A ideia de Aluno Veiculada nos Textos Sobre Educação: Um Estudo Entre Tradições, Memórias e Representações

Selma Almeida Rosa, Sandra Regina Ferreira de Oliveira

Resumo


Este artigo trata acerca das ideias sobre alunos da escola pública, formuladas
por pais e professores na contemporaneidade. Para tanto, recorreu-se, no
ano de 2013, à base de dados SciELO na busca por textos que abordassem
temáticas relacionadas a dizeres sobre o aluno e circunscritos no campo
da Teoria das Representações Sociais (TRS). Os artigos selecionados foram
analisados considerando o que apresentavam sobre o conceito de aluno, com o intuito de compreender como esses discursos podem interferir nas representações sociais do aprendiz acerca de si mesmo e do espaço escolar. A base para a tessitura das conclusões aqui apresentadas reside na
triangulação entre elementos advindos da tradição, da memória e da história
que reverberam, cotidianamente, na forma como compreendemos o aluno e
a dinâmica do espaço escolar e de seus atores, aliados a aspectos da TRS.
Essa discussão foi construída na confluência de duas ações desenvolvidas
no Programa de Pós Graduação da Universidade Estadual de Londrina: a
participação na disciplina História, Memória e Tradição: a Escola como Lugar
de Pesquisa e a realização da pesquisa que resultou na dissertação intitulada
Representações sociais de alunos da rede pública estadual de ensino sobre
escola, escola pública e escola particular, finalizada no ano de 2015. Os
resultados indicam que os discursos e as representações sobre os alunos
são carregados de preconceitos e discriminações e que as permanências de
certos rituais na escola contribuem para o fortalecendo de tais ideias.


Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, ÂNGELA M. de O.; SANTOS, Maria de Fátima de S.. A teoria das representações sociais. In: TORRES, Cláudio V.; NEIVA, Elaine R. (Orgs.). Pscicologia social: principais temas e vertentes. Porto Alegre: Artmed, 2011. p.287-295.

ALVES-MAZZOTI, Alda Judith. Representações sociais: aspectos teóricos e aplicações à educação. Revista Múltiplas Leituras, v.1, n. 1, p. 18-43, jan. /jun. 2008. Disp. em https://www.metodista.br/revistas/revistas-ims/index.php/ML/article/viewFile/1169/1181. Acessado em 30 de julho de 2013.

______. A abordagem estrutural das representações sociais. Psicologia da Educação, São Paulo, v.14/15, p.17-37, 2002.

ALVES-Mazzotti Alda Judith. O “aluno da escola pública”: o que dizem

as professoras Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos, Vol. 87, No 217 (2006).

AZEVEDO Alessandro A.de. “Trabalhar com os braços e a cabeça para ver o futuro...”: Representações sobre educação a partir de trabalhadores rurais assentados da reforma agrária. Educação e Revista (40): 207-221, TAB. Jun. 2011.

ARANDA Virgínea. Reflexão e análise das políticas e práticas inovadoras, à luz das representações sociais e da necessidade de uma educação intercultural na formação inicial de professores. Estudos pedagógicos. 37(2): 301-314, ND. 2011

BAUMANN Z. Modernidade líquida. Tradução de Plínio Dentzien, Rio de

Janeiro: Jorge Zahar, 2001.

CHECHIA, V. A. e ANDRADE, A. S. (2002) “Representação dos pais sobre o desempenho escolar dos filhos”. IN: SEMINÁRIO DE PESQUISA, V, Ribeirão Preto, SP, Tomo II, Livro de Artigos, p. 207-219.

CONNERTON, Paul. Como as sociedades recordam. Trad. Maria Manoela

Rocha, 2ªed., Oeiras: Celta, 1999.

COSTA, Wilse A. da; ALMEIDA, Angela Maria de O. Teoria das representações sociais: uma abordagem alternativa para se compreender o comportamento cotidiano dos indivíduos e dos grupos sociais. Revista Educação Pública, Cuiabá,v. 8, n.13, 1999. Disponível em. Acesso em 15 mar 2014.

DELALIBERA, Edna Salete R. Representações sociais dos professores sobre os pré-adolescentes. Maringá, 2004. Dissertação (Mestrado em Educação). Universidade Estadual de Maringá.

DUARTE, Sebastião. J. H.; MAMEDE, Marli V.;ANDRADE,Sônia M. de O.

