A ideia de Aluno Veiculada nos Textos Sobre Educação: Um Estudo Entre Tradições, Memórias e Representações

  • Selma Almeida Rosa Professora no Centro Universitário Filadélfia, Londrina, PR.
  • Sandra Regina Ferreira de Oliveira Docente no Programa de Pós Graduação em Educação na Universidade Estadual de Londrina – UEL.

Resumo

Este artigo trata acerca das ideias sobre alunos da escola pública, formuladas por pais e professores na contemporaneidade. Para tanto, recorreu-se, no
ano de 2013, à base de dados SciELO na busca por textos que abordassem temáticas relacionadas a dizeres sobre o aluno e circunscritos no campo da Teoria das Representações Sociais (TRS). Os artigos selecionados foram analisados considerando o que apresentavam sobre o conceito de aluno, com o intuito de compreender como esses discursos podem interferir nas representações sociais do aprendiz acerca de si mesmo e do espaço escolar. A base para a tessitura das conclusões aqui apresentadas reside na triangulação entre elementos advindos da tradição, da memória e da história
que reverberam, cotidianamente, na forma como compreendemos o aluno e a dinâmica do espaço escolar e de seus atores, aliados a aspectos da TRS. Essa discussão foi construída na confluência de duas ações desenvolvidas
no Programa de Pós Graduação da Universidade Estadual de Londrina: a participação na disciplina História, Memória e Tradição: a Escola como Lugar de Pesquisa e a realização da pesquisa que resultou na dissertação intitulada Representações sociais de alunos da rede pública estadual de ensino sobre escola, escola pública e escola particular, finalizada no ano de 2015. Os resultados indicam que os discursos e as representações sobre os alunos
são carregados de preconceitos e discriminações e que as permanências de certos rituais na escola contribuem para o fortalecendo de tais ideias.

Biografia do Autor

Selma Almeida Rosa, Professora no Centro Universitário Filadélfia, Londrina, PR.
Mestre em Educação, 2015, pela Universidade Estadual de Londrina, Graduada em LETRAS, licenciatura plena (português-Inglês),1985, pela Fundação Universidade Católica Dom Bosco, Campo Grande, MS,1985. Graduada em TEOLOGIA pela Faculdade Teológica Sul Americana, Londrina, PR,2005. Participa do Grupo de Pesquisa Representações Sociais e Educação (CNPq). Atua na área educacional há mais de 15 anos. Possui experiência no Ensino Superior, segmento em que atualmente atua. Trabalhou como: Consultora Educacional ( cursos de capacitação para professores, palestras para pais e professores, oficinas, assessoria e consultoria pedagógica a Prefeituras e escolas particulares - PR,SP,MS,RN,SC - 20011-2012); Professora de Redação - Ensino Fundamental, Médio e Superior (2003-2008). Palestrante - FTD Editora e Editora Dom Bosco/Pearson Brasil; Professora na Faculdade Teológica Sul Americana (2003- 2008) - curso presencial e Educação a Distância; Revisora (trabalhos,monografias, artigos, livros).
Sandra Regina Ferreira de Oliveira, Docente no Programa de Pós Graduação em Educação na Universidade Estadual de Londrina – UEL.
Possui graduação em História pela Universidade Estadual de Londrina (1991), mestrado em Educação pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2000), doutorado em Educação pela Universidade Estadual de Campinas (2006) e Pós-Doutorado em Educação, Conhecimento e Sociedade pela Facultad Latinoamericana de Ciencias Socialies ? FLACSO ? Buenos Aires (2013). Professora associada da Universidade Estadual de Londrina. Professora no Programa de Pós Graduação em Educação. Compõe a equipe de gestores do PIBID/UEL (2014 - 2016). É membro do grupo de pesquisa História e Ensino de História. Coordena o Projeto de Pesquisa Potencialidades e limitações do Pibid na formação docente e discente: um estudo sobre a produção e as reverberações do Pibid UEL 2014-2016. Atua como colaboradora do Programa LAI - Laboratório dos Anos Iniciais da UEL. Atuou como Comissão Técnica para o Programa Nacional do Livro Didático - PNLD 2016 - Anos Iniciais do Ensino Fundamental. Atuou como Coordenadora Pedagógica no Programa Nacional do Livro Didático - PNLD 2017 - Anos Finais do Ensino Fundamental. Coordenou o PIBID/Pedagogia (2011 -2013). Atuou como avaliadora de livros didáticos de História para os Anos Iniciais e Anos Finais do Ensino Fundamental e Ensino Médio (2005, 2007, 2008, 2010 e 2011). Atuou como coordenadora adjunta do PNLD (2013, 2014, 2015). Trabalha com o Ensino de História e Educação com experiência, especialmente, nos temas: ensino de História nos Anos Iniciais do Ensino Fundamental; formação de professores; livro didático, ensino e aprendizagem; cultura escolar e interdisciplinaridade.

