Foco e escopo

Interamerican Journal of Forensic Psychology é o periódico do Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Psicologia Forense (PPGFOR), da Universidade Tuiuti do Paraná. Foi criado no ano de 2023 para atender a uma demanda de publicações na referida área temática.

É um periódico especializado voltado à publicação de trabalhos originais, sejam teóricos, empíricos e revisão de literatura relacionados a todas as subáreas da Psicologia Forense e campos correlatos. Também são aceitos relatos de experiências voltados ao público profissional que operacionalizam formas de atuação bem-sucedidas para implementação de práticas na área, e, de forma complementar, comunicações curtas e artigos de opinião. Recomenda-se que todas as contribuições estejam devidamente fundamentadas e orientadas conforme as instruções disponibilizadas.

No escopo do periódico, a Psicologia Forense é compreendida como a conjunção dos campos da Psicologia que apresenta envolvimento com o Direito de forma expandida, seja civil, criminal ou societal, não se limitando aos espaços das instituições jurídicas, uma vez que a promoção ou privação de direitos perpassa de forma transversal diversos contextos. Em uma perspectiva interamericana, abrange o campo de Psicologia Jurídica (usual em países latino-americanos, embora sejam encontradas referências com a denominação de Psicologia Forense na América Latina) e Forensic Psychology (usual em países norte-americanos). Em síntese, a base de estudos e práticas da Psicologia Forense é voltada para o fenômeno multidimensional da violência em diferentes contextos sociais que envolvem pessoas e instituições.

A proposta do periódico busca integrar em uma dimensão transcultural as contribuições dos campos supracitados: a Psicologia Forense no Brasil e internacionalmente. A título ilustrativo, as subáreas com suas respectivas temáticas que promovem a integração interamericana da Psicologia Forense incluem:

- Histórico, Atualidade e Metodologia Científica e Profissional da Psicologia Forense

- Processos Cognitivos e Neuropsicológicos em Psicologia Forense

- Processos Psicossociais e Axiológicos em Psicologia Forense

- Avaliação Psicológica, Instrumentação e Mensuração em Psicologia Forense

- Prática Clínica, Protocolos de Intervenção e Efetividade Psicoterápica em Psicologia Forense

- Formulação, Desenvolvimento e Avaliação de Políticas Públicas em Psicologia Forense

- Estudos Comparativos, Legislações e Temáticas Interdisciplinares em Psicologia Forense

Diretrizes aos autores

O Interamerican Journal of Forensic Psychology - UTP aceita artigos em português, inglês, francês e espanhol. A submissão é gratuita e a publicação é de acesso aberto (open access) em fluxo contínuo, sendo a maior parte dos custos realizados pela Universidade Tuiuti do Paraná (UTP).  Os manuscritos que demandem elevado nível de revisão das normas APA (American Psychological Association - 7th edition) e textuais deverão ser submetidos para revisão externa custeada pelos autores.  Por esse motivo, sugere-se uma revisão minuciosa por parte dos autores antes do envio do manuscrito para tramitação editorial. Os formatos de submissão passíveis de tramitação no periódico são listados a seguir:

Manuscrito integral de pesquisa empírica completa. Trabalhos integrais derivados de pesquisa empírica original relatada de forma completa, sejam descritivos ou preditivos, com ou sem teste de hipóteses. Formato textual sugerido: introdução, problema da pesquisa, objetivos do trabalho, base teórico-conceitual para sua condução, hipóteses e/ou questões norteadoras; método, com as subseções: participantes, instrumento(s), procedimentos de coleta de dados e cuidados éticos, procedimentos de análise de dados; resultados, com os achados do estudo, coerentes com seus objetivos, hipóteses/questões norteadoras; discussão, interpretação dos principais achados, síntese e conclusão, além de limitações e implicações do estudo. Exige-se que, pelo menos, 40% de todas as referências tenham sido produzidas nos últimos cinco anos. Limitado entre 15 e 25 laudas.

