Considerações e resultados acerca da aplicação da Criativa: metodologia educativa fomentada por meio dos jogos cooperativos

  • Jeferson Antunes Universidade Federal do Cariri
  • Jânio do Nascimento Lima
  • Wesley Castro Teixeira Universidade Federal do Cariri - UFCA
  • Lizandra de Barros Souza Universidade Federal do Cariri (UFCA)
  • Samuel Onofre Cavalcante Universidade Federal do Cariri

Resumo

O campo das metodologias concentra pesquisas sobre novas abordagens do campo educacional, apresentando métodos e avaliações sobre novas práticas docentes. Neste, os jogos cooperativos apresentam uma importante contribuição ao proporcionar métodos não-competitivos para (re)significar a prática educativa. O propósito deste estudo é avaliar se a Criativa, metodologia educacional estruturada nos jogos cooperativos, criada pelo LIJC, atende a seus objetivos e está alinhada aos conceitos deste campo de estudos. Para tanto, utilizamos questionários abertos para captar a percepção dos participantes, que foram ponderados por meio do Discurso do Sujeito Coletivo, que apontou o trabalho em grupo e as regras bem definidas como principais pontos fortes deste método, trabalhando a criatividade na resolução de problemas e a possibilidade dê-se aprender e utilizar habilidades e competências por parte dos participantes de forma lúdica interagindo com um ambiente controlado.

Biografia do Autor

Jeferson Antunes, Universidade Federal do Cariri
Mestrando pelo Programa de Pós-graduação em Desenvolvimento Regional Sustentável (PRODER) e graduando em Administração Pública na Universidade Federal do Cariri. Graduado na Universidade Regional do Cariri em Licenciatura Plena em História (2007). Coordena o projeto de Extensão do Laboratório Interdisciplinar de Jogos Colaborativos, da UFCA, realizando pesquisas na área de metodologias educativas, ensino cooperativo, jogos cooperativos, tecnologias da informação e da comunicação e áreas afim.
Jânio do Nascimento Lima
Profissional de TI com 8 anos de experiência na área de desenvolvimento de sistemas web e desktops. Proficiência em linguagens para web como PHP, ASP e ASP.NET, bem como em C#, XNA, Java e Delphi para o desenvolvimento de aplicativos convencionais e experiência com banco de dados relacionais como MS SQL Server 2000 e 2005, PostgresSQL e MySQL, além da linguagem XML.
Wesley Castro Teixeira, Universidade Federal do Cariri - UFCA
Possui graduação em Licenciatura em Matemática pelo Instituto Federal do Ceará - IFCE. Discente do Mestrado de Matemática em Rede Nacional - PROFMAT, pela Universidade Federal do Cariri - UFCA
Lizandra de Barros Souza, Universidade Federal do Cariri (UFCA)
Discente do curso de graduação de Engenharia Civil, na Universidade Federal do Cariri (UFCA).
Samuel Onofre Cavalcante, Universidade Federal do Cariri

Graduando em Engenharia Civil pela Universidade Federal do Cariri e bolsista voluntário do Laboratório Interdisciplinar de Jogos Colaborativos da UFCA.

Referências

ALMEIDA, Marcos Teodorico Pinheiro de. Brincar Cooperativo: Vivências lúdicas de jogos não competitivos. Petrópolis, Rio de Janeiro: Vozes, 2010.
ALMEIDA, Marcos Teodorico Pinheiro de. Jogos Cooperativos: Aprendizagens, métodos e práticas. Várzea Paulista, São Paulo: Fontoura, 2011.
BORDENAVE, Juan E. Diaz. O que é participação? São Paulo, SP: Editora
Brasiliense, 1983.
BROTTO, Fábio Otuzi. Jogos Cooperativos: O jogo e o esporte como um
exercício de convivência. São Paulo, SP: Palas Athenas, 4ª Edição, 2013.
CAILOIS, Roger. Os jogos e os homens. Lisboa – Portugal: Editora Cotovia,
1990.
FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: Saberes necessários à prática
educativa. São Paulo: Editora Paz e Terra, 24ª Edição, 1996.
______. Pedagogia do oprimido São Paulo: Editora Paz e Terra, 11ª Edição,
1987.
HUIZINGA, Johan. Homo Ludens. São Paulo - SP: Editora Perspectiva S. A.,
2000.
LEFEVRE, Ana Maria; LEFEVRE, Fernando. Pesquisa de representação social:
Um enfoque qualiquantitativo. Brasilia – DF: Liber Livro, 2ed, 2012.
MATURANA, Humberto. Emoções e linguagem na educação e na política.
Belo Horizonte,
MCGONIAL, Jane. A realidade em jogo: Por que os games nos tornam
melhores e como eles podem mudar o mundo. Rio de Janeiro, RJ: Editora
Bestseller, 2012.
MINAYO, Maria Cecília de Souza. Pesquisa Social: Teoria, método e criatividade.
Petrópolis – RJ: Editora Vozes, 33ed, 2013.
SALEN, Katie e ZIMMERMAN, Eric: Regras do jogo: Fundamentos do design
de jogos. São Paulo – SP: Blucher, 2012a. Volume 1.
______. Regras do jogo: Fundamentos do design de jogos. São Paulo – SP:
Blucher, 2012b. Volume 2.
______. Regras do jogo: Fundamentos do design de jogos. São Paulo – SP:
Blucher, 2012c. Volume 3.
______. Regras do jogo: Fundamentos do design de jogos. São Paulo – SP:
Blucher, 2012d. Volume 4.
Publicado
2017-05-13
Seção
Artigos de Fluxo Contínuo