A constituição do campo investigativo da filosofia da educação: um balanço dos 20 anos do GT-Filosofia da Educação da ANPEd

  • Antônio Joaquim Severino Programa de Pós-Graduação em Educação da Uninove, Universidade Nove de Julho, de São Paulo.

Resumo

O artigo acompanha e descreve a atividade do GT-Filosofia da Educação, da ANPED analisando sua contribuição para a constituição do campo disciplinar específico da área. Após resgatar o balanço já feito da produção acumulada do Grupo, busca demonstrar como essa produção realiza os requisitos necessários para a constituição do campo disciplinar específico da Filosofia da Educação e debate os desafios ainda postos à  área, argumentando quetais desafios se concentram na implementação da exigência da teoria para se pensar a educação. A área disciplinar é proposta então a ser constituída como abordagem simultaneamente epistemológica, axiológica e antropológica da educação como prática historicossocial.
Palavras-chave: Filosofia da Educação. Campo disciplinar. Formação humana. Teoria em Educação. GT-Filosofia da Educação. Pesquisa Educacional.

Biografia do Autor

Antônio Joaquim Severino, Programa de Pós-Graduação em Educação da Uninove, Universidade Nove de Julho, de São Paulo.
Professor titular, aposentado, de Filosofia da Educação na Faculdade de Educação da USP, ora atuando como docente colaborador. Licenciou-se em Filosofia na Universidade Católica de Louvain, Bélgica, em 1964. Na PUCSP, apresentou seu doutorado, defendendo tese sobre o personalismo de Emmamuel Mounier, em 1972. Prestou concurso de Livre Docência em Filosofia da Educação, na Universidade de São Paulo, em 2000. Em 2003, prestou concurso de titularidade. Atualmente integra o corpo docente do Programa de Pós-Graduação em Educação da Uninove, Universidade Nove de Julho, de São Paulo, onde lidera o Grupo de Pesquisa e Estudo em Filosofia da Educação - GRUPEFE. Dentre suas publicações, destacam-se Metodologia do trabalho científico (Cortez, 1975; 21. ed. 2000); Educação, ideologia e contra-ideologia. (EPU, 1986); Métodos de estudo para o 2o. Grau (Cortez, 1987; 5. ed. 1996); A filosofia no Brasil (ANPOF, 1990); Filosofia (Cortez, 1992; 5. ed. 1999); Filosofia da Educação (FTD, 1995; 2. ed. 1998); A filosofia contemporânea no Brasil: conhecimento, política e educação (Vozes, 1999), Educação, sujeito e história (Olho d´Água, 2002) e vários artigos sobre temas de filosofia da educação. Seus estudos e pesquisas atuais situam-se no âmbito da filosofia e da filosofia da educação, com destaque para as questões relacionadas com a epistemologia da educação e para as temáticas concernentes à educação brasileira e ao pensamento filosófico e sua expressão na cultura brasileira.

Referências

ALBUQUERQUE, M. Betânia B. Filosofia da Educação: uma disciplina entre a dispersão de conteúdos e a busca da identidade. Belo Horizonte, UFMG, 1997.(Dissertação de mestrado).

ALBUQUERQUE, M. Betânia. Filosofia da Educação: uma disciplina entre a dispersão de conteúdo e ausência de identidade. Perspectiva: Revista do Centro de Ciências da Educação. UFSC. Florianópolis, 16 (29):45-63. jan./
jul 1998.

ALBUQUERQUE, M. Betânia; DIAS, A. S. Quinze anos da Filosofia da Educação na Anped: balanços e desafios. Revista Diálogo Educacional. Curitiba: PUCPR, v. 12, n. 35, p 233-252. jan./abr 2012.

ALBUQUERQUE, M. Betânia; OLIVEIRA, Ivanilde N.; SANTIAGO, Joelciléa de L. A. Filosofia da Educação: produção intelectual, identidade e ensino a partir da Anped. Belém: EDUEPA, 2005.

BHASKAR, R. The possibility of naturalism. Brighton: The Harverster, 1979.

______. Scientific realism and human emancipation. Londres: Verso,1986.

______. Reclaiming reality: a critical introduction to contemporary philosophy. Londres: Verso, 1993.

______. A realist theory of science. Londres: Verso, 1997.
DALBOSCO, Claudio A. Educação, reificação e conhecimento. In.: Trabalhos GT-17, 31ª. Reunião Anual Anped. Caxambu, 2010. [Disponível em www.anped.org.br ]

______. Por uma filosofia da educação transformada. In.: Trabalhos GT-17, 31ª. Reunião Anual Anped Caxambu, 2009. [Disponível em www.anped.org.br ]

GALLO, Sílvio D. Filosofia da Educação no Brasil do século XX: da crítica ao conceito. Eccos-Revista Científica. São Paulo: Uninove, v. 9, n. 2, p. 262-284. jul./dez 2007.

