O Homem Politécnico e o Homem Davinciano: Mediações a partir do Livro “A Escola de Leonardo: Política e Educação nos Escritos de Gramsci”

  • Adnilson José da Silva UNICENTRO

Resumo

Em uma carta redigida em agosto de 1932, Antonio Gramsci cita Leonardo Da Vinci como modelo antropológico que sintetiza dialeticamente criatividade e trabalho. Anita Helena Schlesener considerou a referida carta no livro “A Escola de Leonardo: política e educação nos escritos de Gramsci” (Liber Livro, 2009), desenvolvendo uma profunda reflexão sobre os aspectos educacionais mediadores do chamado homem davinciano utilizando, para tanto, referenciais gramscianos. No presente trabalho, procura-se alongar as considerações sobre uma perspectiva educacional que integre trabalho, política e formação cultural buscando estabelecer relações entre o modelo davinciano e o sujeito politécnico, cuja definição se define historicamente pelas contribuições de Karl Marx, Nadedja Krupskaia, Mário Manacorda e outros autores.

Biografia do Autor

Adnilson José da Silva, UNICENTRO
Graduado em Pedagogia (1999) pela Universidade Estadual do Centro-Oeste (UNICENTRO) e mestre em Educação (2006) pela Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG). É aluno regular do Programa de Doutorado em Educação da Universidade Tuiuti do Paraná, vinculado à linha de pesquisa "Políticas Públicas e Gestão da Educação". Tem experiência como docente na área de Educação, em cursos de Graduação, de Pós-Graduação Lato Sensu, de Extensão Universitária e em programas de formação e atualização docente, com ênfase em Filosofia da Educação e em História da Educação. Professor efetivo da UNICENTRO, em Guarapuava (PR), lotado no Departamento de Pedagogia, e Vice-Diretor do Setor de Ciências Humanas, Letras e Artes (SEHLA/G) da mesma Instituição. Realiza pesquisa continuada (PqC) e orienta trabalhos de Iniciação científica (IC) e de conclusão de cursos (TCC). Interessa-se por temas do marxismo e de perspectivas revolucionárias de educação, sobretudo envolvendo o pensamento de Antonio Gramsci.

Referências

AMBONI, Vanderlei; BEZERRA NETO, Luiz; BEZERRA, Maria Cristina dos Santos.
Trabalho e educação na construção da Rússia Socialista. Disponível em http://www.
estudosdotrabalho.org/texto/gt8/trabalho.pdf, acessado em 14/09/2013.
BURCKHARDT, Jacob. A cultura do renascimento na Itália: um ensaio. Trad.
Sérgio Tellaroli. São Paulo: Companhia das Letras, 1991.
DELUIZ, Neise. As mudanças no mundo do trabalho e no mundo vivido: com
sequencias para uma nova relação entre educação geral e formação profissional
numa perspectiva de politecnia. In: MARKERT, Werner (org.). Trabalho,
qualificação e politecnica. Campinas, Papirus, 1996. p. 117 – 121. DI GIORGI, Cristiane. Escola Nova. São Paulo: Ática, 1989.
FRIGOTTO, Gaudêncio. A produtividade da escola improdutiva: um (re)exame
das relações entre educação e estrutura econômico-social capitalista. 4. ed.
São Paulo: Cortez, 1993.
GARIN, Eugenio. Ciência e vida civil no Renascimento italiano. São Paulo:
UNESP, 1996.
GRAMSCI, Antonio. Cartas do cárcere. 4. ed. Rio de Janeiro: Civilização
Brasileira, 1991.
______. Cartas do cárcere. V. 3, 3a. ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2007.
LODI-CORRÊA, Samantha; JACOMELI, Marta Regina Martins. Krupskaia:
revolucionária e educadora. In: Anais da X Jornada do HISTEDBR. Campinas:
UNICAMP, 2011. Disponível em http://www.histedbr.fae.unicamp.br/acer_
histedbr/jornada/jornada10/trabalhos.html, acessado em 07/09/2013
MANACORDA, Mario Alighiero. História da Educação: da antiguidade aos
nossos dias. Trad. Paolo Nosella. 13. ed. São Paulo: Cortez, 2010.
______. Marx e a Pedagogia Moderna. Trad. Newton Ramos-de-Oliveira. São
Paulo: Cortez: Autores Associados, 1991.
MARX, Karl. Manuscritos econômicos e filosóficos. Trad. Alex Marins. São
Paulo: Martin Claret, 2004.
MARX, Karl e ENGELS, Friederich. Obras escolhidas. Trad. e org. Florestan
Fernandes. 2. ed. São Paulo: Ática, 1984.
NOSELA, Paolo. A escola de Gramsci. 4.ed. São Paulo: Cortez, 2010.
SAVIANI, Nereide. Concepção socialista de educação: a contribuição de
Nadedja Krupskaya. Revista HISTEDBR On-line, Campinas, número especial,
p. 28-37, abr 2011. Disponível em: http://www.histedbr.fae.unicamp.br/revista/
edicoes/41e/art03_41e.pdf, com acesso em 17/01/2014.
SCHLESENER, Anita Helena. A escola de Leonardo: política e educação nos
escritos de Gramsci. Brasília: Liber Livro, 2009.
SILVA, Sidney Reinaldo da. Resenha do livro “A escola de Leonardo: Política
e educação nos escritos de Gramsci”. Revista Brasileira de Educação. 2010,
vol.15, n.44, p. 394-396. Disponível em http://www.scielo.br/pdf/rbedu/v15n44/
v15n44a14.pdf, acessado em 15/01/2014.
Publicado
2017-06-07