RECUPERAÇÃO DE OÓCITOS EM BOVINOS DA RAÇA GUZERÁ E HOLANDESA

  • João Filipi Scheffer Pereira
  • Alessandra Farias
  • Jules Wiedmer Bastos Budant
  • Giovani Costa Dantas
  • Verena Aita Baréa

Resumo

A quantidade de oócitos recuperados e a qualidade dos mesmos está associada à maior
produção de embriões in vitro. A recuperação de oócitos é influenciada por diversos fatores como
a raça, idade da doadora, tamanho ovariano e fase do ciclo estral. O Brasil é o maior produtor
mundial de embriões e exportador da técnica de produção in vitro (IETS, 2013). A raça da doadora
de oócitos e do reprodutor são os fatores que mais contribuem com a eficiência da produção in vitro
de embriões (PIVE). O número de oócitos obtidos por sessão de aspiração folicular (OPU) pode
ser um mecanismo de seleção de boas doadoras, beneficiando o processo de PIVE para obtenção
de embriões in vitro. O objetivo deste estudo foi avaliar a diferença entre raças na recuperação de
oócitos bovinos.

Publicado
2018-10-09