Referências

ALMEIDA, ÂNGELA M. de O.; SANTOS, Maria de Fátima de S.. A teoria das representações sociais. In: TORRES, Cláudio V.; NEIVA, Elaine R. (Orgs.). Pscicologia social: principais temas e vertentes. Porto Alegre: Artmed, 2011. p.287-295.

ALVES-MAZZOTI, Alda Judith. Representações sociais: aspectos teóricos e aplicações à educação. Revista Múltiplas Leituras, v.1, n. 1, p. 18-43, jan. /jun. 2008. Disp. em https://www.metodista.br/revistas/revistas-ims/index.php/ML/article/viewFile/1169/1181. Acessado em 30 de julho de 2013.

______. A abordagem estrutural das representações sociais. Psicologia da Educação, São Paulo, v.14/15, p.17-37, 2002.

ALVES-Mazzotti Alda Judith. O “aluno da escola pública”: o que dizem
as professoras Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos, Vol. 87, No 217 (2006).

AZEVEDO Alessandro A.de. “Trabalhar com os braços e a cabeça para ver o futuro...”: Representações sobre educação a partir de trabalhadores rurais assentados da reforma agrária. Educação e Revista (40): 207-221, TAB. Jun. 2011.

ARANDA Virgínea. Reflexão e análise das políticas e práticas inovadoras, à luz das representações sociais e da necessidade de uma educação intercultural na formação inicial de professores. Estudos pedagógicos. 37(2): 301-314, ND. 2011

BAUMANN Z. Modernidade líquida. Tradução de Plínio Dentzien, Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2001.

CHECHIA, V. A. e ANDRADE, A. S. (2002) “Representação dos pais sobre o desempenho escolar dos filhos”. IN: SEMINÁRIO DE PESQUISA, V, Ribeirão Preto, SP, Tomo II, Livro de Artigos, p. 207-219.

CONNERTON, Paul. Como as sociedades recordam. Trad. Maria Manoela Rocha, 2ªed., Oeiras: Celta, 1999.

COSTA, Wilse A. da; ALMEIDA, Angela Maria de O. Teoria das representações sociais: uma abordagem alternativa para se compreender o comportamento cotidiano dos indivíduos e dos grupos sociais. Revista Educação Pública, Cuiabá,v. 8, n.13, 1999. Disponível em. Acesso em 15 mar 2014.

DELALIBERA, Edna Salete R. Representações sociais dos professores sobre os pré-adolescentes. Maringá, 2004. Dissertação (Mestrado em Educação). Universidade Estadual de Maringá.

DUARTE, Sebastião. J. H.; MAMEDE, Marli V.;ANDRADE,Sônia M. de O. Opções teórico metodológicas em pesquisas qualitativas: representações sociais e discurso do sujeito coletivo. Saúde e Sociedade, São Paulo, v.18,n.4, p.620-626, 2009. Disponível em http://www.revistas.usp.br/sausoc/article/view/29488. Acessado em 6 de ag.2013.

GIMENO SACRISTÁN, José. O aluno como invenção. Trad. Daisy Vaz de Moares. Porto Alegre. Artmed, 2005.

