“Mestres De Amanhã”: A Contribuição de Anísio Teixeira para a Abordagem Ciência, Tecnologia, Sociedade e Ambiente (CTSA) na Formação Docente

  • Renata Monteiro Professora da Fundação de Apoio à Escola Técnica do Estado do Rio de Janeiro (FAETEC)
  • Maria Auxiliadora Delgado Machado Professora Adjunta da UNIRIO.
  • Bruno Andrade Pinto Monteiro Professor da Universidade Federal de Lavras.
  • Celso Sanchez Professor Adjunto da UNIRIO.

Resumo

O movimento Ciência, Tecnologia e Sociedade (CTS) nasceu a partir da necessidade de reavaliar a concepção triunfalista da ciência, assim
como, sua suposta neutralidade, advogando maior participação social nas decisões políticas referentes às questões científicas. Uma das
implicações desse movimento no contexto educacional é o desafio de nortear a formação docente pela mediação, reflexão e crítica das relações que se estabelecem entre ciência, tecnologia, sociedade e ambiente, possibilitando assim, entre outros aspectos, a formação de cidadãos críticos e participativos nos diferentes processos políticos decisórios. A proposta deste trabalho é se debruçar nessa questão a partir do diálogo entre o pensamento do educador Anísio Teixeira, no que concerne à formação docente diante do avanço tecnológico de sua época, com algumas discussões centrais à abordagem CTS à qual incorporamos a ênfase no ambiente. Na atualidade essa ênfase é explicitada pela sigla CTSA. Em nossa discussão pretendemos evidenciar a contribuição que o texto “Mestres do Amanhã” pode trazer para pensar a formação docente diante das relações CTSA na educaçã  em ciências.

Publicado
2018-08-15