Comunicação curta de pesquisa empírica inovadora. Trabalhos parciais derivados de pesquisa empírica inovadora que justifique a publicação ágil de resultados, sejam descritivos ou preditivos, com ou sem teste de hipóteses. Formato textual sugerido: introdução, problema da pesquisa, objetivos do trabalho, base teórico-conceitual para sua condução, hipóteses e/ou questões norteadoras; método, com as subseções: participantes, instrumento(s), procedimentos de coleta de dados e cuidados éticos, procedimentos de análise de dados; resultados, com os achados do estudo, coerentes com seus objetivos, hipóteses/questões norteadoras; discussão, interpretação dos principais achados, síntese e conclusão, além de limitações e implicações do estudo. Exige-se que, pelo menos, 70% de todas as referências tenham sido produzidas nos últimos cinco anos. Limitado entre 5 e 10 laudas.

Comunicação curta de estudo teórico. Trabalhos que pretendem discutir algum aspecto teórico ou metodológico referente a uma temática de pesquisa ou assunto relevante. Exige-se que, pelo menos, 70% de todas as referências tenham sido produzidas nos últimos cinco anos. Limitado entre 2 laudas (mínimo) e 10 laudas (máximo).

Estudos de revisão de literatura (narrativa, sistemática, integrativa, bibliométrica), metanálises quantitativas e metassínteses qualitativas. Sínteses de amplo e pertinente conjunto de produções disponibilizadas na literatura da área por meio de método quantitativo ou qualitativo. Consiste, essencialmente, de avaliações críticas, propositivas, sobre determinados problemas, resumindo investigações anteriores, apresentando o estado da arte, identificando lacunas/questões a serem exploradas, sugerindo novos passos na investigação de um determinado assunto. Nas metanálises são utilizados procedimentos quantitativos para combinar, estaticamente, resultados dos estudos. Nas metassínteses qualitativas são utilizados critérios lógicos e epistemológicos de sistematização da contribuição. Formato textual sugerido: introdução, problemática, motivo/pertinência da realização do artigo, bem como seus objetivos; método, claramente apresentando o corpus utilizado, os procedimentos de inclusão e exclusão de estudos (por meio de fluxograma semelhante ao padrão PRISMA - https://prisma-statement.org/prismastatement/flowdiagram.aspx), e procedimentos de coleta e análise; resultados, com os achados do estudo, coerentes com seus objetivos e questões norteadoras; e discussão, com as implicações da revisão para o estudo do tema. Exige-se que, pelo menos, os últimos dez anos da literatura esteja contemplado no estudo, abrangendo ao menos três bases que conjuntamente abranjam o foco interamericano (português, espanhol e inglês). Limitado entre 15 e 30 laudas.

Ensaios teóricos e metodológicos. Devem apresentar um problema teórico ou metodológico, com exposição lógica e defesa de uma "tese". A partir de uma argumentação rigorosa, o autor deve expressar, de forma fundamentada, seu julgamento pessoal a respeito do problema proposto, sinalizando possíveis novos caminhos ou soluções. Formato textual sugerido: aceitam-se variações nas estruturas, desde que se mantenham lógicas e coesas. A coesão e lógica textual deve incluir minimamente: introdução, delineamento da problemática e os objetivos do estudo; método, com a estrutura lógica (a forma como o autor trabalhou os conceitos e argumentos); o equivalente a resultados/discussão, podendo ser adotados subtítulos coerentes e lógicos, com a síntese do trabalho e suas principais implicações e proposições futuras. Exige-se que, pelo menos, 40% de todas as referências tenham sido produzidas nos últimos cinco anos. Limitado entre 15 e 30 laudas.

Relato de experiência. Abrange estudo de caso único ou múltiplo, com evidências, metodologicamente apropriadas, que descreva novos métodos ou técnicas, bem como a avaliação dos resultados da experiência. Formato textual sugerido: aceitam-se variações nas estruturas, desde que mantenham-se lógicas e coesas: introdução, com apresentação do caso e de seus aspectos contextuais, sustentação teórica e objetivos do estudo; método, apresentando ao leitor as etapas de realização da experiência, descrição de procedimentos ou estratégias de intervenção, os instrumentos ou ferramentas utilizados; resultados/discussão, podendo ser adotados subtítulos coerentes e lógicos, contendo a análise de implicações da experiência e as contribuições da mesma para a atuação em Psicologia Forense. Exige-se que, pelo menos, 40% de todas as referências tenham sido produzidas nos últimos cinco anos. Limitado entre 15 e 30 laudas.

