Discursos sobre currículo em Dissertações no âmbito do tema educação do campo

  • Eduardo Bernardes de Castro Universidade Tecnológica Federal do Paraná

Resumo

Correntes teóricas sobre currículos têm características próprias, nem sempre com limites entre elas bem delineados, coexistindo sombreamento conceitual. Em face disto, conceitos, escolhas teóricas, autores referenciados e discursos sobre currículos, nos vários trabalhos e segmentos da educação, apresentam produções com difusas abordagens, o que se repete nos estudos sobre currículos na educação do campo. Partindo destes dois objetos, currículo e educação do campo, este trabalho busca identificar e caracterizar, frente às teorias de currículo, visões e conceitos presentes em dissertações produzidas em programas de pós-graduação no Brasil, em um recorte específico de currículos na educação do campo. Foram selecionados 14 trabalhos do banco de dissertações da CAPES para as reflexões. Os resultados mostraram que o hibridismo de teorias se faz muito presente, em especial de teorias críticas e pós-críticas, com uso de conceitos e autores que permeiam ambas teorias sem prejuízo aos conceitos e discursos adotados. Entretanto, ao investigarem o currículo na escola do campo, pela ótica da ação docente, relações com a comunidade, ação pública ou planejamento, a maioria destes trabalhos constatou distanciamento entre realidade encontrada nos campos de pesquisa e correntes teóricas consideradas adequadas pelos autores das dissertações.
Palavras-chave: Currículo. Educação no Campo. Produção Acadêmica.

Biografia do Autor

Eduardo Bernardes de Castro, Universidade Tecnológica Federal do Paraná
Doutorando em Educação (Universidade Federal de Sergipe, Brasil, com previsão de término em fevereiro/2019). Mestre em Administração (Universidade Federal da Paraíba, Brasil). Graduado em Licenciatura em Pedagogia (Faculdade Pio Décimo, Sergipe, Brasil). Graduado em Processamento de Dados (Universidade Federal do Paraná, Brasil). Possui Pós-Graduação em Metodologia do Ensino Superior (Universidade Tiradentes, Sergipe, Brasil) Possui Pós-Graduação em Ciência da Computação (Universidade Tiradentes, Sergipe, Brasil) Servidor público da rede federal de ensino desde 1996, atualmente é professor do Ensino Básico, Técnico e Tecnológico da UTFPR (Universidade Tecnológica Federal do Paraná, Brasil) em licença para doutoramento. Na área acadêmica foi professor do IFS (Instituto Federal de Sergipe, Brasil), da UNIT (Universidade Tiradentes, Brasil) e da FANESE (Faculdade de Administração e Negócios de Sergipe, Brasil). Foi coordenador dos cursos da Área de Informática do IFS; coordenador dos cursos de graduação de Bacharelado em Ciência da Computação e Bacharelado em Sistemas de Informação da UNIT; chefe do Departamento Acadêmico de Ciência da Computação da UNIT; coordenador de estágios do Departamento Acadêmico de Gestão e Economia da UTFPR. Fora da área acadêmica, atuou como analista de informática do SERPRO (Serviço Federal de Processamento de Dados); da Universidade Tiradentes de Sergipe; do extinto Banco Bamerindus; e da EMGETIS (Empresa Sergipana de Tecnologia da Informação).
Publicado
2017-10-26