Análise das Produções sobre a Educação na Terceira Idade

  • Rita de Cassia da Silva Oliveira Universidade Estadual de Ponta Grossa
  • Paola Andressa Scortegagna Universidade Estadual de Ponta Grossa
  • Flávia Oliveira Alves da Silva Universidade Estadual de Ponta Grossa

Resumo

Um dos grandes desafios das sociedades na atualidade é o envelhecimento da população e em decorrência surgem demandas em diferentes aspectos: sociais, políticos, econômicos e educacionais. Com um crescente contingente de idosos, o Brasil registra, hoje, cerca de 26 milhões, de 13% da população (IBGE, 2013), ainda perduram estereótipos negativos e preconceitos infundados cientificamente, porém cultivados e cristalizados pela sociedade. O artigo por meio de uma pesquisa bibliográfica, exploratória e descritiva, objetiva analisar e refletir a abordagem de artigos publicados em periódicos (classificados pelos qualis (CAPES) do estrato educação, relativos à área terceira idade) e em anais de congressos nacionais (ANPED, ANPED SUL, ANPAE, EDUCERE) no interstício de 2003 a 2013 (1º decênio do Estatuto do Idoso, Lei 10.741/03), que versam sobre aspectos relacionados à educação na terceira idade e a universidade aberta para a terceira idade. O processo educacional subsidia e possibilita o desenvolvimento dos indivíduos, oferecendo conhecimentos e instrumentalizando-os. Desta pesquisa serão extraídos elementos relevantes para um melhor entendimento da educação e dos programas e projetos destinados à terceira idade.

Biografia do Autor

Rita de Cassia da Silva Oliveira, Universidade Estadual de Ponta Grossa
Possui graduação em Pedagogia pela Universidade Estadual de Ponta Grossa (1980) e Doutorado em Filosofia e Ciências da Educação - Universidade de Santiago de Compostela (1998), revalidado pela Universidade Federal de Minas Gerais (1999). Gerontóloga pela Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia. Pós Doutorado em Educação -Universidade de Santiago de Compostela (2011). Coordena o Programa da Universidade Aberta para a Terceira Idade (UATI) na Universidade Estadual de Ponta Grossa. Atualmente é Professora Associada C da Universidade Estadual de Ponta Grossa. Vice Coordenadora e Professora do Mestrado e Doutorado em Educação (na UEPG), na linha de História e Políticas Educacionais, com as disciplinas de Educação de Jovens, Adultos e Idosos, Educação, Política e Sociedade, Educação Permanente e Espaços Educativos na sociedade brasileira, Teorias e Educação, Seminários de Tese. Coordena a linha de Pesquisa intitulada Políticas Públicas e Educação permanente de Jovens, Adultos e idosos, É bolsista Produtividade em Pesquisa - CNPq. Coordenadora do Curso de Especialização em Gerontologia na modalidade da Educação a Distância (UAB/UEPG) Membro da Latin American Research Network on Ageing (LARNA) of the Oxford Institute of Ageing at the University of Oxford. Membro da Rede Iberoamericana de Programas Universitários para Adultos Maiores (RIPUAM). Membro Presidente da Associação Brasileira das Universidades Abertas da Terceira Idade (ABRUNATI). Membro do Conselho Municipal dos Direitos do Idoso do Município de Ponta Grossa. Prêmio de Extensão Universitária (2013) pela Universidade Estadual de Ponta Grossa. Moção de Aplauso recebida da Câmara dos Vereadores do Município de Ponta Grossa pelos serviços prestados a sociedade pontagrossense para os idosos (2015). Título de Cidadã do Município de Ponta Grossa (2016), oferecido pela Câmara de Vereadores. Menção Honrosa (2016) pelos 25 anos da Universidade Aberta para a Terceira Idade, recebida da Assembleia Legislativa do Estado do Paraná. Tem livros e capítulos de livros publicados versando sobre o tema educação permanente, envelhecimento, velhice, educação de jovens e adultos e políticas públicas. Possui experiência na área de Educação, atuando principalmente com os seguintes temas: educação permanente, educação de jovens e adultos, terceira idade, gerontologia, políticas públicas, universidade aberta, sociologia, fundamentos da educação e metodologia da pesquisa.
Paola Andressa Scortegagna, Universidade Estadual de Ponta Grossa

Possui graduação em Pedagogia pela Universidade Estadual de Ponta Grossa (2007), mestrado em Educação pela Universidade Estadual de Ponta Grossa (2010) e doutorado em Educação pela Universidade Estadual de Ponta Grossa (2016). Atualmente é professora do Programa de Pós Graduação em Educação e do Departamento de Pedagogia da Universidade Estadual de Ponta Grossa. Professora Formadora do Curso de Pedagogia da UEPG, modalidade EAD. Tem experiência na área de Educação, com ênfase em Educação, atuando principalmente nos seguintes temas: educação permanente, políticas públicas, terceira idade, educação de jovens e adultos e políticas educacionais.

