Professores de Cursos de Administração: Fatores que Qualifica m o Ensino em uma Escola de Negócios

Carlos Augusto Candêo Fontanini, Sirley Filipak Terezinha Filipak, Jakeline Krast, Romilda Teodora Ens

Resumo


O presente tem por objetivo identificar os fatores que qualificam o ensino de professores de cursos de administração de uma escola de negócios. No campo da administração, a formação continuada de professores com ênfase nos aspectos pedagógicos e didáticos não tem acontecido. Essa pesquisa delineada como estudo de caso, realizado por meio de entrevista em profundidade, com 14 (quatorze) professores dos quarenta contratados e que atuam no curso de administração da Escola de Negócios de uma instituição de educação superior privada de grande porte. Os professores são graduados em administração. Possuem mestrado e doutorado também em administração atuando na educação superior há mais de oito anos. Os resultados revelam que dentre os fatores que qualificam o ensino dos professores para melhoria das suas aulas, estão: os fóruns de discussão em sala de aula; sala invertida, que é a técnica em que os alunos interagem um com os outros a partir das suas experências profissionais; peer tutoring; o  estímulo à participação dos alunos; a própria motivação do professor emsala de aula. Nesse protagonismo, os professores desenvolvem e utilizam estratégias para fomentar o contato aluno-professor; encorajar a cooperação entre os alunos; incentivar e respeitar os estilos de aprendizagem ativa e mediar feedback imediato aos alunos.

Palavras-chave: Formação de Professores de Cursos de Administração. Formação do administrador. Estratégias de Ensino-Aprendizagem.


Texto completo:

PDF

Referências


AKTOUF, Omar. Ensino de administração: por uma pedagogia para a mudança. Organizações & Sociedade, Salvador - UFBA, v. 12, n. 35, p. 152- 159, jul/set 2005.

ALTET, Marguerite. As competências do professor profissional: entre conhecimentos, esquemas de ação e adaptação, saber analisar. In: PAQUAY et al. (Org.). Formando professores profissionais: quais estratégias? Quais competências? 2. ed. Porto Alegre: Artmed, 2001, p. 23-32.

ARROYO, Miguel G. Ofício de mestre: imagens e autoimagens. 2. ed. São Paulo: Vozes, 2004.

BACELLAR, Fátima C. T.; IKEDA, Ana A.; ANGELO, Margareth. Professores de marketing e a docência em ensino superior: revelando trajetórias e compreendendo perspectivas. In: ENCONTRO NACIONAL DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DOS PROGRAMAS DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO, Brasília: Anais...ANPAD, 2005.

BEHRENS, Marilda Aparecida. Paradigma da complexidade: metodologia de projetos, contratos didáticos e portfólios. Petrópolis, RJ: Vozes, 2008.

BIREAUD, Annie. Os métodos pedagógicos no ensino superior. Porto: Porto Editora, 1995.

BOLZAN, Deris P. V. Aprendizagem docente: movimentos da profissionalidade no ensino superior. In: PULLIN, Elsa Maria m. p.; BERBAEL, Neusi Aparecida N. (Orgs.) Pesquisas em educação: inquietações e desafios. Londrina: Eduel, 2012. p. 243-259.

BRIGHTMAN, Harvey J.; NARGUNDKAR, Satish. Implementing compreehensive teacher training in business doctoral programs. Decisions Sciences Journal of Innovative Education, v. 11, n. 4, p. 296-304, 2013.

CASSEL, C. et al. Learning to be a qualitative management researcher. Management Learning, v. 40, n. 5, p. 513-533, 2009.

CHANLAT, J. F. Por uma antropologia da condição humana nas organizações. In: CHANLAT, J. F. (Coord.). O indivíduo na organização: dimensões esquecidas. 3. ed. São Paulo: Atlas, 2012, p. 21-45.

CHICKERING, A. W.; GAMSON, Z. F. Seven principles for good practice in undergraduate education.TheWingspreadJournal, v.9, n.2, p.1-10, 1987. Disponível em:

sevenprinciples.pdf>. Acessoem: 1 mar. 2014.

CHONG, Sylvia. Academic quality management in teacher education: a Singapore perspective. AcademicQuality Management, n. 1, v. 22, p. 53-64, 2014. Disponível em: . Acesso em: 12 jun. 2014.

COOPER, Donald R.; SCHINDLER, Pamela S. Métodos de pesquisa em administração. 7. ed. Porto Alegre: Bookman, 2003.

CLAXTON, Guy. O desafio de aprender ao longo da vida. Porto Alegre: Artmed, 2005.

CRESWELL, John W. Projeto de pesquisa: métodos qualitativo, quantitativo e misto. 3. ed. Porto alegre: Artmed Bookman, 2010.

CUNHA, Maria Isabel da. O bom professor e sua prática. 24. ed. São Paulo: Papirus, 2011.