Resenha. Contempla revisões críticas de obras publicadas em até 5 anos em território de abrangência interamericana (Brasil e/ou internacional) orientando o leitor quanto a suas características e usos potenciais. Deve ir além do mero resumo dos capítulos, realizando uma apreciação crítica da obra, apontando as possíveis contribuições para o campo da Psicologia Forense. Limitado entre 5 e 10 laudas.

Artigo de opinião. Trabalhos que apresentam opiniões referentes a uma temática específica. Limitado entre 1-3 páginas.

Artigo de perpectiva. Trabalhos que apresentam opiniões referentes a uma temática específica. Limitado entre 1-3 páginas.

Artigo de comentário. Trabalhos que apresentam comentários referentes a uma temática específica. Limitado entre 1-3 páginas.

Submissão do manuscrito

As submissões ocorrem por meio do preenchimento do template com as informações que são solicitadas. É o único arquivo da submissão exclusivamente enviado pela plataforma do periódico.

Clique no link e baixe o arquivo no seu computador. Preencha e depois realize a submissão.

Template para relatos de pesquisas ampliados:

Template para relatos de pesquisas ampliados

Template para relatos de comunicações curtas:

Template para artigos de comunicações curtas

No template é necessário apresentar três nomes e e-mails de pareceristas que não fazem parte da mesma instituição de ensino ou de sua rede de contatos.

Adotamos as normas de publicação da APA (Manual de Publicação da American Psychological Association, 7ª edição). É possível consultar o website Apa Style <https://apastyle.apa.org/>, bem como o Apa Style BLOG, para informações sobre aspectos de forma. Citações diretas devem ser evitada e, quando utilizadas, traduzidas para o idioma de publicação escolhido pelos autores. O manuscrito, em sua totalidade, não deve exceder o número máximo de páginas estipuladas para o tipo de contribuição (ver diretrizes para autores), incluindo todos os elementos do texto (referências, figuras, tabelas, desenhos, etc.).

Caso não sejam cumpridos os critérios descritos, o manuscrito será devolvido aos autores para correção. Em caso de descumprimento duplo das diretrizes formais aos autores para a submissão (duas devoluções aos autores por questões formais de normatização do texto ao padrão do periódico), o manuscrito não será aceito para ressubmissão pelo prazo de 6 meses, considerando-se que os autores precisarão de maior período de estudo para incorporação das normas textuais do periódico, bem como da APA 7th edição, o que justifica a temporalidade estabelecida. 

Os autores (com titulação de mestrado ou doutorado) com artigos aprovados no periódico se comprometem em realizar parecer de um artigo.

Processo de avaliação

Todos os manuscritos submetidos são apreciados conforme um fluxo padrão de avaliação.

