A reconstituição das culturas amazônicas segundo a visão da comunicação ecossistêmica

Wilson de Souza Nogueira

Resumo


Procuramos compreender, por meio da proposta paradigmática dos ecossistemas comunicacionais, as relações culturais entre colonizadores e colonizados na Amazônia. Assim, propomos o entendimento da comunicação para além do cientificismo clássico que separa objetividade e subjetividade, natureza e cultura, sujeito e objeto etc. Vislumbramos que a abordagem ecossistêmica, de caráter interdisciplinar, contribuirá com a reconstrução e/ou reconstituição da memória dos entrechoques culturais ocorridos no pós-colombiano e que resultaram na diversidade sociocultural amazônica. Trata-se de um estudo atual, importante e necessário para a compreensão da Amazônia em sua relação complexa e contínua com as culturas ocidentais.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista do Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Linguagens Universidade Tuiuti do Paraná - ISSN / 1980-5276

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.