braga: Centro de estudos em
Educação e Psicologia, Instituto de Educação e Psicologia, 2000.
COOPER, H. Aprendendo e ensinando sobre o passado a crianças de três a
oito anos. Educar em Revista, Curitiba, n. especial, p.171-190, 2006.
COOPER, H. Ensino de história na educação infantil e anos iniciais: um guia
para professores. Curitiba: Base Editorial, 2012.
MATTOZZI, I. Didática da história e educação para o patrimônio. Revista
Nova Escola, São Paulo, p. 86-88, Jun./jul. 2013.
PARANÁ. Diretrizes curriculares da educação básica: História. Secretaria de
Estado da Educação do Paraná. 2008.
RÜSEN, J. Razão histórica: teoria da história: os fundamentos da ciência da
história. Brasília: UnB, 2001.
SCHMIDT, M. A. O significado do passado na aprendizagem e na formação
da consciência histórica de jovens alunos. In: CAINELLI, M.; SCHMIDT, M.
A. (orgs.). Educação histórica: teoria e pesquisa. Ijuí: Ed. UNIJUÍ, 2011. p.
81-90.
SCHMIDT, M. A. Literacia histórica: um desafio para a educação histórica no
século XXI. História & Ensino, Londrina, v. 15, p. 9-21, ago. 2009.
Publicado
2016-11-10