Banco Mundial e Educação: a Interferência dos Organismos Internacionais nas Políticas Educacionais Brasileiras

Josélia Schwanka Salomé, Marcio Bernardes de Carvalho, Neuzita de Paula Soares

Resumo


A educação brasileira está em debate com a Lei 13.415 de 16 de fevereiro de 2017, denominada pelo governo federal como “reforma do ensino médio”. O objetivo deste trabalho é discutir a interferência das orientações de organismos internacionais como o BID - Banco Interamericano de Desenvolvimento, Banco Mundial ou BIRD - Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento na formulação e implementação das políticas educacionais no Brasil em especial no Ensino Médio.


Palavras-chave: Ensino Médio. Banco Mundial. Reformas Educacionais.


Texto completo:

PDF

Referências


ALTMANN, Helena. Influências do Banco Mundial no projeto educacional brasileiro. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 28, n. 1, jan./jun. 2002. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ep/v28n1/11656.pdf. Acesso em: 21 abr. 2017.

BATISTA, Paulo Nogueira. O Consenso de Washington: a visão neoliberal dos problemas latino-americanos. São Paulo: Consulta Popular, 1999. Disponível em: http://www.consultapopular.org.br/sites/default/files/

consenso%20de%20washington.pdf Acesso em: 21 abr. 2016.

BRASIL. Diretrizes Curriculares Nacionais Gerais da Educação Básica /Ministério da Educação. Secretaria de Educação Básica. Diretoria deCurrículos e Educação Integral. Brasília: MEC, SEB, DICEI, 2013.

BITTAR, Marisa; BITTAR, Mariluce. História da educação no Brasil: a escola pública no processo de democratização da sociedade. Acta Scientiarum Education. Maringá, v. 34, n. 2, p. 157-168, July-Dec., 2012.

CURY, Carlos Jamil. Sistema nacional de educação: desafio para uma educação igualitária e federativa. Educ. Soc. [online]. vol.29, n.105, pp. 1187-1209, 2008.

FONSECA, Marília. O Banco Mundial e a Educação: Reflexões sobre o caso brasileiro In: GENTILI, Pablo (Org). Pedagogia da Exclusão: Crítica ao Neoliberalismo em Educação. 17 ed. Petrópolis: Vozes, 2010, p 159 -184.

FONSECA, Marília. A cooperação do Banco Mundial à educação

brasileira: Incongruências, contrassensos e custos de uma inócua parceria internacional. In: CUNHA, Carlos; SILVA, Maria Abadia (Orgs). Educação Básica. Políticas, avanços e pendências. Campinas, SP: Autores Associados, 2014, p. 97- 121.

FRIGOTTO, Gaudêncio; CIAVATTA, Maria. Educação básica no Brasil na década de 1990: subordinação ativa e consentida à lógica do mercado. Educação & Sociedade. Campinas/SP, v. 24, n. 82, abr. 2003. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid. Acesso em: 12 abr. 2016.

GENTILI, Pablo. Três teses sobre a relação trabalho e educação em tempos neoliberais. In: LOMBARDI, José Claudinei; SANFELICE, José

Luis e SAVIANI, Dermeval. (orgs.). Capitalismo, trabalho e educação. Campinas, SP: Autores Associados, HISTEDBR, 2002.

LEHER, Roberto. Da Ideologia do Desenvolvimento à Ideologia da Globalização: a educação como estratégia do Banco Mundial para o alívio da pobreza. 1998. 267. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo, 1998.

MOTA JÚNIOR, William Pessoa de; MAUÉS Olgaíses Cabral. O Banco Mundial e as Políticas Educacionais Brasileiras. Educação & Realidade, Porto Alegre, v. 39, n. 4, p. 1137-1152, out./dez. 2014. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/edreal/v39n4/10.pdf. Acesso em: 20 abr. 2016

SANTOS, Rulian Rocha dos. Breve histórico do ensino médio no Brasil. 2010. Disponível em:

anais/rulianrocha.pdf>. Acesso em: 09 abr. 2017.

SAVIANI, Dermeval. Da LDB (1996) ao novo PNE (201402024): por uma outra política educacional. – 5.ed. rev. e ampliada – Campinas, SP: Autores Associados, 2016.

SAVIANI, Dermeval. Sistema Nacional de Educação articulado ao Plano Nacional de Educação -Revista Brasileira de Educação v. 15 n. 44 maio/ ago.2010. In: http://www.scielo.br/pdf/rbedu/v15n44/v15n44a13.pdf.

Acesso em: 10 abr. 2016.

SILVA, Maria Abádia. Do Projeto Político do Banco Mundial ao Projeto Político- Pedagógico da escola pública brasileira. Cad. Cedes, Campinas, v. 23, n. 61, p. 283-301, dezembro 2003. Disponível em . Acesso em: 07 maio 2015.

SOARES, Laura Tavares. O desastre social. Record: Rio de Janeiro, 2003.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 CADERNOS DE PESQUISA: PENSAMENTO EDUCACIONAL