Opções teórico metodológicas em pesquisas qualitativas: representações

sociais e discurso do sujeito coletivo. Saúde e Sociedade, São Paulo, v.18,n.4, p.620-626, 2009. Disponível em http://www.revistas.usp.br/sausoc/article/view/29488. Acessado em 6 de ag.2013.

GIMENO SACRISTÁN, José. O aluno como invenção. Trad. Daisy Vaz de

Moares. Porto Alegre. Artmed, 2005.

HELMAN, Mariela; CASTORINA, José Antonio. La institución escolar y las

ideas de los niños sobre sus derechos. In CASTORINA, José Antonio. Cultura y conocimientos sociales: desafios a la psicologia del desarrollo. Buenos Aires, Aique, 2007, 219 – 241.

KOGA, Viviane T.; ROSSO, Ademir José. Representações sociais dos alunos do nono ano sobre estudo. Revista Educação e Cultura Contemporânea, Rio de Janeiro, v. 11, n.24, p. 192-212, 2014.

LEAL Sandra M.Cezare; LOPES Marta J.Marques; GASPAR Maria F.Mendes. Representações sociais da violência contra a mulher na perspectiva da enfermagem. Interface – Comunicação, Saúde, Educação, v.15, n.37, p.409- 24, abr./jun. 2011.

LIMA, Francisca de F.; SALES, Luis C. As representações sociais do aluno de escola pública partilhadas por professores de língua inglesa que ensinam em escolas públicas e particulares de Teresina. Atos de Pesquisa em Educação. v. 2, nº 1, p. 106-122, jan./abr. 2007

LIMA Rita de Cássia P. et al. Qualidade e saudosismo: representações sociais de pais sobre a escola. Psicologia da Educação, São Paulo, 27, p. 31-51, 2008.

LUCIANO, Eliana Aparecida de S.; ANDRADE, Antônio dos Santos.

Representações de professores do ensino fundamental sobre o aluno. Tomo II – Livro de artigos 2005. Programa pós-graduação em psicologia. Disponível em: https://social.stoa.usp.br/articles/0015/4074/Repres_prof_sobre_aluno.

pdf. Acessado em: 10 jul.2013.

MARQUES, P.B e CASTANHO M.I.S O que é a escola a partir do sentido

construído por alunos. Revista Semestral da Associação Brasileira de Psicologia Escolar e Educacional, SP. v.15, n.1, p. 23-33, 2011.

MORAES, Nilson Alves de. Memória e Mundialização: Algumas considerações. In: LEMOS, Maria Teresa Toríbio Brittes. MORAES, Nilson Ales de (orgs.). Memória, Identidade e Representação. Rio de Janeiro: 7Letras, 2000.

NATIVIDADE Jean C.;CAMARGO Brígido V. Representações sociais,

conhecimento científico e fontes de informação sobre aids. Paidéia. maio-ago. 2011, Vol. 21, No. 49, 165-174

NOVA, Taynah de Brito B.; MACHADO, Laêda Bezerra. A escola nas

representações sociais de alunos da rede particular de ensino (s/d,s/pag). Disponível em: . Acesso em: 05 jul.2013

ROSA, Selma A. Representações Sociais de Alunos da Rede Pública Estadual de Ensino sobre Escola Escola, Pública e Escola Particular. 2015. 185 f. Dissertação. (Mestrado em Educação) - Universidade Estadual de

Londrina, 2015.

SALES, Luís Carlos; SILVA, Rafael C. da. Representações sociais de alunos de escolas públicas.11p., 2000. Disponível em: Acesso

em: 10 jun.2013

SIMÕES, Eduarda. Representações sociais da escola rural de meados do século XX em Portugal. Análise Psicológica, Lisboa, 2007, v. 25, n.2, p. 211-228, 2007. Disponível em: . Acesso em: 05 fev.2015.

VEIGA-NETO, Alfredo. Pensar a escola como uma instituição que pelo menos garanta a manutenção das conquistas fundamentais da modernidade. In: COSTA, Marisa V. (Org.). A escola tem futuro? 2. ed. Rio de Janeiro: Lamparina, 2007. p.103-129.

ZAMBONI, Ernesta; OLIVEIRA, Sandra Regina Ferreira. Resposta para uma aluna: são muitas as possibilidades para a escola pública. In Revista Territórios & Fronteiras, Cuiabá, vol. 6, n. 3, dez., 2013. Páginas: 108 – 127. Disponível em http://www.ppghis.com/territorios&fronteiras/index.php/v03n02/article/

view/248/181.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 CADERNOS DE PESQUISA: PENSAMENTO EDUCACIONAL