Educação Ambiental: os Sete Saberes Propostos por Morin e sua Influência no Curso de Pedagogia

  • Daniele Saheb
  • Marilda Aparecida Behrens

Resumo

A nova cosmovisão gerada pelo avanço da ciência exige a reconstrução de uma política de civilização que considere a educação ambiental como imprescindível para vida sadia no planeta. Neste sentido esta pesquisa teve como problema: Os sete saberes para a educação do futuro, proposto por Morin (2011) encontram-se presentes nas concepções e nas práticas docentes dos formadores dos educadores ambientais? Buscou-se analisar a contribuição do paradigma da Complexidade proposto por Morin na formação de educadores ambientais, e a percepção quanto à contribuição dos “Sete Saberes para educação do futuro” para essa formação, pontuando algumas concepções e pontos controversos. A pesquisa qualitativa foi ancorada na pesquisa bibliográfica a qual utilizou como base o diálogo com a obra de Morin (2000); envolveu a análise documental, realizada a partir da exploração das Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Ambiental (DCNEA, 2012) e acolheu a pesquisa de campo, desenvolvida a partir de entrevistas semiestruturadas realizadas com alguns docentes
da Licenciatura em Pedagogia de uma universidade pública em Curitiba, Paraná, e observação de aulas. Constatou-se que a obra os Sete Saberes de Morin se constitui como um importante legado que oferece subsídios à formação do educador ambiental, no que diz respeito à orientação dos aspectos curriculares e na prática pedagógica fundada na escuta sensível, na solidariedade, na busca da responsabilidade social e ainda vem ao encontro da proposta de uma EA reflexiva, crítica e transformadora.

Publicado
2018-07-12