A Formação Continuada de Professores da Educação Básica: uma Revisão Sistemática

  • Nathalia Cristina Matos Universidade Federal de Santa Catarina
  • Edison Roberto de Souza Universidade Federal de Santa Catarina
  • Juarez Vieira do Nascimento Universidade Federal de Santa Catarina
  • Marília Garcia Pinto Universidade Federal de Santa Catarina
  • Alba Regina Battisti de Souza Universidade Federal de Santa Catarina

Resumo

Este artigo apresenta os resultados de uma investigação sobre pesquisas originais que abordam a Formação Continuada de professores da Educação Básica disponíveis nas bases nacionais e internacionais utilizando equações pertinentes ao tema. Os artigos selecionados foram classificados por atributos a fim de compreender suas singularidades. A busca inicial trouxe 2.062 produções, que após a triagem automática e manual resultaram em 52 artigos. A análise aponta como fundamental ao docente refletir sobre teoria e prática e apreender conhecimentos para o desenvolvimento profissional, suscitando um fazer pedagógico mais significativo e, consequentemente, a satisfação profissional e pessoal. Os resultados confirmaram a relevância da Formação Continuada, contribuindo na apropriação de conhecimentos e fazeres peculiares ao professor.

Biografia do Autor

Nathalia Cristina Matos, Universidade Federal de Santa Catarina
Graduação em Licenciatura Plena em Educação Física pela Universidade Federal de Santa Catarina (2009) e Especialização em Prescrição de Exercício para Grupos Especiais (2011) e Prática Psicopedagógica Interdisciplinar na Educação Básica (2011). Mestre em Teoria e Prática Pedagógica em Educação Física pela Universidade Federal de Santa Catarina (2015). Participa do Núcleo de Pesquisa em Pedagogia do Esporte NUPPE/LAPE/UFSC como pesquisadora voluntária. É professora de Educação Física Infantil na Prefeitura Municipal de São José/SC.
Edison Roberto de Souza, Universidade Federal de Santa Catarina
Graduado em 1982 em Educação Física pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Mestrado em Educação pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS) - 1997. Doutorado em Engenharia de Produção pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) - 2001. Vice-Diretor do Centro de Desportos da UFSC - Gestão 2009-2012. Diretor do Centro de Desportos da UFSC - Gestão 2012-2016. Secretário de Esporte da UFSC - A partir de Maio de 2016. Professor Associado do Programa de Pós-Graduação em Educação Física (PPGEF) e do Departamento de Educação Física (DEF). Coordenador do Núcleo de Pesquisa em Pedagogia do Esporte do Centro de Desportos (NUPPE). Pesquisador do Laboratório de Pedagogia do Esporte (LAPE). Vice-Presidente da Federação Catarinense de Atletismo (FCA) - 1982 a 1985. Presidente de 1985 a 1988. Diretor e Técnico de Atletismo da Federação Catarinense de Desportos Universitários (FCDU) de 1979 a 1984. Avaliador ?ad-hoc? do MEC/INEP de Cursos de Graduação em Educação Física. Membro Editorial do American Journal of Sports Training. Membro do Comitê Organizador Permanente do SIEFLAS. Revisor de Periódicos Revistas Pensar a Prática e Mackenzie. Parecerista da Editora Abril.Tem experiência na área da Educação atuando principalmente com os seguintes temas: formação docente, desenvolvimento humano, tecnologia social de educação pelo esporte, atividade física e saúde, atletismo, esporte escolar, ludicidade e desenvolvimento infantil.
Juarez Vieira do Nascimento, Universidade Federal de Santa Catarina
Licenciatura em Educação Física pela Faculdade Salesiana de Educação Física (1982), Mestrado em Ciência do Movimento Humano pela Universidade Federal de Santa Maria (1988) e Doutorado em Ciências do Esporte pela Universidade do Porto (1998) reconhecido pela UFRGS (2003). Atualmente é Professor Titular da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Tem experiência na área de Educação Física, com ênfase em Formação Profissional e Pedagogia do Esporte, atuando principalmente nos seguintes temas: formação inicial, desenvolvimento profissional, voleibol, ensino dos esportes, treinamento técnico-tático, currículos e programas.