______. O professor universitário na transição de paradigmas. 2. ed. Araraquara, SP: Junqueira & Marin, 2005.

DUARTE, Fernanda P. Conceptions of good teaching by good teachers: case studies from an Australian University. Journal of University Teaching & Learning Practice, v. 10, n. 1, p. 1-15, 2013. Disponívelem: . Acesso em: 3 mar. 2014.

ENRICONE, D. A universidade e a aprendizagem da docência. In: CUNHA, Maria Isabel (Org.). Reflexões e práticas em pedagogia universitária. Campinas,SP: Papirus, 2007. p. 145-159.

ENTWISTLE, Noel; McCUNE, Velda; HOUNSELLl, Jenny. Approaches to studying and perceptions of university teaching-learning environments: concepts, measures and preliminar findings. Occasional Report. Enhancing Teaching-Learning Environments in Undergraduate Courses Project, Higher and Community Education, School of Education, University of Edinburgh, September 2002. Disponível em: . Acesso em: 30 jul. 2013.

ESTRELA, Maria Teresa; CAETANO, Ana Paula. Ética profissional docente: do pensamento dos professores à sua formação. Lisboa, Portugal: Educa, 2010.

ETCHEVERRY, Guillermo Jaim. La tragedia educativa. Buenos Aires: Fondo de Cultura Económica de Argentina, 1999.

FISCHER, Tânia. et al. Razão e sensibilidade no ensino de administração: a literatura como recurso estético. Revista de Administração Pública (on-line), Rio de Janeiro, v. 41, n. 5, p. 935-956, set./out. 2007.

FONTANINI, C. A. C. A cultura didática na ação docente na educação superior: o caso de uma escola de negócios. 2014. 217 f. Tese (Doutorado em Educação). Pontifícia Universidade Católica do Paraná, Curitiba. 2014.

FONTANINI, C. A. C. et al. A formação pedagógica dos professores de cursos de administração. In: X Congresso Nacional de Educação – Educere, 2011, Curitiba. Anais do X Congresso Nacional de Educação – Educere, Curitiba: Champagnat, 2011, p. 10231-10244.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. 47. ed. São Paulo: Paz e Terra, 2013.

GABRIADES, Rita H. N. O “ser” professor iniciante no 3.º grau. In: QUELUZ, Ana Gracinda (Org.). Educação sem fronteiras: em discussão o ensino superior. São Paulo: Pioneira, 1996, p.85-97.

GOROZIDIS, Georgios; PAPAIOANNOU, Athanasios G. Teachers’ motivation to participate in training and to implement innovations. TeachingandTeacherEducation, n. 39, p. 1-11, 2014. Disponível em: . Acesso em: 24 jun. 2014.

HANDAL, Boris; WOOD, Leigh; MUCHATUTA, Michelle. Students’ expectations of teaching: the business, accounting and economics experience. e-Journal of Business Education & Scholarship of Teaching, v. 5, n. 1, p. 1-17, 2011. Disponível em: . Acesso em: 30 maio 2013.

HUBERMAN, Michael. O ciclo de vida profissional dos professores. In: NÓVOA, Antônio (Org.). Vida de professores. 2. ed. p. 31- 61. Porto, Portugal: Porto Editora, 2007.

______. La formation et l’évaluation de l’enseignant universitaire: pourquoi et comment? Revue Française de Pédagogie, Genéve, Suisse, v. 30, p. 49-54, 1975.

JULIATTO, Clemente Ivo. De professor para professor: falando de educação. Curitiba: Champagnat, 2013.

LIZZIO, ALF; WILSON, Keithia; SIMONS, Roland. University students’ perceptions of the learning environment and academic outcomes: implications for theory and practice. Studies in Higher Education, v. 27, n. 1, p. 27-52, 2002. Disponível em: . Acesso em: 6maio 2013.

MARCELO GARCIA, Carlos. Formação de professores: para uma mudança educativa. Porto, Portugal: Porto Editora, 1999.

MASETTO, Marcos T. Formação pedagógica do docente do ensino superior e paradigmas curriculares. In: BARBOSA, Raquel L. L (Org.) Formação de educadores: ates e técnicas, ciências e políticas. São Paulo: Ed UNESP, 2006. p. 471-485.

MEYERS, Martin. How business faculty evaluate teaching effectiveness. Proceedings of Academy of Marketing Studies. In: Allied Academies International Conference, v. 17, n. 1, p. 17-20, New Orleans, USA, 2012.

MINTZBERG, Henry. MBA? Não obrigado: uma visão crítica sobre a gestão e o desenvolvimento de gerentes. Porto Alegre: Bookman, 2006.

______; GOSLING, Jonathan. Educando administradores além das fronteiras. RAE-SP. v. 43, n. 2, p. 29-43, abr/maio/jun 2003.

