A organização administrativo-burocrática da instrução pública paulista instituída em 1910

  • Marco Antonio Rodrigues Paulo

Resumo

Neste artigo, é analisada a organização administrativo-burocrática da instrução pública instituída pelo regulamento da Diretoria Geral em 1910. Nesse trabalho, foram tomadas como fontes privilegiadas - a Coleção de Leis e Decretos do Estado de São Paulo (1889 a 1919) e os Anuários de Ensino do Estado de São Paulo (1909/1910 a 1919). Para dar respaldo a essa análise, foi utilizada bibliografia que discute a modernização da Instrução Pública paulista na Primeira República, além das conclusões de Max Weber a respeito dos conceitos pertinentes à burocracia. Essa análise, grosso modo, possibilitou constatar, primeiro, que o processo de racionalização e burocratização da administração da educação pública paulista foi iniciado antes da Proclamação da República, mas foi especialmente a partir de 1910, com a implantação e regulamentação da Diretoria Geral da Instrução Pública que esse processo se acelerou; segundo, a organização administrativo-burocrática, instituída pelo regulamento que criou essa repartição pública, fortaleceu a tendência à racionalização e burocratização dos órgãos que tinham por finalidade administrar e fiscalizar a instrução pública paulista.

Publicado
2018-11-06