HELMAN, Mariela; CASTORINA, José Antonio. La institución escolar y las ideas de los niños sobre sus derechos. In CASTORINA, José Antonio. Cultura y conocimientos sociales: desafios a la psicologia del desarrollo. Buenos Aires, Aique, 2007, 219 – 241.

KOGA, Viviane T.; ROSSO, Ademir José. Representações sociais dos alunos do nono ano sobre estudo. Revista Educação e Cultura Contemporânea, Rio de Janeiro, v. 11, n.24, p. 192-212, 2014.

LEAL Sandra M.Cezare; LOPES Marta J.Marques; GASPAR Maria F.Mendes. Representações sociais da violência contra a mulher na perspectiva da enfermagem. Interface – Comunicação, Saúde, Educação, v.15, n.37, p.409- 24, abr./jun. 2011.

LIMA, Francisca de F.; SALES, Luis C. As representações sociais do aluno de escola pública partilhadas por professores de língua inglesa que ensinam em escolas públicas e particulares de Teresina. Atos de Pesquisa em Educação. v. 2, nº 1, p. 106-122, jan./abr. 2007

LIMA Rita de Cássia P. et al. Qualidade e saudosismo: representações sociais de pais sobre a escola. Psicologia da Educação, São Paulo, 27, p. 31-51, 2008.

LUCIANO, Eliana Aparecida de S.; ANDRADE, Antônio dos Santos.
Representações de professores do ensino fundamental sobre o aluno. Tomo II – Livro de artigos 2005. Programa pós-graduação em psicologia. Disponível em: https://social.stoa.usp.br/articles/0015/4074/Repres_prof_sobre_aluno.pdf. Acessado em: 10 jul.2013.

MARQUES, P.B e CASTANHO M.I.S O que é a escola a partir do sentido construído por alunos. Revista Semestral da Associação Brasileira de Psicologia Escolar e Educacional, SP. v.15, n.1, p. 23-33, 2011.

MORAES, Nilson Alves de. Memória e Mundialização: Algumas considerações. In: LEMOS, Maria Teresa Toríbio Brittes. MORAES, Nilson Ales de (orgs.). Memória, Identidade e Representação. Rio de Janeiro: 7Letras, 2000.

NATIVIDADE Jean C.;CAMARGO Brígido V. Representações sociais, conhecimento científico e fontes de informação sobre aids. Paidéia. maio-ago. 2011, Vol. 21, No. 49, 165-174

NOVA, Taynah de Brito B.; MACHADO, Laêda Bezerra. A escola nas representações sociais de alunos da rede particular de ensino (s/d,s/pag). Disponível em: . Acesso em: 05 jul.2013

ROSA, Selma A. Representações Sociais de Alunos da Rede Pública Estadual de Ensino sobre Escola Escola, Pública e Escola Particular. 2015. 185 f. Dissertação. (Mestrado em Educação) - Universidade Estadual de Londrina, 2015.

SALES, Luís Carlos; SILVA, Rafael C. da. Representações sociais de alunos de escolas públicas.11p., 2000. Disponível em: Acesso
em: 10 jun.2013

SIMÕES, Eduarda. Representações sociais da escola rural de meados do século XX em Portugal. Análise Psicológica, Lisboa, 2007, v. 25, n.2, p. 211-228, 2007. Disponível em: . Acesso em: 05 fev.2015.

VEIGA-NETO, Alfredo. Pensar a escola como uma instituição que pelo menos garanta a manutenção das conquistas fundamentais da modernidade. In: COSTA, Marisa V. (Org.). A escola tem futuro? 2. ed. Rio de Janeiro: Lamparina, 2007. p.103-129.

ZAMBONI, Ernesta; OLIVEIRA, Sandra Regina Ferreira. Resposta para uma aluna: são muitas as possibilidades para a escola pública. In Revista Territórios & Fronteiras, Cuiabá, vol. 6, n. 3, dez., 2013. Páginas: 108 – 127. Disponível em http://www.ppghis.com/territorios&fronteiras/index.php/v03n02/article/view/248/181.
Publicado
2017-06-02