  1. O manuscrito é, primeiramente, recepcionado pela Assistência Editorial. Neste momento, será verificado se todos os documentos foram enviados pelo sistema (Manuscrito sem identificação; Carta de Compromisso Ético). É escolhido um Editor ao qual o manuscrito será designado, conforme temática e área de expertise. Uma vez designado, o Editor faz uma avaliação preliminar do artigo, denominada de desk review. Dois grandes conjuntos de critérios são adotados nesse momento: a) adequação do manuscrito à linha editorial do periódico com avaliação de sua contribuição para a área (conteúdo e impacto); b) adequação ao formato: estrutura do manuscrito, conforme instruções contidas neste documento; aderência integral às normas da APA (7th edição); tamanho.
  2. Nesta etapa, o manuscrito pode receber dois encaminhamentos: (1) recusado por inadequação de foco e escopo; OU recusado por inadequação de conteúdo e/ou forma (em ambos os casos, ele será arquivado e em caso de duplo arquivamento não poderá ser ressubmetido pelo período de 6 meses); (2) aceito para tramitação. Autores de manuscritos recusados poderão submeter novamente seu trabalho apenas uma vez, necessariamente indicando o código original do manuscrito da primeira submissão. Se, na segunda submissão, houver continuidade de problemas já apontados na fase anterior, o texto será recusado em definitivo pelo período de 6 meses. O autor receberá o resultado da avaliação do desk review em até 90 dias.
  3. Manuscritos aceitos pelo desk review para tramitação serão enviados a, no mínimo, dois pareceristas ad hoc, preservado o anonimato do processo  - double blind review. Findo o processo de avaliação externa, o manuscrito, conjuntamente com os pareceres recebidos, serão apreciados novamente pelo Editor. Nesse momento, este pode optar por solicitar novos pareceres, se assim julgar necessário. O processo pode ter como desfecho: 1) a recusa definitiva do manuscrito; 2) a necessidade de revisões, conforme pareceres; 3) a aceitação com pequenas alterações; 4) a aceitação na forma como submetido. O autor terá acesso ao teor integral dos pareceres emitidos, ou então, conforme o caso, poderá receber um parecer consolidado do Editor.
  4. No caso de manuscritos com necessidade de revisões, o autor terá um prazo máximo, definido pelo editor, para enviá-las novamente à revista. Esse prazo será de, no máximo, 30 dias; não extensíveis em nenhuma hipótese - em caso de descumprimento deste prazo, o manuscrito é arquivado, devendo ser submetido novamente. Na resubmissão de manuscritos corrigidos, o autor deverá, necessariamente, enviar dois arquivos: 1) uma carta contendo uma tabela com dupla entrada, onde, de um lado, coloque o que foi solicitado pelos pareceristas e, de outro, sua resposta (o que foi alterado, ou o que não foi alterado, e o porquê); 2) o manuscrito reformulado, com as alterações destacadas em cor do texto vermelho. O descumprimento dessa exigência pode levar ao arquivamento do manuscrito.

Processo de decisão final

  1. Após receber a versão reformulada do manuscrito, o Editor poderá, ou não, deflagrar um novo ciclo de avaliações - em caso afirmativo, preferencialmente, com os mesmos pareceristas da primeira rodada. Então, de posse das avaliações desta versão reformulada, poderá vir a constituir um novo parecer (consolidado), com novos pedidos de alteração (por exemplo, alterações não realizadas pelos autores e consideradas fundamentais), rejeitar o manuscrito, ou, então, aceitá-lo em definitivo. No caso de aceite final, o autor será informado quando seu manuscrito poderá ser publicado (volume e número da revista).

Processo de produção editorial

  1. O processo de produção editorial tem início após o aceite final. O manuscrito será, então, submetido a revisões simples de linguagem e formatação, incluindo abstract/resumen. Caso sejam constatados elevados desvios, a tramitação é interrompida para providências do autor. Os manuscritos que demandem elevado nível de revisão das normas APA (American Psychological Association - 7th edition) e textuais deverão ser submetidos para revisão externa custeada pelos autores.
  2. A tramitação do aceite só será retomada após deferimento da revisão externa custeada pelo autor por parte da equipe técnica do periódico. O artigo manuscrito será, então, diagramado. Uma vez diagramado, o autor receberá seu manuscrito para revisão final. Nesse momento, ele deve corrigir possíveis erros ou apontar possíveis ajustes para o diagramador. Para estas a realização destas alterações/apontamentos, o autor terá o prazo de três dias úteis, podendo ter o manuscrito arquivado em caso de descumprimento do prazo. Não é possível modificar o manuscrito após esta etapa, o autor está ciente desta informação após primeira manifestação de consentimento pela adequação da versão final de diagramação.

Aspectos éticos

Os autores se responsabilizam pelo cumprimento de procedimentos éticos realizados na pesquisa. No processo de submissão do artigo, os autores confirmam as informações baseadas no Creative Commons Attribution (CC BY) license (https://creativecommons.org/licenses/by/4.0/).

Manuscritos que sejam, pelo Corpo Editorial, avaliados como ferindo princípios éticos, serão sumariamente rejeitados, ficando o autor impedido de submeter novos manuscritos à revista. Por essa razão, recomenda-se que, ao redigir seu texto, o autor disponibilize, se cabíveis, as seguintes informações: critérios éticos envolvidos no convite de participantes; procedimentos de livre adesão à pesquisa; procedimentos éticos de manejo de informações e integridade das mesmas; entre outros aspectos recomendados pela APA (7th), e pela COPE (Committee on Publication Ethics), a cujos princípios são apresentados no hyperlink a seguir (http://publicationethics.org/).

