Contribuições da historiografia para a produção de sentidos acerca das reformas educacionais pós-1990

  • Rosana Maria de Souza Alves Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão e Universidade Federal do Rio de Janeiro

Resumo

O artigo aborda algumas das disputas políticas e pedagógicas que conformam a produção e realização das reformas educacionais direcionadas à educação básica a partir dos anos 1990. Ciente de que existem inúmeras chaves de entrada para a abordagem do tema, o recorte escolhido tenciona construir uma inteligibilidade para algumas racionalidades que vêm sendo atualizadas na pesquisa educacional brasileira. A confrontação das lógicas contidas nos estudos objetiva realçar a circulação de ideias no campo, tido como estratégico espaço de legitimação de saberes e de práticas em disputa. As fontes examinadas são as teses e dissertações publicadas no portal da Coordenação de Aperfeiçoamento de pessoal de Nível Superior (CAPES); os anais dos congressos da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação (ANPED) e da Sociedade Brasileira de História da Educação (SBHE); e os artigos disponibilizados na base de dados da Scientific Electronic Library (SciELO). O período histórico contemplou estudos publicados entre 2000 e 2018. A operação analítica levou em conta as contribuições da historiografia em suas configurações recentes. Na conclusão, apresento algumas considerações propositivas para a continuidade dos debates.

Publicado
2020-07-30