______. O que é filosofia da educação? Anotações a partir de Deleuze. Perspectiva. Revista do Centro de Ciências da Educação. UFSC. Florianópolis, v. 18, n. 34, p. 49-68. jan./jul 2000.

GARCIA, Carlos M. Formação de professores. Para uma mudança educativa. Porto: Porto Editora, 1999.

GENRO, M. Elly H. A Filosofia da Educação na busca da autonomia intelectual dos educadores. Porto Alegre, PUC-RS, 1992. (Dissertação de Mestrado).

GUARDE, Silvio. São Paulo: Concepções teóricas e práticas pedagógicas: elementos para discussão de sua identidade. Centro Universitário Salesiano, 1998. (Dissertação de mestrado).

KOHAN, Walter O. Filosofia de la educación: a la busca de nuevos sentidos. Educação e Filosofia. Uberlândia: UFU, v. 12, n. 24, p. 91-121, jul./dez.

MARINHO, Cristiane M. Filosofia e educação no Brasil: da identidade à diferença. São Paulo: Loyola, 2014.

MAZZOTTI, Tarso B. Filosofia da Educação: uma outra filosofia? Perspectiva. Revista do Centro de Ciências da Educação. UFSC. Florianópolis, v. 17(32):15-32. jul/dez. 1999.

MAZZOTTI, Tarso. Filosofia da Educação: uma outra filosofia. In: GHIRALDELLI Jr. Paulo. (org.) O que é filosofia da educação? 2 ed. Rio de Janeiro: DP&A, 2000. p. 185-204.

MORAES, M. Célia M. Recuo da teoria: dilemas na pesquisa em educação. Revista Portuguesa de Educação. Universidade do Minho- PT. CEEP.14 (1). p. 07-25. 2001.

MORAES, M. Célia M. “A teoria tem consequências”: indagações sobre o conhecimento no campo da educação. Educação & Sociedade. Campinas, vol. 30, n. 107, p.585-607, maio/agos. 2009.

MORIN, Edgar. A cabeça bem-feita: repensar a reforma, reformar o pensamento. Trad. Eloá Jacobina. 7a ed. Rio de Janeiro. Bertrand Brasil, 2002.

NORRIS, C. What´s wrong with postmodernism: critical theory and the end of Philosophy. Hampstead: Harvester/Wheatsheaf, 1996.

PAGNI, Pedro. Filosofia da Educação no Brasil: uma particular experiência do pensar na educação? Trabalho apresentado no I Congresso da ALFE. Campinas, 2011 a.

PAGNI, Pedro. Entre a modernidade educacional e o modernismo: um ensaio sobre a possibilidade de uma Filosofia da Educação como arte de superfície. In: ALMEIDA, Cleide R. S. de; LORIERI, Marcos A.; SEVERINO, Antonio J.
(orgs.) Perspectivas da filosofia da educação. São Paulo: Cortez, 2011 b. p. 150-166.

PAGNI, Pedro; DALBOSCO, Cláudio A. As produções do GT-17 da ANPEd e o seu papel para o desenvolvimento da Filosofia da Educação no Brasil. [Disponível em: http://www.anped.org.br/grupos-de-trabalho-comite-cientifico/grupos-detrabalho/grupos-de-trabalho/gt17 ]. Acesso em 17 de agosto de 2014.

SEVERINO, Antônio J, A Filosofia da Educação no Brasil: esboço de uma trajetória. In: GHIRALDELLI Jr. Paulo. (org.) O que é filosofia da educação? 2 ed. Rio de Janeiro: DP&A, 2000. p. 265-326.

SEVERINO, Antônio J., A compreensão filosófica do educar e a construção da Filosofia da Educação. In: Rocha, Dorothy. Filosofia da Educação: diferentes abordagens. Campinas: Papirus, 2004. p. 09-36.

SEVERINO, Antônio J. Educação, sujeito e história. São Paulo: Olho d´Água, 2001.

THOMPSON, E. The poverty of theory and others essays. London: Merlin, 1978.

THOMPSON, E. A miséria da teoria ou um planetário de erros. Rio: Zahar, 1981.

TOMAZETTI, Elizete M. Filosofia da educação: um estudo sobre a história da disciplina no Brasil. Ijuí:Unijuí, 2003.

VIEIRA, Marilene M. Filosofia da Educação na formação do pedagogo: discurso da autonomia e fabricação da heteronomia. São Paulo: FEUSP, 2010. (Tese
de doutorado).

VIEIRA, Marilene de M. A filosofia da educação na formação do pedagogo. In: CALDERANO, M. da Assunção e LOPES, Paulo R. C. (orgs.). Formação de professores no mundo contemporâneo: desafios, experiências e perspectivas.
Juiz de Fora: EDUFJF, 2006.
Publicado
2018-03-05