Direitos autorais

Todas as opiniões emitidas nos manuscritos são de inteira responsabilidade do autor. Ao submeterem seu manuscrito, o autor assume que: 1) este mesmo manuscrito não está em apreciação em outro periódico, nacional ou não; 2) está disposto a esperar pelo tempo de tramitação de seu manuscrito, estando ainda ciente que, uma vez aceito, o manuscrito pode ter de ficar em espera devido à regra da revista de publicar apenas 2 (dois) artigos de autores de uma mesma instituição por número, garantindo sua diversidade geográfica; 3) uma vez aceito, o artigo passa a ser de propriedade da revista, não podendo ser reproduzido sem o consentimento desta, o qual será dado, a pedido do autor, por escrito, desde que devidamente referenciada a fonte de publicação original. 

Os autores autorizam digitalmente (via plataforma OJS) os direitos autorais no momento da submissão do artigo.

Itens de verificação para submissão (checklist)

Como parte do processo de submissão, os autores são obrigados a verificar a conformidade da submissão em relação a todos os itens listados a seguir.  As submissões que não estiverem de acordo com as normas serão devolvidas aos autores. Em caso de descumprimento duplo das diretrizes formais aos autores para a submissão (duas devoluções aos autores por questões formais de normatização do texto ao padrão do periódico), o manuscrito não será aceito para ressubmissão pelo prazo de 6 meses.

  1. Trata-se de submissão compatível ao foco e escopo do periódico científico.
  2. Os autores submeteram o template corretamente preenchdido.
  3. O manuscrito possui o número de páginas apropriado à modalidade de contribuição.
  4. As referências obedecem à proporção de manuscritos dos últimos cinco anos, conforme a modalidade de contribuição.
  5. O manuscrito apresenta uma estrutura rigorosamente compatível com o esperado pela revista, conforme o tipo de contribuição.
  6. O manuscrito está escrito em linguagem correta, com seções logicamente ordenadas, com argumentos consistentes e compatíveis com uma produção científica.
  7. O manuscrito segue o padrão da APA, conforme seu Manual, em sua 7ª edição.
  8. O manuscrito não está em apreciação em outro periódico, nacional ou internacional.
  9. O manuscrito cita os artigos na lista de referências com o número do DOI de forma completa (http://doi.org/102312.29823, não utilizando de doi: ).
  10. O autor está ciente que ao submeter o artigo, uma vez aceito, o artigo passa a ser de propriedade da revista, não podendo ser reproduzido sem o consentimento desta, o qual será dado, a pedido do autor, por escrito.
  11. O arquivo está formatado em texto editável (Word - .docx) ou formato equivalente.
  12. Todas as Figuras e Tabelas são mencionadas no texto com a primeira letra maiúscula, conforme a numeração que aparecem e constam no modelo editável (não aceitamos tabelas e figuras que não são editáveis).
  13. A paginação aparece no canto superior direito
  14. O manuscrito não foi rejeitado duplamente pelo presente periódico nos últimos 6 meses em razão de desvio de formatação e escrita científica.

Os links das referências estão na cor azul?

Os autores (com titulação de mestrado ou doutorado) com artigos aprovados no periódico se comprometem em realizar parecer de um artigo.

Periodicidade

O periódico é de acesso aberto com fluxo contínuo de publicação agrupado ao longo do tempo em único número anual.

Agradecimentos

Pró-Reitoria de Pós-Graduação, Pesquisa e Extensão, Universidade Tuiuti do Paraná - Central de Custos e Apoio Operacional e Editorial

Setor de Tecnologia da Informação, Universidade Tuiuti do Paraná - Gestão, Hospedagem e Atualização do Sistema OJS

'Programa de Pos-graduação Stricto Sensu em Psicologia Forense, Universidade Tuiuti do Paraná -  Fundação do Periódico e Conselho Técnico-Científico

Revista Brasileira de Psicologia Organizacional e do Trabalho (RPOT), SBPOT - Disponibilização Pública de Boas Práticas Editorais Adaptadas ao Presente Periódico