De l’effet d’archive à l’effet de sens : la théorie de l’énonciation à l’épreuve de la médialité (Do efeito de arquivo ao efeito de sentido: a teoria da enunciação à prova da medialidade)

Enzo D'Armenio

Resumo


O artigo interroga o valor heurístico da teoria da enunciação para o estudo da medialidade. Trata-se, por um lado, de especificar a articulação interna que se oculta por trás da noção de mídia e, por outro lado, de acolher e analisar os desafios que a situação contemporânea – que foi definida como situação pós-médial – coloca à estabilidade do sistema das mídias. Abordamos esses dois eixos, analisando uma estratégia de composição audiovisual inovadora: uma série de obras que misturam de maneira crítica documentos produzidos em épocas diferentes e insistem sobre as distinções concernentes às coordenadas espaço-temporais e aos regimes genéricos. A natureza dessas distinções e os efeitos resultantes nos impõem uma reflexão sobre o conceito de arquivo: como mudou seu estatuto, qual é sua função nos investimentos, na conservação e na produção de sentido na época da digitalização.


Palavras-chave


Arquivo; Digital; Audiovisual; Enunciação; Intermedialidade.

Texto completo:

PDF EPUB

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista do Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Linguagens Universidade Tuiuti do Paraná - ISSN / 1980-5276

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.