Marília Garcia Pinto, Universidade Federal de Santa Catarina
Possui graduação em Educação Física pela Universidade do Estado de Santa Catarina (2011) e mestrado em Educacão Física pela Universidade Federal de Santa Catarina (2016). Tem experiência na área de Educação Física, com ênfase em Educação Física escolar, atuando principalmente nos seguintes temas: Educação Física inclusiva, Esporte adaptado, Formação e desenvolvimento profissional, carreira docente e atividade física.
Alba Regina Battisti de Souza, Universidade Federal de Santa Catarina
Professora Associada do Departamento de Pedagogia do Centro de Ciências Humanas e da Educação - FAED - da Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC. Graduada em Pedagogia pela Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC) possui especialização em Fundamentos do Magistério pela mesma universidade. É Mestre em Educação pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC-RS/1998) com dissertação sobre processos de avaliação da aprendizagem. É doutora em Engenharia de Produção pelo Programa de Pós-graduação em Engenharia de Produção da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) com tese sobre os saberes e fazeres docentes mobilizados na prática docente em Educação a Distância. Possui experiência docente incialmente no Ensino Fundamental, posteriormente nos Cursos de Magistério em nível médio e a partir de 1993 no Ensino Superior e em Cursos de Formação Continuada e de Aprimoramento nas áreas de Metodologia do Ensino Superior, Didática, Prática de Ensino, Pesquisa e Educação e Trabalho de Conclusão de Curso. .Atualmente é Professora Associada do Centro de Ciências Humanas e da Educação (FAED) da Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC) . Desenvolve ações de extensão, pesquisas e artigos sobre a formação e atuação docente e práticas pedagógicas em espaços escolares e não escolares. Em 2010 realizou estágio Pós Doutoral no Programa de Pós Graduação em Educação na Universidade do Vale do Rio dos Sinos - UNISINOS sob orientação da Profa. Dra. Maria Isabel da Cunha.

Referências

AGUIAR, W. M. J.; SOARES, J. R. A formação de uma professora do ensino
fundamental: contribuições da psicologia sócio-histórica. Psicologia escolar
e educacional. n. 12(1). p.221-234, jan.-jun. 2008.
ALVES, W. F. A formação continuada e o desenvolvimento profissional do
professor: paradigmas, saberes e práticas nos cursos de especialização em
educação física escolar. Revista brasileira de educação física e esportes. n.19(1).
p.35-48, jan.-mar. 2005.
AQUINO, J. G.; MUSSI, M. C. As vicissitudes da formação docente em
serviço: a proposta reflexiva em debate. Educação e Pesquisa. v.27. p.211-
227. 2001.
AYOUB, E. Reflexões sobre a educação física na educação infantil. Revista
Paulista de Educação Física. São Paulo: supl.4, p.53-60, 2001.
AYOUB, E. Narrando experiências com a Educação Física na Educação Infantil.
Revista Brasileira de Ciências do Esporte. Campinas: v.26, n.3, p.143-158, 2005.BEKERMAN, Z.; ZEMBYLAS, M. Fearful symmetry: Palestinian and Jewish
teachers confront contested narratives in integrated bilingual education.
Teaching & Teacher Education. n.26(3). p.507-515. 2010.
BRASIL. Congresso Nacional. Lei n.º 9.394, de 20 de dezembro de 1996.
Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Diário Oficial da União.
Brasília: 1996.
_______. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Fundamental.
Referenciais para Formação de Professores. Brasília: MEC/SEF, 2002.
CANDAU, V. M. Formação continuada de professores: tendências atuais. In:
CANDAU, V. M. (org.) Magistério: construção cotidiana. Petrópolis: Vozes, p.
51-68, 7ª ed., 2011.
CARVALHO, A. M. P. d.; GONÇALVES, M. E. R. Formação continuada de
professores: o vídeo como tecnologia facilitadora da reflexão. Cadernos de
Pesquisa. p.71-94, 2000.
CARVALHO, J. M. O não-lugar dos professores nos entrelugares de formação
continuada. Revista Brasileira de Educação. p.96-107. 2005
CARVALHO, J. S., SESTI, A. P., ANDRADE, J. P., SANTOS, L. d. S.; TIBÉRIO,
W. Formação de professores e educação em direitos humanos e cidadania:
dos conceitos às ações. Educação e Pesquisa. v.30, p.435-445. 2004.
CHEN, H. F.; TSENG, C. H. Factors that influence acceptance of web-based
e-learning systems for the in-service education of junior high school teachers
in Taiwan. Evaluation and Program Planning. v.35(3), p.398-406, 2012.