MITCHELL, Mary M.; CATHERINE P. Examining classroom influences on student perceptions of school climate: the role of classroom management and exclusionary discipline strategies. Journal of School Psychology, v. 51, p. 599-610, 2013. Disponível em: . Acessoem: 7 out. 2014.

MOROSINI, M. C. Docência universitária e os desafios da realidade nacional. In: MOROSINI, M. C. (Org.). Professor do ensino superior: identidade, docência e formação. 2. ed. Brasília: Plano, 2001, p. 11-20.

O’SULLIVAN, Edmund. Aprendizagem transformadora: uma visão educacional para o século XXI. São Paulo: Cortez, 2004.

PERRENOUD, Philippe. O trabalho sobre o habitus na formação de professores: análise das práticas e tomada de consciência. In: PAQUAY, L. et al. (Org.). Formando professores profissionais: quais estratégias? Quais competências? 2. ed. Porto Alegre: Artmed, 2001, p. 161-183.

______. 10 novas competências para ensinar. Porto Alegre: Artmed, 2000.

PFEFFER, Jeffrey; FONG, Christina T. The business school “business”: some lessons from the us experience. Journal of Management Studies, n. 41, v. 8, p. 1501-1520, December 2004.

______. The end of business schools? Less success than meets the eye. Academy of Management Learning & Education, n. 1, v. 1, p. 1560-1582, September 2002.

PHILIPP, Anja; KUNTER, Mareike. How do teachers spend their time? As study on teachers’ strategias of selection, optimization, and compensation over their career cycle. TeachingandTeacherEducation, n. 35, p. 1-12, 2013. Disponível em: . Acesso em: 5 jul. 2013.

POZO, Juan I. Aquisição de conhecimento. Porto Alegre: Artmed, 2005.

RAULI, Patrícia M. F.; TESCAROLO, Ricardo. Formação de professores na área da saúde: perspectivas de investigação a partir das abordagens qualitativas. In: IX CONGRESSO NACIONAL DE EDUCAÇÃO – EDUCERE. III ENCONTRO SUL BRASILEIRO DE PSICOPEDAGOGIA. Curitiba: PUCPR, 2009.

RICHARDSON, Roberto Jarry. Pesquisa social: métodos e técnicas. 3. ed. São Paulo: Atlas, 1999.

SACRISTÁN, Gimeno J.; GÓMEZ, ANGEL, I. P. Compreender e transformar laenseñanza. Madrid, España: Morata, 1996.

SHRIVASTAVA, Paul; STATLER, Matt. Learning fromthe global financial crisis: creatively, reliablyandsustainably. Stanford, USA: Stanford University Press, 2012.

SHULMAN, L. S. Those who understand: knowledge growth in teaching. EducationalResearcher, v. 15, n. 2, p. 4-14, Feb. 1986. Disponível em: . Acesso em: 26 out. 2013.

SIMENDINGER, Earl et al. Attributes of effective business teachers. Academy of Education Leadership Journal, v. 13, n. 3, p. 107-130, 2009.

STARKEY, Ken; HATCHUEL, Armand; TEMPEST, Sue. Rethinking the business school. Journal of Management Studies, n. 41, v. 8, p. 1521-1531, December 2004.

TARDIF, Maurice. Saberes docentes e formação profissional. 10. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2010.

______; LESSARD, Claude. O ofício de professor: história, perspectivas e desafios internacionais. 3. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2009a.

______. O trabalho docente: elementos para uma teoria da docência como profissão de interações humanas. Petrópolis, RJ: Vozes, 2009b.

______. Saberes profissionais dos professores e conhecimentos universitários: elementos para uma epistemologia da prática profissional dos professores e suas consequências em relação à formação para o magistério. Revista Brasileira de Educação, São Paulo, n. 13, p. 5-24, jan./fev./mar./abr., 2000.

THE ASSOCIATION TO ADVANCE COLLEGIATE SCHOOL OF BUSINESS. Business Accreditation Standards 2013. Disponível em: . Acesso em: 30 jul. 2013.

TIMPSON, W. M.; BENDEL-SIMSO, P. Concepts and choices for teaching: meeting the challenges in higher education. Madison, USA: Magna Publications, Inc., 1996.

VAARA,Eero; FAY, Eric. Reproduction and change on the global scale: a bourdieusian perspective on management education. Journal of Management Studies, n. 49, v. 6, p. 1023-1051, September/2012.

VEIGA, Ilma Passos A. A aventura de formar professores. Campinas: Papirus, 2009.

ZHAO, Yong. Preparing globally competente teachers: a new imperative for teacher education. Journal of Teacher Education,v. 61, n. 5, p. 422-431, 2010.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 CADERNOS DE PESQUISA: PENSAMENTO EDUCACIONAL