ANESTESIA EM BOTHROPS MOOJENI PARA EXAME RADIOGRÁFICO DA CAVIDADE ORAL – RELATO DE CASO

  • Dayane de Borba Luçolli
  • Lucas BrunkenHertel
  • Charlene Hitomi Gonçalves Inaba
  • Diogo da Motta

Resumo

Os répteis mostram um metabolismo lento e dependente de temperatura ambiente (Gianotti
et al, 2008). O entendimento farmacocinético e farmacodinâmico dos anestésicos que podem ser
utilizados ainda é pouco estudado (Fernandes, 2010), porém a anestesia inalatória, principalmente
com isoflurano, tem se tornado a prática padrão para serpentes, pois é considerada mais segura e
a recuperação do animal é mais rápida (Valente et al., 2013). Este trabalho tem por objetivo relatar
a contenção química de uma cobra da espécie Bothrops moojeni para avaliação diagnóstica.

Publicado
2018-10-02