Um Estudo De Caso Analisando A Infraestrutura Das Escolas De Ensino Fundamental

  • Paulo Sérgio Garcia Universidade Municipal de São Caetano do Sul

Resumo

O sistema de avaliação educacional brasileiro tem procurado compreender os fatores que impactam o desempenho dos alunos em testes padronizados e com tal entendimento lançar políticas para melhorar da educação brasileira. Um desses fatores é infraestrutura das escolas que no cenário brasileiro influencia a aprendizagem dos alunos. Esta pesquisa explorou a infraestrutura das escolas da cidade com maior IDHM do Brasil. Um estudo de caso foi realizado, coletando informações de escolas de Ensino Fundamental a fim de revelar uma realidade que escapa aos estudos quantitativos. Os resultados mostraram que, apesar de algumas diferenças com escolas possuindo laboratórios de ciências e outras sem este espaço, a infraestrutura é adequada tanto para o funcionamento como para auxiliar a aprendizagem do aluno. Todas as salas de aula possuíam computador, lousa eletrônica e Datashow, e 70% salas de atendimento especial com profissionais especializados que auxiliavam os estudantes com necessidades especiais. A compreensão de tal realidade pode favorecer a reflexão sobre possíveis alternativas para a organização ou reformas do sistema educacional ou das escolas.

Biografia do Autor

Paulo Sérgio Garcia, Universidade Municipal de São Caetano do Sul
Pedagogo, Mestre (1997) e Doutor em educação pela Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo (2011). Possui Pós-Doutorado (2014) com a realização de estudos em escolas no Brasil e na Itália. Foi representante da América do Sul no International Board IOSTE - International Organization for Science and Technology Education (2008-2010). É professor da Universidade Municipal de São Caetano do Sul (Departamento de Educação) e coordenador do Projeto de Observatório da Região do Grande ABC Paulista, onde desenvolve pesquisas ligadas às escolas, às políticas educacionais e à avaliação educacional. É líder do Grupo de Estudos e Pesquisas sobre Avaliação e Gestão Educacional - GEPAGE/CNPQ. É membro do International Congress for School Effectiveness and Improvement (ICSEI). É pesquisador da Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo (Formação e condições de trabalho dos professores) e do Grupo Inter-institucional Desempenho Escolar e Inclusão Acadêmica - IDEIA, Universidade Federal de Santa Maria.

