A EAD e a Formação de Administradores na Educação Básica: Importância, Princípios e Significados na Contemporaneidade

  • Naura Syria Carapeto Ferreira Universidade Tuiuti do Paraná

Resumo

O objetivo deste artigo é oferecer subsídios para a formação de administradores para trabalhar na Educação Básica, que é o primeiro nível de escolarização, comprometidos a investigação, os avanços da produção cientifica e publicação de seus resultados. A EAD, a Formação de Gestores e a Educação Básica são três elementos fundamentais na contemporaneidade para a humanidade brasileira e mundial e a relação que os vincula e os responsabiliza, a partir dos princípios e significados comprometidos com a formação humana cidadã de toda a população brasileira e mundial. Assim, pontuarei, ressignificação desses elementos nesta relação encaminhando reflexões propositivas. A EAD, hoje é uma realidade e uma necessidade. Faz-se necessário utilizá-la como um poderoso recurso para fazer educação de qualidade que possibilite e assegure a verdadeira democratização do ensino para todos a fim de que possam adquirir a cidadania

Biografia do Autor

Naura Syria Carapeto Ferreira, Universidade Tuiuti do Paraná
Possui graduação em Pedagogia pela Universidade Católica de Pelotas/RS (1967), mestrado em Educação - Área de Concentração Currículo pela Universidade Federal do Paraná (1980) e doutorado em Educação: História, Política, Sociedade pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1992). Atualmente é professor (aposentada) da Universidade Federal do Paraná, professor titular da Universidade Tuiuti do Paraná, sócia da Associação Nacional de Política e Administração da Educação - ANPAE, sócia fundadora da Associação Nacional de Pesquisa e Pós-graduação em Educação - ANPED, sócia fundadora da Sociedade Brasileira de História da Educação - SBHE, sócia fundadora do Centro de Estudos Educação e Sociedade, sócia da ANPAE ? Associação Nacional de Política e Administração da Educação, sócia da Associação de Professores da Universidade Federal do Paraná/SIND-ANDES, sócia da Sociedade Portuguesa de Ciências da Educação ? SPCE, sócia da AFIRSE - Portugal ? Association Francophone Internationale de Recherche Scientifique en. Education. Fundadora da Seção Estadual da ANPAE/ Paraná da qual foi diretora por 4 anos. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Políticas públicas e gestão da educação atuando principalmente nos seguintes temas: gestão democrática da educação, políticas de formação de profissionais da educação, cidadania, formação humana, políticas públicas e administração da educação.

Referências

ATTALI, Jacques. Histoires du temps. Fayard, Paris, 1982.
DOHSE, K.; JURGENS, U. & MALSCH, T. “From fordism to toyotism? Thesocial organization of the labor process in the japanese automobile industry”.
Politics & Society. Los Altos, 14 (2), 1985.
FERREIRA, N. S. C. “Tecnologia Educacional e o Profissional no Brasil:
sua formação e a possibilidade de uma Cultura Humana” In: Tecnologia
Educacional. Ano XXVI, N º 141, 1998.
______. “Gestão Democrática da Educação: atuais tendências, novos desafios”.
6º ed. São Paulo: Cortez Ed., 2008.
______. “Education Technology and the Professional in Brasil: His or her
formation and the possibility of Human culture”. In: Bulletin of Science
Technology & Society. PeenState: The Pennsylvania State University, Vol 19,
Number 3, June/1999.
______. “Gestão Democrática da Educação para uma formação humana:
conceitos e possibilidades”. In: Em Aberto. Brasília, v. 17, n º 72. Fev/
jun.2000.
______. “O individualismo na contemporaneidade e os compromissos da
Gestão da Educação. In: Tradição, modernidade e as veredas da mestiçagem.
Maputo/ Moçambique: Editora da Universidade Eduardo Mondlane -UEM,
2.000.
______. Supervisão Educacional para uma escola de qualidade. 7ªª ed., São
Paulo: Cortez Editora, 2008.
______. É possível humanizar a formação no mundo globalizado? Sim,
é possível. In FERREIRA, N. S. C. A Gestão da educação na sociedade
mundializada; por uma nova cidadania. Rio de Janeiro; DP&A, 2003a.
______. Formação continuada e gestão da educação no contexto da “cultura
globalizada”. In: FERREIRA, N. S. C. Formação continuada e gestão da
educação. 3ª ed. São Paulo: Cortez Editora, 2007b.
______. Políticas de ensino e políticas de formação: compromissos da gestão
da educação. In: ROMANOWSKI, J.; MARTINS, P.L.O. & JUNQUEIRA, S.R. -
Conhecimento local e conhecimento universal: práticas sociais: aulas, saberes
e políticas. Vol 4. Curitiba: Campagnat,.2004.
______. “Supervisão Educacional: novas exigências, novos conceitos, novos
significados” In: RANGEL, Mary. Supervisão Pedagógica: princípios e práticas.
8 ª ed. Campinas/SP: Papirus, 2.008.
FERREIRA, N. S. C. & AGUIAR, M. A. A. Gestão da Educação: impasses,
perspectivas e compromissos. 6ª ed. São Paulo: Cortez Editora, 2008.
______. Para onde vão a orientação e a supervisão educacional? 4ª Campinas:
Papirus, 2008.LOJJINE, J. A classe operária em mutações. Trad. José Paulo Netto. Belo
Horizonte: Oficina de Livros, 1990.
SAVIANI, Dermeval. Educação: do senso comum à consciência filosófica. São
Paulo: Cortez Editora, 1980
Publicado
2017-06-07
Seção
Artigos de Fluxo Contínuo