 
Flávia Oliveira Alves da Silva, Universidade Estadual de Ponta Grossa
Advogada. Mestre em Ciências Sociais Aplicadas. Doutoranda em Ciências Jurídicas. Coordenadora e Professora da UNOPAR/Ponta Grossa. Professora da Universidade Aberta para a Terceira Idade na UEPG. E-mail: flasoliveira@uol.com.br

Referências

ARRUDA, I. E. A. Análise de uma Universidade da Terceira Idade no município
de Campinas. Dissertação (Mestrado em Educação). Pontifícia Universidade
Católica de Campinas, 2009.
BEAUVOIR, S. A velhice. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1990.
BOTH, A. Envelhecimento humano: múltiplos olhares. Passo Fundo:
UPF, 2003.
CACHIONI, Meire. Quem educa os idosos? Um estudo sobre professores de
universidade da terceira idade. São Paulo: Alínea, 2003.
FREIRE, P. Educação e Mudança. Rio de Janeiro: Paz e Terra; 1979.
IBGE. Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios 2013. Diretoria de
Pesquisas. Coordenação de População e Indicadores Sociais. Rio de Janeiro:
Fundação Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, 2013.
JORDÃO NETTO, A . Gerontologia básica. São Paulo: Lemos, 1997MORAGAS, M. Gerontologia Social: envelhecimento e qualidade de vida. São
Paulo: Paulinas, 1997.
______. As relações intergeracionais nas sociedades contemporâneas. A
terceira idade, São Paulo, v. 15, n.29, p.7-27. jan. 2004.
NERI, A. L. Envelhecer num país de jovens. Campinas: Ed. Campinas, 1991.
______. Psicologia do Envelhecimento. Campinas: Unicamp, 1991.
OLIVEIRA, R.C. Universidade Aberta para a Terceira Idade na Universidade
Estadual de Ponta Grossa. Tese (Doutorado em Filosofia e Ciências da
Educação) Universidade de Santiago de Compostela, Espanha, 1998.
______. Terceira Idade: do repensar dos limites aos sonhos possíveis. São
Paulo: Paulinas, 1999.
______. O processo histórico do estatuto do idoso e a inserção pedagógica
na universidade aberta. Revista HISTEDBR Online, Campinas, n. 28, p. 278-
286, dez. 2007.
OLIVEIRA, R. C. S.; SCORTEGAGNA, P. A.; OLIVEIRA, F. S. O envelhecimento
e a velhice: teorias, demografia e política. Curitiba: CRV, 2011.
OLVEIRA, R.C.S; SCORTEGAGNA, P.A; OLIVEIRA, F.S. Universidade Aberta
para a Terceira idade: a extensão como meio de inserção do idoso no contexto
universitário. Assis: CRV, 2012.
OLIVEIRA, R.C.S.; SCORTEGAGNA, P.A. Universidade Aberta para a Terceira
Idade: o idoso como protagonista na extensão universitária. Ponta Groosa:
Ed. UEPG, 2015.
PALMA, L.T. Educação permanente e qualidade de vida. Passo Fundo: UPF,
2000.
PINTO, A. V. Sete lições sobre a educação de adultos. São Paulo: Cortez, 6ª
ed. 1989.
REQUEJO OSORIO, A. Educacion de Personas Mayores: presupuestos teóricos,
contexto sociosultural y estúdio comparado de programas educativos. Santiago
de Compostela: USC, 2002.
TAVARES, D. E. A presença do aluno idoso no currículo da universidade
contemporânea: uma leitura interdisciplinar. Tese (Doutorado em Educação)
Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, 2008.
ZAYAS, E. L. O Paradigma da Educação Continuada. Porto Alegre: Penso;
2012.
Publicado
2016-12-19