Alienação e Participação Política: Concepções de Estudantes de Pedagogia da Universidade Estadual de Ponta Grossa

Geovani Roberto Kreling, Carina Alves da Silva Darcoleto

Resumo


Este texto é parte de uma pesquisa na qual buscamos compreender a
influência dos processos de alienação na participação política dos estudantes
de Pedagogia da Universidade Estadual de Ponta Grossa – UEPG. A
metodologia utilizada contou com leitura e análise dos textos relacionados
ao tema pesquisado e ao referencial teórico-metodológico que orientou
essa pesquisa; também contou com a aplicação de um questionário, com dez questões abertas, que contribuiu para a coleta dos dados. O referencial teórico-metodológico utilizado na elaboração deste trabalho foi o materialismo histórico dialético. A análise dos dados nos mostrou a descrença dos estudantes em relação à efetividade da participação em atividades políticas, assim como a distorção em relação à compreensão do conceito de alienação, que é visto como um processo ligado apenas à consciência. A pesquisa nos permite observar um cenário de desmobilização e de individualização das ações.


Texto completo:

PDF

Referências


KONDER, L. Marxismo e Alienação: contribuição para um estudo do conceito marxista de alienação. 2. ed. São Paulo: Expressão Popular, 2009. 256 p.

LESSA, S. Mundo dos homens: trabalho e ser social. 3. ed. São Paulo: Instituto Lukács, 2012. 254 p.

LESSA, S.; TONET, I. Introdução à filosofia de Marx. 2. ed. São Paulo: Expressão Popular, 2011. 128 p.

MARX, K. Glosas críticas marginais ao artigo “O rei da Prússia e a reforma social”: de um prussiano. Tradução de Ivo Tonet. São Paulo: Expressão Popular, 2010, 80 p.

MARX, K. Manuscritos econômico-filosóficos. 2. ed.Tradução de Alex Marins. São Paulo: Martin Claret, 2001. 198 p.

MARX, K. O Capital: crítica da economia política: livro I. Tradução de Reginaldo Sant’Anna. 17. ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1999. 966 p.

MARX, K.; ENGELS, F. A Ideologia Alemã. Tradução de Frank Müller. São

Paulo: Martin Claret, 2005. 139 p.

TONET, I. Educação contra o Capital. 2. ed. São Paulo: Instituo Lukács, 2012. 93 p.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 CADERNOS DE PESQUISA: PENSAMENTO EDUCACIONAL