A Realização da Empatia Histórica no Ensino e Aprendizagem da História

Edinalva Padre Aguiar

Resumo


O presente artigo expõe uma discussão de cunho teórico acerca da empatia histórica e sua relação com o ensino e aprendizagem histórica, inserido, portanto, no âmbito da Didática da História, nesse caso específico, interessada em estudar os processos de aprendizagem e desenvolver as tarefas que lhe competem.3 O texto está organizado da seguinte forma: i) apresenta uma breve discussão sobre o conceito de empatia e empatia histórica; ii) aborda a importância do exercício da empatia histórica como uma das competências necessárias ao desenvolvimento do pensamento histórico no processo de ensino e aprendizagem da história, sendo esse ponto subdivido em dois: a) apontamento de algumas dificuldades e; b) potencialidades desse exercício; iii) tece algumas considerações acerca da importância do uso da empatia histórica para a vida prática individual e coletiva. Palavras-chave: Empatia histórica; ensino e aprendizagem de história; desenvolvimento do pensamento histórico.

Texto completo:

PDF

Referências


ALVES, Fabricio Gomes. Entre a cultura histórica e a cultura historiográfica: implicações, problemas e desafios para a historiografia. In: Aedos. Num. 5, vol. 2, Julho-Dezembro 2009, p. 82-97. Disponível em: .

ANDRADE, Breno Gontijo et al. Empatia histórica em sala de aula: relato e análise de uma prática complementar de se ensinar/aprender a história. In: História & Ensino, Londrina, v. 2, n. 17, p. 257-282, jul./dez. 2011.

BENJAMIN, Walter. Sobre o conceito de história. Tese VII. In: Magia e técnica, arte e política: ensaios sobre literatura e história da cultura. 7. ed. Tradução de Sérgio Paulo Rouanet. São Paulo: Brasiliense, 1994, p. 222-232. (Obras escolhidas; v. 1).

BERGMANN, Klaus. A história na reflexão didática. In: Revista Brasileira de História. São Paulo, vol. 9, nº. 19, set. 89/fev. 90, p. 29-42.

CARDOSO, Oldimar. A empatia histórica nas aulas de professores brasileiros e franceses. In: VIII Encontro Nacional de Pesquisadores de Ensino de História. São Paulo: 2008, p. 1-11.

DOMÍNGUEZ, Jesús. Enseñar a comprender el pasado histórico: conceptos y“empatía”. In: Infancia y Aprendizaje, 1986, nº 34, p. 1-21.

LEE, Peter. “Nós fabricamos carros eles tinham que andar a pé”: compreensão das pessoas do passado. In: BARCA, Isabel (org.). Educação histórica e museus. Actas das Segundas Jornadas Internacionais de Educação Histórica. Braga: Universidade do Minho, 2003, p. 19-35.

MONFORT, Neus González et al. El aprendizaje de la empatía histórica (EH) en educación secundaria. Análisis y proyecciones de una investigación sobre la enseñanza y el aprendizaje del conflicto y la convivencia en la edad media. In: Atti XX Simposio Internacional de Didáctica de las Ciencias Sociales: I Convegno Internazionale Italo-Spagnolo di Didattica delle Scienze Sociali, Bologna, 31 marzo-3 aprile 2009, p. 283-290. Disponível em: . Acesso em: 13 maio 2017.

PEREIRA, Juliano da Silva. Algumas reflexões sobre o conceito de empatia e o jogo de RPG no ensino de história. In: Anais do XXVII Simpósio Nacional de História. Natal-RN: 2013,p. 1-15.

ROSÁRIO, Heleno Brodbeck do. Por uma vida sem treta: experiência social de jovens alunos de periferia urbana, didática da história e empatia histórica. 2009. Dissertação (Mestrado). Curitiba: Universidade Federal do Paraná, 2009, 92 fls.

SÁIZ, Jorge. Empatía histórica, historia social e identidades: pensar

históricamente la conquistacristiana de la Valencia musulmana con estudiantes de 2º ESO Clío, 39, 2013, p. 1-20. Disponível em: . Acesso em: 10 ago. 2016.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 CADERNOS DE PESQUISA: PENSAMENTO EDUCACIONAL