A Trajetória Reflexiva de Professoras em Proposta de Pesquisa Colaborativa entre Universidade e Escola

  • Fernanda Keila Marinho da Silva UFSCar
  • Maurício Compiani Universidade Estadual de Campinas

Resumo

O presente estudo objetiva apresentar parte de uma pesquisa de doutorado, cujo foco centrou-se num estudo post factum de uma proposta colaborativa ocorrida entre os anos de 1996-2000 vivenciada por universidade e escolas do município de Campinas. O objetivo central do artigo é apresentar o caminho reflexivo desenvolvido por algumas professoras durante a sua participação nesse projeto, o que envolveu a análise de documentos produzidos pelas mesmas durante a vivência nessa proposta. A análise dos dados permite que apresentemos como contribuição à formação de professores a importância da constituição de grupos como espaço coletivo de reflexão sobre as práticas didáticas e a cultura escolar; o planejamento coletivo de unidades didáticas como fio condutor do ensinar a ensinar; a importância da supervisão e orientação como prática do formador e a pesquisa do professor como elemento central da formação. O referencial teórico que ampara a discussão é baseado na importância da pesquisa colaborativa.

Biografia do Autor

Fernanda Keila Marinho da Silva, UFSCar
Possui graduação em Ciências Biológicas Licenciatura pela Universidade Estadual de Campinas (1998), mestrado em Geociências pela Universidade Estadual de Campinas (2002) e doutorado em Ensino e História de Ciências da Terra pela Universidade Estadual de Campinas (2009). Tem experiência na área de Educação, com ênfase na Formação Inicial e Continuada de Professores, atuando principalmente nos seguintes temas: ensino de ciências, ensino de biologia, ensino de física, educação ambiental, imagem e educação, investigação em sala de aula, propostas interdisciplinares e formação de professores.É professora adjunta II do Departamento de Física, Química e Matemática da UFSCar - Sorocaba. Coordenou projeto de pesquisa da linha auxílio regular apoiado pela FAPESP (2012/06170-2) intitulado: " Pesquisa do professor e pesquisa colaborativa na formação continuada com temas geocientíficos" (2012-2014). Coordena projeto de pesquisa que investiga o desenvolvimento profissional docente de futuros professores de Física (2014-atual) e coordena também, junto a outros pesquisadores, sub projeto interdisciplinar do PIBID (2014-atual). Atua como professora do Programa de Pós Graduação Multiunidades em Ensino de Ciências e Matemática.
Maurício Compiani, Universidade Estadual de Campinas

possui graduação em GEOLOGIA pela Universidade de São Paulo (1981), mestrado em Educação pela Universidade Estadual de Campinas (1988), DOUTORADO EM EDUCAÇÃO pela Universidade Estadual de Campinas (1996), LIVRE-DOCENTE pela Universidade Estadual de Campinas (2003) e PROFESSOR TITULAR (2010) pela Universidade Estadual de Campinas. Foi professor do Instituto de Geociências da UNICAMP de 1988 a 2013 e, atualmente, está na Faculdade de Educação no Depto de Ensino de Práticas Culturais (DEPRAC). Tem experiência na área de Educação, com ênfase em ensino de ciências, atuando principalmente nos seguintes temas: ensino fundamental e médio, ensino de geociências, estudos críticos do lugar/ambiente, abordagens sócio-histórica, formação continuada de professores, interdisciplinaridade. Coordenador de graduação do Instituto de Geociências de 2005 a 2007. Coordenador do Programa de Pós-graduação em Ensino e História de Ciências da Terra de 2007 a 2010. Coordenador dos projetos Fapesp Ensino Público 2006/1558-1 e Petrobras Ambiental sobre o tema conhecimentos escolares relacionados à ciência, à sociedade e ao ambiente em microbacia urbana de 2007 a 2010. De 2004 a 2014 foi lider do Grupo de Pesquisa de Educação Aplicada às Geociências. Sub-coordenador (de fev/2013 a jan/2015) e Coordenador (a partir de fev/2105) do Programa Multiunidades de Ensino de Ciências e Matemática (PECIM) da UNICAMP. É membro do grupo de Pesquisa gepCE (grupo de pesquisa em ensino de ciências) da FE-UNICAMP.

 