CHERUBINI, G.; ZAMBELLI, F.; BOSCOLO, P. Student motivation: an experience
of inservice education as a context for professional development of teachers.
Teaching & Teacher Education. v.18(3), p.273-288, 2002.
CÔCO, V. Formação Continuada na Educação Infantil. In: 33ª Reunião Anual
da ANPED, 2010, Caxambu. 33ª Reunião Anual da ANPED: Anais 2010,
2010. p. 1-17.
CRUZ, G. d. C.; SCHNECKENBERG, M.; TASSA, K. O. M. E.; CHAVES L.
Formação continuada de professores inseridos em contextos educacionais
inclusivos. Educar em Revista. p.229-243, 2011.
CRUZ, G. d. C.; FERREIRA, J. R. Processo de formação continuada de
professores de educação física em contexto educacional inclusivo. Revista
brasileira de educação física e esportes. v.19(2), p.163-180, abr.-jun, 2005.
CRUZ, G. d. C.; SORIANO, J. B. Perspectivas docentes sobre a formação
profissional em Educação Física para atuação em contextos inclusivos. Pensar
a prática. (impr.) v.13(3), set.-dez, 2010.
DANTAS, O. M. dos S.; SANTANA, A. R. de; NAKAYAMA, L. Teatro de
fantoches na formação continuada docente em educação ambiental. Educação
e Pesquisa. v.38, p.711-726, 2012.
DIAS, L. R. Formação de professores, educação infantil e diversidade étnico-racial: saberes e fazeres nesse processo. Revista Brasileira de Educação. v.17,
p.661-674, 2012.
ELLIS, M. K.; LEPORE, M.; LIEBERMAN, L. Effect of practicum experiences
on pre-professional physical education teachers’ intentions toward teaching
students with disabilities in general physical education classes. Revista Brasileira
de Educação Especial. v.18, p.361-374, 2012.
FARIAS, G. O.; SHIGUNOV, V.; NASCIMENTO, J. V. Formação e desenvolvimento
profissional dos professores de Educação Física. In: SHIGUNOV, V.; SHIGUNOV
NETO, A. A formação profissional e a prática pedagógica. Londrina: O Autor,
p.19-53, 2001.
FINSTERWALD, M.; WAGNER, P.; SCHOBER, B.; LÜFTENEGGER , M.; SPIEL,
C. Fostering lifelong learning – Evaluation of a teacher education program
for professional teachers. Teaching & Teacher Education. v.29, p.144-155,
2013.
FOLLE, A. Construção da carreira docente em Educação Física: escolhas,
trajetórias e perspectivas. Movimento (Porto Alegre) v. 15, p. 25-49, 2009.
FOLLE, A.; NASCIMENTO, J. V. Trajetória docente em Educação Física:
percursos formativos e profissionais. Revista Brasileira de Educação Física e
Esporte (Impresso), v. 24, p. 507-523, 2010.
GABARDO, C. V.; HAGEMEYER, R. C. C. Formação docente continuada na
relação universidade e escola: construção de referências para uma análise a
partir da experiência do PDE/PR. Educar em Revista. p.93-112, 2010.
GABINI, W. S.; DINIZ, R. E. da S. Os professores de química e o uso do
computador em sala de aula: discussão de um processo de formação
continuada. Ciência & Educação (Bauru) v.15, p.343-358, 2009.
GATTI, Bernadete A. Análise das políticas públicas para formação continuada
no Brasil, na última década. Revista Brasileira de Educação. v. 13, nº37, jan./
abr., 2008.
GIORDAN, M. A internet vai à escola: domínio e apropriação de ferramentas
culturais. Educação e Pesquisa. v.31, p.57-78, 2005
GONÇALVES, M. A. S.; PIOVESAN, O. M.; LINK A.; PRESTES, L. F.; LISBOA, J.
G. Violência na escola, práticas educativas e formação do professor. Cadernos
de Pesquisa. v.35, p.635-658, 2005.
GONÇALVES, T. d. S. C.; PINHEIRO, P. A. Development of a CD-ROM on
written language for the continuing education of elementary school teachers.
Journal of Applied Oral Science. v.19(6), p.560-566, nov.-dec., 2011.
GÜNTHER, M. C. C.; MOLINA NETO, V. Formação permanente de professores
de educação física na rede municipal de ensino de porto alegre: uma
abordagem etnográfica. Revista Paulista de Educação Física. v.14(1), p.72-
84, jan./jun., 2000.
