O Feedback e a Comunicação na EaD - Noções Teóricas e Aproximação Meto dológica

O Feedback e a Comunicação na EaD - Noções Teóricas e Aproximação Meto dológica

  • Maíra Tonelli Santos Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal de Santa Catarina (PPGE/UFSC).
  • Dulce Márcia Cruz Universidade Federal de Santa Catarina (PPGE/UFSC).

Resumo

Na educação a distância uma resposta escrita a uma atividade traz como
particularidade a ausência de recursos não-verbais e exige elementos que
estão além do conteúdo teórico, para que o aluno possa perceber que o
tutor é um parceiro na construção do conhecimento. Buscando levantar
características desse momento de comunicação, que potencializa o diálogo
entre tutor e aluno na EaD, este artigo traz primeiramente uma breve revisão
teórica sobre pesquisas que enfocam o feedback. Em um segundo momento
traz considerações pautadas nos resultados de uma oficina que foi realizada
com tutores para testar hipóteses e buscar outros pontos de vista sobre o
feedback em EaD. Resultados mostraram que os feedbacks podem abranger
ou afunilar as possibilidades de comunicação, dependendo de características
como: ser específico ou geral, respeitoso ou autoritarista, entre outras. Como
conclusão pode-se afirmar que, ainda que as pesquisas não tragam uma
resposta para o feedback ideal, os participantes da oficina, assim como
os autores pesquisados consideram o feedback um elemento essencial na
educação on-line, sendo importante dedicar-lhe devida atenção.
Palavras-chave: feedback; educação a distância; comunicação.

Biografia do Autor

Maíra Tonelli Santos, Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal de Santa Catarina (PPGE/UFSC).

Mestranda na linha Educação e Comunicação do Programa de Pós-Graduação em
Educação da Universidade Federal de Santa Catarina (PPGE/UFSC).

Dulce Márcia Cruz, Universidade Federal de Santa Catarina (PPGE/UFSC).

Doutora do Departamento de Metodologia de Ensino e do Programa de Pós-Graduação
em Educação da Universidade Federal de Santa Catarina (PPGE/UFSC);

Publicado
2012-05-04