Referências

ALBERNAZ, A; FERREIRA, F. H. G.; FRANCO, C. Qualidade e equidade na
educação fundamental brasileira. Texto para Discussão nº 455. Rio de Janeiro:
PUC-Rio, 2002.
BARBOSA, M. E. F.; FERNANDES, C.. A escola brasileira faz diferença? Uma
investigação dos efeitos da escola na proficiência em matemática dos alunos
da 4ª série. In: FRANCO, Creso (Org.). Avaliação, ciclos e promoção na
educação. Porto Alegre: Artmed, 2001. p. 121-153.
BRASIL. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Lei n. 9.394, de 20
e dezembro de 1996. Disponível em: http://www.presidencia.gov.br/ccivill_03/
leis/l9394.htm. Acesso em: 21 abr. 2012.
_____. Constituição Federal do Brasil, 1988. Presidência da República.
Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicao.
htm. Acesso em: 21 abr. 2013.
CÉSAR, C.; SOARES, J. Desigualdades acadêmicas induzidas pelo contexto
escolar. Revista Brasileira de Estudos de População, v. 18, n. 1/2, p. 97-110,
2001.
CASTRO, C. M.; FLETCHER, P. A escola que os brasileiros frequentaram em
1985. Rio de Janeiro: Ipea, Iplan,1986.
FELICIO, F.; FERNANDES, R. O Efeito Da Qualidade Da Escola Sobre O
Desempenho Escolar: Uma Avaliação Do Ensino Fundamental No Estado De São Paulo. Anais do XXXIII Encontro Nacional de Economia – Natal-RN,
2005.
FERRÃO, M. E.; BELTRÃO, K.; SANTOS, D. Políticas de não-repetência e
qualidade da educação: evidencias obtidas a partir da modelagem dos dados
da 4ª série do SAEB-99. Estudos em Avaliação Educacional, n. 26, 2002.
FLETCHER, P. À procura do ensino eficaz. Relatório de pesquisa, PNUD/MEC/
SAEB. 1997.
FLICK, U. Uma introdução à pesquisa qualitativa. 3. ed. Porto Alegre:
BOOKMAN, 2009.
FRANCO, C.; BONAMINO, A. A pesquisa sobre características de escolas
eficazes no Brasil: breve revisão dos principais achados e alguns problemas
em aberto. Revista Educação On-line, Rio de Janeiro: PUC-Rio, n. 1, 2005.
Disponível em: . Acesso em:
10 fev. 2013
FRANCO, C.; SZTAJN, P.; ORTIGÃO, M. I. Mathematics teachers, reform, and
equity: results from the Brazilian National Assessment. Journal for Research in
Mathematics Education, Reston, Virginia, v. 38, n. 4, 393-419. 2007.
HATTIE, J. Visible learning. A synthesis of over 800 meta-analyses relating
to achievement. London and New York: Routledge, Taylor & Francis Group,
2009.
KOWALTOWSKI, D. C. C. K.; PINA, S. A. M. G.; BARROS, R. R. M. P.
Architectural Design Analysis as a Strategy for People Environment Studies:
Finding Spaces “That Work”. In: 19TH IAPS CONFERENCE, INTERNATIONAL
ASSOCIATION FOR PEOPLE-ENVIRONMENT STUDIES. Alexandria, Egito,
2006, p. 1-6.
INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA (IBGE). Disponível
em: http://www.cidades.ibge.gov.br/painel/populacao.php?lang=&codmun
=354880&search=sao-paulo|sao-caetano-do-sul|infograficos:-evolucaopopulacional-e-piramide-etaria.
Acesso em: 23 de abril 2013.
ÍNDICE FIRJAN DE DESENVOLVIMENTO MUNICIPAL. Disponível em: http://
www.firjan.org.br/ifdm/. Acesso em 23 de abril 2013.
LEE, V., FRANCO, C. e ALBERNAZ, A. Quality and equality in Brazilian
secondary schools: a multilevel cross-national school effects study. Annual
Meeting of the American Educational Research Association, San Diego.
2004.
SÁTYRO, N.; SOARES, S.. A infra-estrutura das escolas brasileiras de ensino fundamental: um estudo com base nos censos escolares de 1997 a 2005.
Textos para Discussão n. 1267. Brasília: Ipea, 2007.
SOARES, J. F. Qualidade e equidade na educação básica brasileira: a evidência
do SAEB-2001. Archivos Analíticos de Políticas Educativas, v.12, n. 38, 2004.
Disponível em: . Acesso em: 21 maio
2012.
SOARES, S.; RAZO, R.; FARIÑAS, M. Perfil estatístico da educação rural:
origem socioeconômica desfavorecida, insumos escolares deficientes e
resultados inaceitáveis. In: BOF, Alvana Maria (Org.). A educação no Brasil
rural. Brasília: Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio
Teixeira, 2006. p. 47-68.
SOARES, J. F., CÉSAR, C. C. & MAMBRINI, J. Determinantes de desempenho
dos alunos do ensino básico brasileiro: evidências do SAEB de 1997. IN: C.
Franco (Org.), Avaliação, ciclos e promoção na educação, p. 121-153, 2001.
Porto Alegre: Artmed.
SOARES NETO, J. J. JESUS, G. R.; KARINO, C. A.; ANDRADE, D. F.. Uma
escala para medir a infraestrutura escolar. Est. Aval. Educ., São Paulo, v. 24,
n. 54, p. 78-99, jan./abr. 2013
WALDEN, R. The School of the Future: Conditions and Processes – Contributions
of Architectural Psychology In: WALDEN, R. School for the Future. Design
Proposals from Architectural Psychology. Göttingen: Högrefe & Huber
Publishers, 2009.
YIN, R. K. Aplications of case study research. Thousand Oaks: SAGE
Publications, 1993.
_____. Estudo de caso - planejamento e métodos. 3. ed. Porto Alegre: Bookman,
2005.
Publicado
2017-05-26