IACHEL, G.; BACHA, M. G.; PAULA, M. P. de; SCALVI, R. M. F. A montagem e a utilização de lunetas de baixo custo como experiência motivadora ao
ensino de astronomia. Revista Brasileira de Ensino de Física. v.31. p.4502-
4508, 2009.
IMBERNÓN, F. Formação Continuada de Professores. Porto Alegre: Artmed
Editora, 2010.
KATO, D. S.; KAWASAKI, C. S. As concepções de contextualização do ensino
em documentos curriculares oficiais e de professores de ciências. Ciência &
Educação (Bauru) v.17. p.35-50, 2011.
KOKOC, M.; OZLU, A.; CIMER, A.; KARAL, H. Teachers’ Views on the Potential
Use of Online In-Service Education and Training Activities. Turkish Online
Journal of Distance Education. v.12(4). p.68-87, 2011
LEAL, M. C.; MORTIMER, E. F. Apropriação do discurso de inovação curricular
em química por professores do ensino médio: perspectivas e tensões. Ciência
& Educação (Bauru). v.14. p.213-231, 2008.
LEE, Y. S.; BAIK, J.; CHARLESWORTH, R. Differential effects of kindergarten
teacher’s beliefs about developmentally appropriate practice on their use of
scaffolding following inservice training. Teaching and Teacher Education.
v.22(7). p.935-945, 2006.
LIBÂNEO, J. C. Organização e Gestão da Escola: teoria e prática. 5ª ed.
Goiânia (GO): Alternativa, 2004.
LONGAREZI, A. M.; ALVES, T. de C. A psicologia como abordagem formativa:
um estudo sobre formação de professores. Psicologia Escolar e Educacional.
v.13(1). p.125-132, jun., 2009.
MCKENZIE, T. L.; SALLIS, J. F.; FAUCETTE, N.; ROBY, J. J.; KOLODY, B.
Effects of a curriculum and inservice program on the quantity and quality of
elementary physical education classes. Research Quarterly for Exercise and
Sport. v.64(2). p.178-187, 1993.
MILITÃO, A. N.; LEITE, Y. U. F. A Historicidade do Conceito de Formação
Continuada: uma análise da visão de Paulo Freire sobre a formação
permanente. In: VII Congresso Brasileiro de História da Educação, 2013,
Cuiabá. Anais do VII Congresso Brasileiro de História da Educação. Cuiabá -
MT: SBHE, 2013. v. 1. p. 1-15.
MORETTI, V. D.; MOURA, M. O. de. Professores de matemática em atividade
de ensino: contribuições da perspectiva histórico-cultural para a formação
docente. Ciência & Educação. Bauru: v.17. p.435-450, 2011.
MOTA, L. M. et al. Programa de formação continuada dos professores do
estado do Rio de Janeiro: o papel do docente. In: X Congresso Brasileiro de
Ensino Superior a Distância. UNIREDE. Belém: 2013.
NASCIMENTO, J. V. A elaboração de projeto pedagógico para a formação do
profissional de Educação Física. Revista da Educação Física, Maringá - PR, v.
5, n. 1, p. 63-68, 1994.________. Realidade e perspectivas do mercado de trabalho em Educação
Física para o século XXI. Caderno de Educação Física, Marechal Candido
Rondon, v. 2, n. 1, p. 117-136, 2000.
_______. Formação profissional em Educação Física: contextos de
desenvolvimento curricular. In: SOUZA NETO, S.; HUNGER, D. (Org.).
Formação Profissional em Educação Física: Estudos e Pesquisa. Montes Claros:
UNIMONTES, p.59-75, 2002.
NIGRO, R. G.; AZEVEDO, M. N. Ensino de ciências no fundamental 1:
perfil de um grupo de professores em formação continuada num contexto
de alfabetização científica. Ciência & Educação. Bauru: v.17. p.705-720,
2011.
NÓVOA, A. Concepções e práticas da formação contínua de professores.
In: NÓVOA, A. Formação contínua de professores: realidade e perspectivas.
Aveiro: Universidade de Aveiro, 1991.
OLIVEIRA, A. C. S. de; RAMOS, G. N. S. Construindo saberes pela formação
e prática profissionais de uma professora de Educação Física do ensino
médio. Motriz Revista de Educação Física (Impr.). v.14(3). p.252-259, jul.-
set., 2008.
