Sistema político, desigualdades sociais no campo e o papel da educação

  • Jorge Sobral da Silva Maia Universidade Estadual do Norte do Paraná

Resumo

O presente estudo parte do conceito de política e de sistema político para analisar as condições das desigualdades no campo e busca entender como a educação pode contribuir para minimizar estas desigualdades sociais. É um estudo fundamentado na teoria política que enfatiza, em linhas gerais, o desenvolvimento, os problemas e os desafios presentes no campo como, a concentração da terra e da propriedade considerando-os como elementos estruturais geradores de desigualdade social. Concebe a educação no contexto atual e os fatores, que ao serem desenvolvidos, podem potencializar o debate sobre as condições de vida da população e exibir alguns caminhos para ampliar sua qualidade.

Biografia do Autor

Jorge Sobral da Silva Maia, Universidade Estadual do Norte do Paraná
Biólogo (UFSCar). Pós-doutorado Junto ao Instituto de Biociências da UNESP em Botucatu/SP; Doutor em Educação para a Ciência pela Faculdade de Ciências - Universidade Estadual Paulista (UNESP). Consultor do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP). Diretor de Pós Graduação da Universidade Estadual do Norte do Paraná. Atuou como Pró-Reitor de Pesquisa e Pós Graduação da mesma Universidade; Professor do Programa de Pós-Graduação em Ciências Jurídicas do Centro de Ciências Sociais Aplicadas e Professor Adjunto do Centro de Ciências Humanas da Universidade Estadual do Norte do Paraná. Coordenador do Laboratório de Ensino e Pesquisa em Educação para a Ciência. Pesquisador do Grupo de Pesquisa em Educação Ambiental ligado ao Programa de Pós Graduação em Educação Para a Ciência da UNESP em Bauru/SP. Atua na área de Ciências Biológicas e Ensino de Ciências com ênfase em Educação Ambiental, com pesquisa em Fundamentos da Educação, Formação de professores e políticas públicas, Ecologia e ambiente. Tem experiências na Educação Básica, no Ensino Superior e em Gestão Universitária.

Referências

ACCIOLY, I.; SÁNCHEZ, C. Antiecologismo no Congresso Nacional: o meio
ambiente representado na Câmara dos Deputados e no Senado Federal. Desenvolvimento e Meio Ambiente, n. 25, p. 97-108, jan./jun. 2012. Editora
UFPR. Disponível em http://ojs.c3sl.ufpr.br/ojs/index.php/made/article/
viewFile/23389/18576. Acesso 10/11/2015.
AMADEO, J. Teoria política: um balanço provisório. Rev. Sociol. Polít., Curitiba,
v. 19, n. 39, p. 17-34, jun. 2011. Disponível em http://www.scielo.br/pdf/rsocp/
v19n39/a03v19n39.pdf acesso 06/11/2015.
BOBBIO, N. Teoria geral da política - a filosofia e as lições dos clássicos. Trad.
Daniela Beccaccia Versiani. Rio de Janeiro: Campus, 2000.
BOBBIO, L. Política. In BOBBIO, N.; MATEUCCI, N.; PASQUINO, G. Dicionário
de politica. v. 1 Brasília: Editora da UNB, 1998.
BRASIL. Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos. Decreto n0
7.352, de 4
de novembro de 2010. Disponível em http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_
ato2007-2010/2010/decreto/d7352.htm, Acesso 12/11/2015.
DOURADO, L. F.; OLIVEIRA, J. F. A qualidade da educação: perspectivas e desafios.
Cad. Cedes, Campinas vol. 29, n. 78, p. 201-2015, maio/ago. 2009.
EASTON, David. The political system. Chicago: University of Chicago Press,
1953.
FRANCO, J. B. Prática social como prática pedagógica em educação popular
ambiental. Curitiba, Appris, 2015.
KOSIK, K. Dialética do concreto. São Paulo: Editora Paz e Terra, 1995.
LOUREIRO, C. F.; LAMOSA, R. A educação ambiental e o papel das escolas
públicas na valorização da imagem do agronegócio. Comunicações Piracicaba
Ano 22 n. 2 p. 109-133 Ed. Especial. 2015. Disponível em http://www.
bibliotekevirtual.org/revistas/Metodista-UNIMEP/COMUNICACOES/v22n02-e/
v22n02a05.pdf Acesso 14/11/2015
LOUREIRO, M. L.; ABRUCIO, F. L. Democracia e eficiência: a difícil relação
entre política e economia no debate contemporâneo. Revista de Economia
Política, vol. 32, nº 4 (129), pp. 615-633, outubro-dezembro/2012. Disponível
em http://www.scielo.br/pdf/rep/v32n4/05.pdf. Acesso 18/11/2015.
MAIA, J. S. da S. Educação ambiental crítica e formação de professores.
Curitiba: Appris Editora, 2015.
MAIA, J. S. da S; TEIXEIRA, L. A. Formação de professores e educação
ambiental na escola pública: contribuições da pedagogia Histórico-crítica.
Revista HISTEDBr On-line, Campinas, nº 63, p. 293-305, jun 2015. Disponível
em https://www.fe.unicamp.br/revistas/ged/histedbr/article/view/6178/6085.
Acesso 30/08/2015.
MARSIGLIA, Ana C. Galvão. A prática pedagógica histórico crítica na educação
infantil e ensino fundamental. Campinas/SP: Autores Associados, 2001.
MARX, K. Contribuição à crítica da economia política. 2 ed. São Paulo:
Expressão Popular, 2008.
MÉSZÁROS, István. Para além do capital: rumo a uma teoria da transição. São Paulo: Boitempo Editorial, 2006.
NETO, J. P.; BRAZ, M. Economia política: uma introdução crítica. 8 ed. São
Paulo: Cortez, 2012. 271p.
ORSO, Paulino José. Apresentação in ORSO, Paulino José; GONÇALVES,
Sebastião Rodrigues; MATTOS, Valci Maria (Orgs). Educação, Estado e
Contradições sociais. 1 ed. São Paulo: Outras Expressões, 2011.
SAVIANI, D. Escola e democracia. 42 ed. Campinas/SP: Autores Associados,
2012. 94p.
SAVIANI, D.; DUARTE, N. (orgs) Pedagogia histórico-crítica e luta de classes
na educação escolar. Campinas/SP: Autores Associados, 2012.
______. Pedagogia histórico-crítica: primeiras aproximações. Campinas/SP:
Autores Associados, 2005.
SECCHI, Leonardo. Políticas públicas: conceitos, esquemas de análise, casos
práticos. São Paulo: Cengage Learning, 2010.
SOUZA, M. A. de Educação do campo, desigualdades sociais e educacionais.
Educ. Soc., Campinas, v. 33, n. 120, p. 745-763, jul.-set. 2012. Disponível em
TEIXEIRA, Elenaldo Celso. O poder das políticas públicas no Desenvolvimento
local e na transformação da realidade. Salvador/BA, AATR, 2002. Disponível
em: pdf> Acesso 05/06/2013.
Publicado
2017-05-13