O que Sabemos sobre Mulheres Encarceradas: Análise de uma Década na Literatura Nacional

  • Gabriela Reyes Ormeño
  • Sabrina Mazo D’Affonseca

Resumo

Na tentativa de compreender quem é a mulher encarcerada brasileira, o presente estudo tem como objetivo
revisar a literatura nacional sobre mulheres encarceradas. Foram pesquisadas as bases de dados Scielo, Lilacs e
Portal Capes com as seguintes palavras-chave: mulheres presas e mulheres encarceradas. A maioria dos trabalhos
encontrados buscavam caracterizar a mulher privada de liberdade e identificar variáveis relacionadas a saúde
física e mental. Alguns trabalhos foram voltados a descrever a família da mulher presa, suas necessidades e
dificuldades. A partir dos estudos analisados pode-se verificar que a mulher encarcerada é jovem, mãe, com
pouca escolaridade e proveniente de camadas socioeconômicas menos favorecidas. A maioria das mulheres
era dependente de drogas, tinha tido experiências sexuais precoces e uma parcela significativa esteve exposta
à violência quando criança ou meses antes de ser encarcerada, indicando a necessidade de intervenções para
prevenção desse fenômeno. Salienta-se a importância de pesquisas futuras que discutam a situação da mulher
encarcerada e de sua família, assim como que apresentem propostas de intervenção junto a essa população.

Publicado
2018-06-12