A construção da crítica educativa em uma unidade de conservação na Amazônia brasileira

  • Roble Carlos Tenório Moraes Universidade de Brasília https://orcid.org/0000-0003-0347-8766
  • Eliel do Carmo Pompeu Universidade Federal do Pará
  • Sara Francisca Corrêa Dias Ramos Universidade Federal do Pará

Resumo

Este trabalho apresenta-se com a temática da Educação Ambiental (EA) em Área Protegida, com ângulos de análises nas Escolas da Vila de Anilzinho e Joana Peres, que estão localizadas na Reserva Extrativista (RESEX) Ipaú-Anilzinho no município de Baião, estado do Pará na Amazônia brasileira. Expõem-se enquanto pesquisa a EA presente na percepção dos sujeitos educadores das escolas, como instrumento de mediação pedagógica e sociabilidade ambiental. Este trabalho sintetiza algumas questões de análise crítica acerca de questões ambientais construídas em trabalhos realizados pelos pesquisadores entre os anos de 2015 a 2018. A metodologia foi produzida por meio de revisão bibliográfica e entrevistas semiestruturadas, tendo como método de referência o materialismo histórico-dialético e, como técnica de interpretação de dados a análise de conteúdo. Os resultados apontaram que os sujeitos no contexto das escolas apresentam pouco conhecimento da institucionalização da Política de Educação Ambiental brasileira e apesar da EA fazer parte da consciência social dos sujeitos educadores das escolas, estes, não tem promovido aprofundamento teórico-prático e esclarecimentos quanto à constituição da reserva e outros recursos para produzir avanços na realidade socioambiental das escolas de Anilzinho e Joana Peres.

Biografia do Autor

Roble Carlos Tenório Moraes, Universidade de Brasília

Doutorando em Educação do Campo - PPGE/UnB; Mestre em Educação - PPGED/ICED/UFPA; Especialista em História Afro-Brasileira e Indígena - FACHTO/CUNTINS/UFPA; Licenciatura Plena em Pedagogia CUNTINS/UFPA. É Professor da Educação Básica, e está vinculado a Linha de Pesquisa Educação Ambiental e Educação do Campo (EAEC) - PPGE/UnB, é membro do Grupo de Pesquisas e Estudos em Educação Cultura e Meio Ambiente (GEAM/UFPA). Tem interesse nas seguintes temáticas: Educação do Campo; Educação Ambiental; Populações Tradicionais; Unidades de Conservação da Natureza e Organização de Ensino as Escolas do Campo.

Eliel do Carmo Pompeu, Universidade Federal do Pará

Mestre em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal do Pará (UFPA). Possui Licenciatura Plena em Pedagogia pela UFPA. É membro do Grupo de Estudos em Educação Cultura e Meio Ambiente da UFPA. Atualmente atua como Professor Supervisor do Curso de Especialização em Educação Ambiental com Ênfase em Espaços Educadores Sustentáveis pelo GEAM / ICED / UFPA.

Sara Francisca Corrêa Dias Ramos, Universidade Federal do Pará

Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Gestão Ambiental e Desenvolvimento Local do Núcleo de Meio Ambienta da Universidade Federal do Pará, especialista em Psicopedagogia pela Faculdade Atual - FACI DRIVY, com Graduação em Pedagogia pela Faculdade Vasconcellos & Souza. Atualmente é Professora Efetiva da Prefeitura Municipal de Baião. Possui experiência na área de Educação, atuando principalmente nos seguintes temas: Educação Ambiental, Reserva Extrativista, Afetividade e Avaliação Psicopedagógica da Aprendizagem

Publicado
2020-03-05