A Relação entre Educação e Movimentos Sociais a partir da Via Campesina

  • Maria Antônia de Souza Universidade Tuiuti do Paraná

Resumo

Este texto é fruto da investigação sobre a produção coletiva do conhecimento em educação do campo, concluída em dezembro de 2014. Objetiva analisar como se dá a produção coletiva do conhecimento no contexto da educação do campo, em especial as práticas construídas no coletivo da Via Campesina. A perspectiva teórico-metodológica incorpora análise de documentos e reflexões sobre os conceitos de movimentos sociais e educação do campo. Constata-se que as experiências educativas dos camponeses se voltam para análises em perspectiva internacional. Trabalham com problemas e temas que auxiliam na organização, reorganização e criação de experiências de agricultura familiar e desenvolvimento territorial rural sustentável, mediante o regime da Alternância. São construídas parcerias entre movimentos, organizações, governos e universidades que firmam processos formativos de Ensino Médio, com forte articulação entre trabalho e educação, juntamente a práticas não-formais de educação voltadas para a formação política.

Biografia do Autor

Maria Antônia de Souza, Universidade Tuiuti do Paraná
Filha de pequenos agricultores do município de Parapuã/SP. Estudou os primeiros anos no Grupo Escolar, Distrito Lagoa Azul. Cursou o Ensino Fundamental e Médio [à época Ensino de 1º e 2º graus] na escola pública de Parapuã/SP. Graduada (1990-licenciatura e 1991-bacharelado) em Geografia pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho. Graduada em Direito (2012 - Universidade Tuiuti do Paraná). Mestre em Educação pela Universidade Estadual de Campinas (1994) e Doutora em Educação pela Universidade Estadual de Campinas (1999). Trabalha na Universidade Estadual de Ponta Grossa desde 1996, estando na categoria de professor Associado C. Coordena o grupo de pesquisa Movimentos Sociais, Educação do Campo e Práticas Pedagógicas. É professora da disciplina Metodologia da Pesquisa em Educação. Criou, em 2012, a disciplina Educação do Campo, com a qual trabalho no curso de Pedagogia. No período de 1999 a 2004 trabalhou como professora do Programa de Mestrado em Ciências Sociais Aplicadas. É professora da Universidade Tuiuti do Paraná (UTP) desde fevereiro de 2002. Trabalha no Programa de Pós-Graduação Mestrado e Doutorado em Educação com as disciplinas Prática de Pesquisa; Educação do Campo - políticas e práticas; Educação e Movimentos Sociais do Campo. Orienta mestrado e doutorado na linha de pesquisa Práticas Pedagógicas: Elementos Articuladores. Coordena o Núcleo de Pesquisa em Educação do Campo, Movimentos Sociais e Práticas Pedagógicas (NUPECAMP). Na graduação em Pedagogia trabalha com as disciplinas Metodologia da Pesquisa: Produção Científica e Educação do Campo. Desenvolve pesquisa sobre movimentos sociais e educação do campo; práticas pedagógicas. Tem livros e capítulos de livros publicados versando sobre o tema movimentos sociais, educação do campo e pesquisa em educação. É bolsista Produtividade em Pesquisa do CNPq, desde 2002, estando atualmente na categoria 1C (3/2015 a 2/2019). Esteve na coordenação do GT 3 da Anped, movimentos sociais, sujeitos e processos educativos, período outubro de 2010 a outubro de 2012. Coordenou o Eixo de mesmo nome para a Reunião da Anped Sul, julho de 2012. Coordenou o Núcleo da UTP no Projeto do Observatório da Educação, Núcleo em Rede (UFSC, UFPel e UTP), período de jan/2011 a dez/2014. Coordena o projeto Observatório da Educação - Núcleo Local - versando sobre educação do campo e reestruturação dos projetos político-pedagógicos das escolas localizadas no campo em 24 municípios da Região Metropolitana de Curitiba (mar/2013 a mar/2017). Esteve na vice-coordenação do Programa no período de maio de 2004 a fevereiro de 2008. Coordenou o Programa de Pós-Graduação - Mestrado e Doutorado em Educação - da Universidade Tuiuti do Paraná no período de 1/11/2012 a 31/5/2017. É membro da Comissão Nacional da Educação do Campo, SECADI/MEC, desde 2013. Membro da Articulação Paranaense "Por uma Educação do Campo", representando o Núcleo de Pesquisa em Educação do Campo, Movimentos Sociais e Práticas Pedagógicas do PPGED/UTP.

