Violência dirigida aos professores no Twitter

Uma análise sobre a quais grupos de disciplinas mais se destinam

  • Francisco Valmir da silva
  • Carlos Ângelo de Meneses Sousa

Resumo

Este artigo é parte de uma pesquisa sobre violência, dirigida aos professores, via internet, que teve como campo de pesquisa a rede social twitter. Objetivou-se averiguar nos textos das mensagens as manifestações de violência direcionadas aos professores, e em quais disciplinas do currículo e/ou áreas do conhecimento aparecem com frequência. O referencial teórico teve base nos estudos de Charlot, Debarbieux, Blaya, Santaella, Lemos, Zuin, entre outros. A abordagem metodológica foi mista e como instrumentos de coleta e análise dos dados foram utilizados os softwares NodeXL e Gephi. Obteve-se como resultado, dentre outros, que as disciplinas da área exatas foram mais recorrentes nas mensagens de violências associada à figura docente masculina, enquanto, que as disciplinas da área de linguagem estão relacionada em maior quantidade à figura docente feminina.

Biografia do Autor

Francisco Valmir da silva

Mestre em Educação pela Universidade Católica de Brasília – UCB, Especialista em Informática em
Educação, Pedagogo e professor na Secretaria de Estado de Educação do Distrito Federal - SEEDF. E-mail:
francvalmir@gmail.com

 

Carlos Ângelo de Meneses Sousa

Doutor em Sociologia pela Universidade de Brasília – UnB com estudos na Universidade de Bonn (Alemanha). Professor do Programa de Mestrado e Doutorado em Educação da Universidade Católica de Brasília - UCB.  Pesquisador da Cátedra Unesco de Juventude, Educação e Sociedade. Correio eletrônico: carlosangelos@yahoo.com.br

Publicado
2019-07-03