OZEN, R. Inservice Training (INSET) Programs via Distance Education: Primary
School Teachers’ Opinions. Turkish Online Journal of Distance Education.
v.9(1), 2008.
OZEN, R. Investigating the opinions of MoNE staff about INSET programs
via distance education. Turkish Online Journal of Distance Education. v.10(4).
p.159-175, 2009.
PAPAGEORGIOU, G.; STAMOVLASIS, D.; JOHNSON, P. M. Primary Teachers’
Particle Ideas and Explanations of Physical Phenomena: Effect of an in-service
training course. International Journal of Science Education. v.32(5). p.629-
652, 2010.
RAJUAN, M.; BEKERMAN, Z. Inside and outside the integrated bilingual
Palestinian–Jewish schools in Israel: Teachers’ perceptions of personal,
professional and political positioning. Teaching & Teacher Education. v.27(2).
p.395-405, 2011.
REALI, A. M. de M. R.; TANCREDTI, R. M. S. P. A importância do que se
aprende na escola: a parceria escola-famílias em perspectiva. Paidéia. Ribeirão
Preto: v.15(31). p. 239-247, maio-ago., 2005.
REZENDE, F.; LOPES, A. M. de A.; EGG, J. M. Identificação de problemas
do currículo, do ensino e da aprendizagem de física e de matemática a partir
do discurso de professores. Ciência & Educação. Bauru: v.10. p. 185-196,
2004.
RIGHI, M.; MARIN, E. C.; SOUZA, M. da S. Formação continuada:
entendimentos e vivências dos professores de educação física no contexto do
governo estadual (RS) gestão 2007/2010. Revista Brasileira de Ciências do Esporte. v.34. p.875-890, 2012.
RODRIGUES, F. L., SILVESTRE, M. A. Concepções sobre formação permanente
de professores: entre discursos e práticas. In: XVI ENDIPE - Encontro Nacional
de Didática e Práticas de Ensino. Unicamp. Campinas: 2012.
RODRIGUES, C. G.; KRÜGER, V.; SOARES, A. C. Uma hipótese curricular para
a formação continuada de professores de Ciências e de Matemática. Ciência
& Educação. Bauru: v.16. p.415-426, 2010.
RODRIGUES, M. I. R.; CARVALHO A. M. P. de. Professores - pesquisadores:
reflexão e mudança metodológica no ensino de física - o contexto da avaliação.
Ciência & Educação. Bauru: v.8. p.39-53, 2002.
ROSA, M. I. de F. P. dos S.; SCHNETZLER, R. P. A investigação-ação na
formação continuada de professores de ciências. Ciência & Educação. Bauru:
v.9(1). p.27-39, 2003.
ROSSI, F.; HUNGER, D. A formação continuada de professores: entre o real
e o “ideal”. Revista Pensar a Prática. Goiânia: v.15, n.4, p.821-1113, out./
dez., 2012.
RYDER, J. Promoting reflective practice in continuing education in France. ELT
Journal: English Language Teachers Journal. v.66(2). p.175-183, 2012.
SAMPAIO, R. F.; MANCINI, M. C. Estudos de Revisão Sistemática: Um guia
para síntese criteriosa da evidência científica. Revista Brasileira de Fisioterapia.
São Carlos: v. 11, n. 1, p. 83-89, jan./fev., 2007.
SANT’ANA, C. de C.; AMARAL, R. B.; BORBA, M. de C. O uso de softwares
na prática profissional do professor de matemática. Ciência & Educação.
Bauru: v.18. p.527-542, 2012.
SANTOS, S. R. M. dos. Formação Continuada: decisão institucional ou espaço
de construção de autonomia? TEIAS. Rio de Janeiro: ano 5, n.9-10, jan/dez,
2004.
SANTOS, L. M. E. Educação física: perspectivas teórico-metodológicas para
a educação emancipatória na primeira infância. Dissertação de Mestrado.
Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis, 2008.
______. Perspectivas teórico-metodológicas para a Educação Física na
Educação Infantil. Artigo apresentado no COEB, 2012. Disponível em: < http://
www.pmf.sc.gov.br/arquivos/arquivos/pdf/13_02_2012_11.00.47.67786918c
9ea0047571f4d71ac76dd73.pdf >. Acesso em: 14/06/2012.
