Saúde do trabalhador: um estudo sobre o conforto auditivo e higienização dos protetores auriculares

  • Aline Camilo de Campos Marta
  • Cláudia Giglio de Oliveira Gonçalves

Resumo

Objetivo: Analisar a percepção de trabalhadores sobre parâmetros de conforto e higienização dos protetores
auriculares. Materiais e Métodos: Trata-se de pesquisa do tipo transversal, com abordagem quantitativo-descritivo,
realizada através da aplicação de um questionário sobre conforto e conservação de protetores auriculares e avaliação
auditiva, com 121 trabalhadores da região de Umuarama - PR em diferentes empresas com nível elevado de ruído
(acima de 85 dBA), sendo 97 homens (80,16%) e 24 mulheres (19,83%), com idade variando entre 18 e 70 anos
(média da idade de 36 anos). Resultados: Entre os trabalhadores avaliados, 31,40% (38) apresentaram alterações
auditivas. O protetor auditivo tipo de inserção foi o mais utilizado, sendo em 23 (95,90%) mulheres e 68 (70,10%)
homens. A maioria dos trabalhadores, em ambos os gêneros, avaliaram o conforto dos protetores auriculares como
bom e de peso leve (391,75% dos homens e 95,83% das mulheres), analisando o incomodo do uso do protetor
no trabalho, 71,13% dos homens e 50% das mulheres informaram que não há nenhum incômodo, quanto a
colocação 90,72% dos homens e 100% das mulheres avaliaram como de fácil colocação e sobre a higienização
dos protetores auriculares 78,35% dos homens e 66,66% das mulheres informaram saber realizar a limpeza de
seus protetores auriculares. Conclusão: Todos os itens sobre conforto de protetores auriculares foram avaliados
positivamente pela maioria dos trabalhadores, porém, somente em torno de 30% dos trabalhadores têm clareza
sobre a correta higienização dos mesmos. O estudo demonstra a necessidade de orientações constantes sobre a
utilização e manutenção de protetores auriculares como parte do Programa de Preservação Auditiva.

Publicado
2018-06-21