Manuais Escolares e Civilidades: Série de Leitura Graduada Pedrinho (Décadas de 50 a 70 do Século XX)

  • Maria Teresa Santos Cunha Universidade do Estado de Santa Catarina/UDESC
  • Marlene Neves Fernandes Universidade do Estado de Santa Catarina/UDESC

Resumo

Os livros de leitura foram importantes disseminadores de valores relativos às civilidades e se propunham a preparar as futuras gerações (na escola ou fora dela) para as transformações dos costumes, dos comportamentos e das idéias. Pode-se dizer que eles exerceram um importante papel na formação dos cidadãos republicanos, pois através deles foram produzidos e circularam na educação escolarizada variados conteúdos relativos à moral, ao civismo, à
higiene, ao trabalho que construíram a idéia de nação moderna e civilizadora. Tais preceitos estavam associados à idéia de formar um cidadão moderno, responsável pelo engrandecimento da Pátria e pela harmonia dita necessária ao bem estar social, prerrogativas fundamentais da formação ministrada por escola pública que, ao menos teoricamente, advogava a prática do saber sem distinção. Os textos escolares aqui problematizados para investigação
circularam a partir da década de 1950 espraiando-se suas edições até a década de 1970, com o nome de Série de Leitura Graduada Pedrinho – de autoria de Manoel Bergström Lourenço Filho. Estes livros atingiram vendagens significativas e, tudo indica que isso fazia parte de uma estratégia editorial que via no livro uma missão educadora.

Publicado
2018-10-30