Programa de intervenção para um grupo de jovens em situação de acolhimento institucional

  • Caroline Cancelier de Carvalho
  • Carolina Mayumi Formighieri Ikeda
  • Giovana Veloso Munhoz da Rocha

Resumo

O presente estudo teve como objetivo elaborar e aplicar um programa de intervenção que preparasse adolescentes
abrigados em uma instituição da cidade de Curitiba-PR, com idades entre 15 e 17 anos, para o novo contexto
no qual serão inseridos após a desinstitucionalização. Os instrumentos utilizados em pré e pós-teste para avaliar
resiliência e habilidades sociais, assim como levantar o perfil dos jovens, foram o Inventário de Habilidades
Sociais para Adolescentes (IHSA, Del Prette & Del Prette, 2009), Inventário de Auto Avaliação para Jovens
de 11 a 18 anos (YSR, Achenbach & Rescorla, 2001) e a Escala de Pilares da Resiliência (EPR, Cardoso &
Martins, 2013). Foram realizadas 8 sessões nas quais foram trabalhadas respectivamente: apresentação e
autoconhecimento; habilidades sociais de comunicação; civilidade e assertividade; empatia; habilidades de
autocontrole e expressividade emocional; resolução de problemas; amizade e encerramento. Os resultados
indicam que a intervenção foi eficaz na promoção dos índices de habilidades sociais, sendo mais significantes
nos itens assertividade e abordagem afetiva. Foi verificado que o grau de resiliência de todos os participantes
encontra-se nos escores muito baixo, baixo e médio. Na eventual replicação deste trabalho, as pesquisadoras
sugerem que sejam trabalhadas questões que envolvam a promoção da resiliência.