Referências

BATISTA, Ândrea Francine. Consciência e territorialização contra-hegemônica:
uma análise das políticas de formação da Via Campesina América do Sul.
276 fls. Dissertação (Mestrado em Geografia), UNESP – Presidente Prudente.
Presidente Prudente, 2013.
CALDART, Roseli Salete. Educação do campo: notas para uma análise de
percurso. Trabalho, Educação e Saúde, v. 7, n° 1, p. 35-64, mar/jun. Rio de
Janeiro, 2009.
DESMARAIS, Annette Aurélie. A Via Campesina. São Paulo: Cultura Acadêmica;
Expressão Popular, 2013.
GOHN, Maria da Glória. Movimentos sociais na atualidade: manifestações e
categorias analíticas. In: GOHN, Maria da Glória (org.). Movimentos sociais no
início do século XXI: antigos e novos atores. Petrópolis: Vozes, 2003.
GOHN, Maria da Glória. Movimentos sociais e redes de mobilizações civis no
Brasil contemporâneo. Petrópolis: Vozes, 2003a.
GOHN, Maria da Glória. Movimentos sociais e redes de mobilizações civis no Brasil contemporâneo. Petrópolis: Vozes, 2003.
GOHN, Maria da Glória. Teoria dos movimentos sociais. São Paulo: Loyola,
1997.
GOHN, Maria da Glória. Movimentos sociais e educação. São Paulo: Cortez,
1992.
IVANOSKI, Nicolle Marra. Movimento social, escola e formação: um olhar a
partir do IALA Amazônico. 166 fls. Dissertação (Sociedade, Cultura e Fronteiras),
Universidade Estadual do Oeste do Paraná. Foz do Iguaçu, 2015.
MOLINA. Mônica Castagna. Entrevista. Cadernos de Pesquisa Pensamento
Educacional. Revista Eletrônica do Programa de Pós-Graduação Mestrado em
Educação da Universidade Tuiuti do Paraná. Vol. 4, n° 8, jul-dez, 2009. UTP:
Curitiba, 2009. P. 313-319. Disponível em http://www.utp.br/Cadernos_de_
Pesquisa/. Acesso em 20/2/2015.
MUNARIM, Antonio. Movimento nacional de educação do campo: uma trajetória
em construção. 2008. 17f. Disponível em:
.
Acesso em: 30 jun. 2015.
RIBEIRO, Marlene. Educação do campo: embate entre Movimento Camponês
e Estado. Educ. Rev.. Belo Horizonte, 2012, vol.28, n.1, pp. 459-490.
SCHERER-WARREN, Ilse. Para uma metodologia de pesquisa dos movimentos
sociais e educação no campo. In: MOLINA, Mônica Molina (Org.). Educação do
Campo e Pesquisa: questões para reflexão. Brasília: Ministério do Desenvolvimento
Agrário, 2006. (p. 117-132).
SOUZA, Maria Antônia de. Educação e movimentos sociais do campo: a produção
do conhecimento no período de 1987 a 2007. Curitiba: UFPR, 2010.
SOUZA, Maria Antônia de. Educação do Campo: a produção do conhecimento
na prática coletiva. Cadernos de Pesquisa Pensamento Educacional. Revista
Eletrônica do Programa de Pós-Graduação Mestrado em Educação da
Universidade Tuiuti do Paraná. Vol. 4, n° 8, jul-dez, 2009. UTP: Curitiba, 2009.
P. 291 – 306. Disponível em http://www.utp.br/Cadernos_de_Pesquisa/. Acesso
em 20/2/2010.
Publicado
2017-05-13