SANTOS, L. I. S.; SILVA, L.; RAMOS, R. C. G. Formação continuada em
Mato Grosso: análise de documentos orientativos do programa/projeto sala
de professor/educador. Periódicos UFPB. Acta Semiótica et Lingvística. v.17,
n.1, p.80-105, 2012.
SARTI, F. M.; BUENO, B. O. Leituras profissionais docentes e apropriação de
saberes acadêmico-educacionais. Cadernos de Pesquisa. v.37. p.455-479,
2007.SAYÃO, D. T. Educação Física na pré-escola: principais influências teóricas,
In: Congresso Brasileiro de Ciências do Esporte. Goiânia: CBCE, n.10, p.
594-601, 1997.
______. Educação física na educação infantil: riscos, conflitos e controvérsias.
Motrivivência. Florianópolis: ano XI, n.13, p.221-240, nov., 1999.
SAUR-AMARAL, I. Revisão sistemática da literatura com apoio de Endnote
X4 e NVIVO 9. Aveiro: GOVCOPP, 2011.
SILVA, L. A. da; OLIVEIRA, A. M. P. de. As discussões entre formador e
professores no planejamento do ambiente de modelagem matemática. Bolema.
Rio Claro: v. 26(43). p. 1071-1101, ago, 2011.
SILVA, L. H. de. A.; SCHNETZLER, R. P. Buscando o caminho do meio: a “sala
de espelhos” na construção de parcerias entre professores e formadores de
professores de Ciências. Ciência & Educação. Bauru: v.6. p.43-54, 2000.
SILVA, P. C. da C. Capoeira nas aulas de educação física: alguns apontamentos
sobre processos de ensino-aprendizado de professores. Revista Brasileira de
Ciências do Esporte. v.33. p.889-903, 2011.
SIMÃO, D. C.; PASSOS, L. F. O impacto da formação continuada de professores
nas escolas com bom desempenho em matemática: o caso da rede escolar
SESI-SP. Revista do Programa de Estudos Pós-Graduados em Educação
Matemática. v.14, n.2, 2012.
SOUZA, E. R.; BATTISTI DE SOUZA, A. R. A Extensão na formação inicial
em Educação Física. In: NASCIMENTO, J. V.; FARIAS. G. O. Construção da
Identidade Profissional em Educação Física: da formação à intervenção.
Florianópolis: Editora da UDESC, p.347-369, 2012.
TARDIF, M. Saberes docentes e formação profissional. 16ª ed. Petrópolis:
Vozes, 2014.
TENREIRO-VIEIRA, C.; VIEIRA, R. M. Construção de práticas didáticopedagógicas
com orientação CTS: impacto de um programa de formação
continuada de professores de ciências do ensino básico. Ciência & Educação.
Bauru: v.11. p.191-211, 2005.
TRISTÃO, A. D.; MORINI, S. Formação continuada de educadores/as de
Educação Física no âmbito da Educação Infantil em Florianópolis, SC.
EFDeportes/Revista Digital. Buenos Aires: ano 14, n.136, 2009. Disponível
em: < http://www.efdeportes.com/efd136/educacao-fisica-no-ambito-daeducacao-infantil.htm
>. Acesso em: 14/09/2013.
UYSAL, H. H. Evaluation of an In-Service Training Program for Primary-School
Language Teachers in Turkey. Australian Journal of Teacher Education. v.37(7).
p.13-29. Jul., 2012.
VEENMAN, S.; VANTULDER, M.; VOETEN, M. The impact of inservice training
on teacher-behavior. Teaching and Teacher Education. v.10(3). p.303-317,
1994.VIANNA, D. M.; CARVALHO, A. M. P. de. Formação permanente: a
necessidade da interação entre a Ciência dos cientistas e a Ciência da sala
de aula. Ciência & Educação. Bauru: v.6. p.30-42, 2000.
WENDHAUSEN, A. M. P. O processo de formação continuada dos professores
e professoras de educação física que atuam na educação infantil no município
de Florianópolis: 1993-2004. Dissertação (Mestrado) - Centro de Ciências da
Educação, Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal
de Santa Catarina. Florianópolis, 2006.
ZAPELINI, C. A. E. Processos formativos constituídos no interior das instituições
de educação infantil: uma experiência de formação continuada. Pro-Posições.
v.20. p.167-184, 2009.
Publicado
2016-12-19