O projeto de expansão e de privatização do ensino superior no brasil – o contexto da década de 90 nesse processo

  • Leandro Turmena Instituto Federal do Paraná
  • Maria José Subtil Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG)

Resumo

Este texto analisa a expansão e privatização do ensino superior no Brasil tendo como foco o contexto da década de 1990, conforme dados coletados e publicados em outros trabalhos: Turmena (2009) e Dalarosa, Subtil e Turmena (2010). Nesta perspectiva, discutimos a relação entre trabalho simples e trabalho complexo e o papel do Estado diante da lógica da organização social do trabalho e sua subsunção a essa lógica pelas políticas educacionais para o ensino superior.

Biografia do Autor

Leandro Turmena, Instituto Federal do Paraná
Graduado em Filosofia e Pedagogia. Mestrado em Educação pela Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG). Doutorando em Educação na Universidade Estadual de Maringá (UEM). Docente do Instituto Federal do Paraná (IFPR), Campus Palmas.
Maria José Subtil, Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG)
Graduada em Música. Mestrado em Educação pela Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG). Doutorado em Engenharia de Produção pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Pesquisadora sênior do Mestrado em Educação e coordenadora do GEPEAC da UEPG.

Referências

AMARAL, N. C. Financiamento da educação superior: estado x mercado. São Paulo/SP: Cortez; Piracicaba/SP: Editora UNIMEP, 2003.
BARRETO, R. G.; LEHER, R. Do discurso e das condicionalidades do Banco
Mundial, a educação superior “emerge” terciária. Brasileira de Educação.
Campinas/SP, v. 13. n. 39. p. 423- 436, set./dez. 2008.
BIANCHETI, L.; MACHADO, A. M. N. (Orgs). A bússola do escrever: desafios e estratégias na orientação de teses e dissertações. São Paulo: Cortez, 2002.
BOGONI, R. T. H. Universidade e Estado: os estratégicos limites da pesquisa. Caçador/SC: Gráfica Valkart, 2002.
BOITO JR. A. Política neoliberal e sindicalismo no Brasil. São Paulo: Xamã,
1999.
BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil, de 05 de outubro de 1988.
BRASIL. Lei nº 9394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as Diretrizes e Bases da Educação Nacional.
BRASIL. Lei nº 10.172, de 09 de janeiro de 2001. Estabelece o Plano Nacional de Educação.
BRASIL. Lei nº 10.861, de 14 de abril de 2004. Estabelece o Sistema Nacional da Avaliação da Educação Superior.
BRASIL. Lei nº 11.096, de 13 de janeiro de 2005. Institui o Programa
Universidade para Todos.
BRASIL. Decreto nº 6.096, de 24 de abril de 2007. Institui o Programa de Apoio a Planos de Reestruturação e Expansão das Universidades Federais
- REUNI. CHAUÍ, M. A universidade em ruínas. In: TRINDADE, H. (Org.) Universidade em ruínas: na república dos professores. Petrópolis/RJ: Vozes/Rio Grande do Sul: CIPEDES, 1999. p. 211-222.
DALAROSA, A. A.; SUBTIL, M. J.; TURMENA, L. Ensino superior e política
educacional: a expansão do ensino superior no sudoeste do Estado do Paraná na década de 1990. In: Revista Histedbr online. Campinas/SP, n. 37, p. 45-58, mar. 2010.
DAVIES, N. Mecanismos de financiamento: A privatização dos recursos
públicos. In: NEVES, L. M. W. (Org.). O empresariamento da educação: novos contornos do ensino superior no Brasil dos anos 1990. São Paulo/SP: Xamã, 2002. p.151-176.
FERNANDES, F. Capitalismo dependente e classes sociais na América Latina. 2 ed. Rio de Janeiro: Zahar, 1975.
FRIGOTTO, G. A produtividade da escola improdutiva: um (re) exame das
relações entre educação e estrutura econômica-social e capitalista. 7 ed. São Paulo: Cortez, 2001.
LIMA, K. R. de S. Organismos Internacionais: O capital em busca de novos campos de exploração. In: NEVES, L. M. W. (Org.). O empresariamento da educação: novos contornos do ensino superior no Brasil dos anos 1990. São Paulo/SP: Xamã, 2002. p. 41-63.
MARX, K. O Capital: crítica da economia política. 17 ed. Rio de Janeiro/RJ: Civilização Brasileira, 1999. Livro 1, v. 1 e 2.
MORAES, M. C. M. de Recuo da teoria. In: MORAES, M. C. M. de (Org.).
Iluminismo às avessas: produção de conhecimento e políticas de formação docente. Rio de Janeiro: DP&A, 2003, p. 151-169.
NASCIMENTO, A. do; SILVA, A. F. da; ALGEBAILE, M. E. B. Estado, Mercado e Trabalho: Neoliberalismo e políticas sociais. In: NEVES, L. M. W. (Org.). O empresariamento da educação: novos contornos do ensino superior no Brasil dos anos 1990. São Paulo/SP: Xamã, 2002. p. 85-104.
NEVES, L. M. W.;PRONKO, M. A. O mercado do conhecimento e o
conhecimento para o mercado: da formação para o trabalho complexo no
Brasil contemporâneo. Rio de Janeiro/RJ: EPSJV, 2008.
NEVES, L. M. W. (Org.). O empresariamento da educação: novos contornos do ensino superior no Brasil dos anos 1990. São Paulo/SP: Xamã, 2002.
NEVES, L. M. W.; FERNANDES, R. R. Política neoliberal e educação superior. In: NEVES, L. M. W. (Org.). O empresariamento da educação: novos contornos do ensino superior no Brasil dos anos 1990. São Paulo/SP: Xamã, 2002. p. 21-40
RODRIGUES, J. Os empresários e a educação superior. Campinas/SP: Autores Associados, 2007.
SAVIANI, D. Ensino público e algumas falas sobre universidade. São Paulo: Cortez: Autores Associados, 1985.
SHIROMA, E. O.; MORAES, M. C. M.; EVANGELISTA, O. Política Educacional. 4 ed. Rio de Janeiro: Lamparina, 2007.
SILVA Jr. J. R. Reforma do Estado e da educação no Brasil de FHC. São Paulo: Xamã, 2002.
SILVA, A. F. da. Conselho Nacional de Educação: De aparelho de Estado a
agência de empresariamento do ensino superior. In: NEVES, L. M. W. (Org.). O empresariamento da educação: novos contornos do ensino superior no Brasil dos anos 1990. São Paulo/SP: Xamã, 2002. p. 117-136.
SOBRINHO, José Dias. Avaliação e privatização do ensino superior. In:
TRINDADE, H. (Org.) Universidade em ruínas: na república dos professores. Petrópolis/RJ: Vozes/Rio Grande do Sul: CIPEDES, 1999. p. 61- 72.
TURMENA, L. O público, o privado e o Estado sob a lógica do capital: a
expansão do ensino superior no Sudoeste do Paraná. 149 f. Dissertação
(Mestrado em Educação) – Universidade Estadual de Ponta Grossa, Ponta
Grossa-PR, 2009.