Referências

CLARK, C. et al. Collaboration as dialogue: teacher and researchers engaged
in conversation and professional development. American Educational Research
Journal, v. 37, n. 1, spring, p. 192-132.
Cochran-smith, M.; Lytle, S. Dentro/fuera: enseñantes que investigan.
Tradução: Virginia Ferrer. Madrid: Akal, 2002. 405p.
COMPIANI, M. Pesquisa em formação contínua indicando passos na extensão
em formação contínua. In: BARBOSA, R. L. L. (Org.). Formação de Educadores:
artes e técnicas - ciências e políticas. São Paulo: Ed. da UNESP, 2006, v. 1,
p. 471-486.
COMPIANI, M.; FIGUEIRÔA, S.F.; NEWERLA, V. Parceria Universidade e Escola
Pública na Formação Continuada de Professores. Desenvolvendo a Pesquisa
do Professor. In: 25ª Reunião Anual da Anped - Associação Nacional de PósGraduação
e Pesquisa em Educação, 2002. Anais... Caxambu. CD ROM,
Caxambu, ANPED, 2002, 12 PP, 2002. p. 119-120.
COMPIANI, M.; FIGUEIROA, S. F. M.; NEWERLA, V.; NOGUEIRA, A.;
ALTOMANI, A.; FINCO, G.; SILVA, F. K. M.; SUGAHARA, N. N. G.;
ALCANTARA, H.; PICCIUTO, A. M. F.; SILVA NETA, S. B.; TEIXEIRA, L. M. G.;
LOURENÇO, M. G. S.; CARVALHO, M. S. O.; VIEIRA, I. H. S.; SANTOS, G. F.
B.; MARQUEZINI, G. T.; CEOLIM, H.; SUMAIO, D. Y. S. Projeto Geociências e
a Formação Continuada de Professores em Exercício no Ensino Fundamental.
Reflexões e Resultados Finais.. Zona Próxima Universidad de Norte Colombia,
Colombia, v. 3, p. 29-51, 2002.
COMPIANI, M.; FIGUEIROA, S. F. M.; NEWERLA, V.; NOGUEIRA, A.;
ALTOMANI, A.; FINCO, G.; SILVA, F. K. M.; SUGAHARA, N. N. G.;
ALCANTARA, H.; PICCIUTO, A. M. F.; SILVA NETA, S. B.; TEIXEIRA, L. M.
G.; LOURENÇO, M. G. S.; CARVALHO, M. S. O.; VIEIRA, I. H. S.; SANTOS,
G. F. B.; MARQUEZINI, G. T.; CEOLIM, H.; SUMAIO, D. Y. S. Geociências e
a formação continuada de professores em exercício no ensino fundamental.
Pro-Posições (UNICAMP. Impresso), v. 11, n. 1, p. 25-35, 2000.
DINIZ-Pereira, J. E. A pesquisa dos educadores como estratégia para
construção de modelos críticos de formação docente. In: DINIZ-PEREIRA, J. E.; ZEICHNERZ, K. M. (Orgs.) A pesquisa na formação e no trabalho docente.
Belo Horizonte: Autêntica, 2002. p. 11-42.
Erickson, F. Learning and collaboration in teaching (research currents).
Language Arts, v. 66, n. 4, p. 430-441, 1989.
GERALDI, C.; FIORENTINI, D.; PEREIRA, E.M.A. (Orgs.) Cartografias do
trabalho docente. Campinas: Mercado das Letras, 1998. (Coleção Leituras
no Brasil).
GIOVANI, L. M. Do professor informante ao professor parceiro: Reflexões sobre
o papel da universidade para o desenvolvimento profissional de professores e
as mudanças na escola. Cad. CEDES, vol. 19, n. 44, Campinas, Apr., 1998.
KINCHELOE, J. L. A formação do professor como compromisso político:
mapeando o pós moderno. Porto Alegre: Artes Médicas, 1997.
Kyle, D. W.; McCutcheon, G. Collaborative research: Development and
issues. Journal of Curriculum Studies, v. 16, n. 2, p. 173-179, 1984.
LORTIE, D. School teacher: a sociological study. Chicago, University of Chicago
Press, 1975.
Mizukami, Maria da G. N. Escola e aprendizagem da docência: processos
de investigação e formação. São Carlos: EdUFSCAR, 2002.
PIMENTA, S. et al. Qualificação do ensino público e formação de professores.
Pro-posições. v. 1, n. 4, março, p. 56-69, 2000.
Pimenta, S. G. Pesquisa-ação crítico-colaborativa: construindo seu significado
a partir de experiências com a formação docente. Educ. Pesquisa., v. 31, n.3,
São Paulo, Set./Dez.2005.
Schensul, J. J.; Schensul, S. L. Collaborative research: Methods of inquiry
for social change. In: LeCompte; M. D.; Millroy, W. L.; Preissle, J. (Eds.),
Handbook of qualitative research in education. San Diego: Academic, 1992.
SCHNETZLER, R. P. O professor de Ciências: problemas e tendências de sua
formação. In: SCHNETZLER, R. P.; ARAGÃO, R. M. R. Ensino de ciências:
fundamentos e abordagens. Brasília: CAPES; Piracicaba: UNIMEP, 2000.
SchÖn, D. A. Educating the reflective practitioner. San Francisco: Jossey-Bass
Publ., 1987.
SCHÖN, D. Formar professores como profissionais reflexivos. In NÓVOA, A.
(Org.). Os professores e a sua formação. Lisboa: Dom Quixote, 1992
SchÖn, Donald. El professional reflexivo. Cómo piensan los profesionales
cuando actúan. Barcelona: Paidós, 1998.SHULMAN, L. Paradigms and research programs in the study of teaching: A
contemporary perspective. In: WITTROCK, M.C. (ed.). Handbook of research
on teaching. Nueva York, Macmillan, 1986.
Tikunoff, W. J.; Ward, B.; Griffen, G. A. Interactive research and
development on teaching study (Final report). San Francisco: Far West
Laboratory for Educational Research, 1979
WASSER, J. D.; BRESLER, L. Working in the interpretative zone: conceptualizing
collaboration in qualitative research teams. Educational Researcher, v. 25, n.
5, 1996, p. 5-15.
ZEICHNER, K. El maestro como profesional reflexivo. Cuadernos de pedagogía,
v. 220, p. 44-49, 1993.
Publicado
2013-12-30