LEIOMIOMA EM CANAL VAGINAL EM CADELA – RELATO DE CASO

  • Malena Somensi
  • Thiago Sillas
  • João Filipi Scheffer Pereira

Resumo

As neoplasias vaginais correspondem a 2,5 a 3% de todos os tumores caninos, e destes o leiomioma
é o tumor benigno vaginal mais comum (Ettinger e Feldmann,1997), com crescimento lento, geralmente
não invasivo (Fossum, 2014). Há relatos do tumor em locais associados à musculatura lisa, incluindo
traquéia, esôfago, estômago, rim, uretra, útero, vagina e reto (Birchard e Sherding,1998), podendo ter
projeção intraluminal, intramural ou extraluminal (Fossum, 2014). Os animais podem estar assintomáticos,
ou podem exteriorizar sinais dependendo da localização e extensão do tumor, por compressão ou
obstrução de órgãos ocos (Fossum, 2014).O diagnóstico é estabelecido através da anamnese, exame
físico e exames de imagem (Ozyoquetcu et al., 2010), com confirmação histopatológica (Fossum, 2014).
A excisão cirúrgica e ovariossalpingohiterectomia (OSH) é o tratamento de eleição (Fossum2014). Este
trabalho tem como objetivo relatar um caso de leiomioma vaginal com projeção extraluminal abdominal,
comparando os achados dos métodos de ultrassonografia e tomografia computadorizada como exames
complementares para caracterizar o diagnóstico confirmado através de exame histopatológico.

Publicado
2018-10-09