A Contribuição do livro didático no processo de letramento dos alunos da escola do campo nos anos iniciais

  • Maria Madalena Exterchotter Universidade Tuiuti do Paraná - UTP
  • Mariana Márcia Lagner Universidade Tuiuti do Paraná - UTP

Resumo

O objetivo desse artigo é abordar as Contribuições do Livro Didático no Processo de Letramento dos alunos nos anos iniciais da Escola Rural Municipal Rui Barbosa, localizada no Município de Araucária, Paraná. A Escola Rui Barbosa segue as Diretrizes Municipais de Educação, e o Planejamento referencial de toda rede de ensino. Autores como: Arroyo,(2010);Caldart,(2004)e Frigotto,(2010) et.al contribuíram para compreensão da concepção de Educação do campo. A metodologia utilizada para realizar a pesquisa foi observação e entrevista com os professores da Escola sobre o trabalho com o Livro Didático para as Escolas do Campo. Um dos apontamentos feitos pelos professores foi à dificuldade em trabalhar com os livros que não condizem com a realidade do aluno do campo. Os livros das Disciplinas de Língua Portuguesa e Matemática apresentam textos e situações problemas fora da realidade social do aluno do campo, mas
que tem importância relativa no processo da organização do ensino, de forma que o professor tenha como ponto de partida a experiência cultural do aluno relacionado com o conteúdo do livro, tornando o processo de ensino e aprendizagem mais próximo da realidade do aluno. A necessidade de adaptações do material didático não deve ser minimizada para escola do campo, mas sim maximizadas com conteúdos elaborados, enriquecidos realizando a integração e valorização do processo Ensino Aprendizagem.

Biografia do Autor

Maria Madalena Exterchotter, Universidade Tuiuti do Paraná - UTP

Professora do Ensino Fundamental do Município de Araucária-P.R, Graduada em Pedagogia na Universidade do Oeste Paulista-UNOESTE-2001-Presidente Prudente, Pós Graduação em Ensino Especial. Foi integrante do Projeto do Observatório da Educação da Universidade Tuiuti do Paraná 2011 a 2015. Trabalha com educação do campo a trinta anos. Foi coordenadora das escolas do campo na Secretaria Municipal da Educação em duas
gestões. Escola do Campo Municipal Rui Barbosa.

Mariana Márcia Lagner, Universidade Tuiuti do Paraná - UTP

Professora do Ensino Fundamental no Município de Araucária-P.R, Graduada em Pedagogia pela Universidade do Oeste Paulista-UNOESTE-2002/ Presidente Prudente. Pós Graduada na faculdade SION -Curitiba P.R, em Ensino Especial e condutas típicas, trabalha a 20 anos em escola do campo, como diretora por 8 anos e professora regente à 12 anos. Foi bolsista do projeto do Observatório da Educação do campo de 2011 á 2015
da Universidade Tuiuti do Paraná. Escola do Campo Municipal Rui Barbosa. 

Publicado
2018-09-25