A Degradação do Trabalho na Sociedade Capitalista e a Contribuição de Marx e Gramsci para a Explicitação da Realidade

Cristhyane Ramos Haddad

Resumo


O objetivo desse artigo é levantar alguns aspectos do trabalho na sociedade capitalista e especificamente o trabalho do professor no contexto da reformas educacionais da década de 1990 no Brasil. Tais reformas ressignificaram o trabalho em geral, que foi marcado por processos de flexibilização e desqualificação da força de trabalho, com desdobramentos no magistério. É preciso analisar tais questões e para isso vamos buscar os conceitos de hegemonia, relações de poder, intelectuais orgânicos, revolução passiva e de escola emancipatória desenvolvidos por Gramsci. Em Marx nos apropriamos dos conceitos de alienação, humanização e trabalho como atividade criadora. A pesquisa realizada é de caráter bibliográfico e pretende contribuir para a construção de uma educação emancipatória sobre as bases de uma sociedade pautada nos princípios da solidariedade e justiça, a ser construída com a superação do capitalismo.

Texto completo:

PDF

Referências


ANTUNES, Ricardo. Os exercícios da subjetividade: as reificações inocentes

e as reificações estranhadas. Caderno CRH, Salvador, v. 24, n. spe 01, p.

-131, 2011.

DIAS, Edmundo Fernandes. Gramsci em Turim: a construção do conceito de

hegemonia. 1º Ed. São Paulo: Xamã, 2000.

DIAS, Edmundo Fernandes. Revolução passiva e modo de vida: ensaios sobre

as classes subalternas, o capitalismo e a hegemonia. São Paulo: Editora José

Luis e Rosa Sundermann, 2012.

GRAMSCI, Antonio. Maquiavel, a Política e o Estado Moderno. Rio de Janeiro:

Editora Civilização Brasileira, 1976.

______. Os Intelectuais e a Organização da Cultura. Rio de Janeiro: Editora

Civilização Brasileira, 1979.

LOMBARDI, José Claudinei; MAGALHÃES, Lívia D. Rocha; SANTOS, Wilson

da Silva. Gramsci no Limiar do Século XXI. Campinas, São Paulo: Librum

Editora, 2013MARX, Karl. O Capital: crítica da economia política. São Paulo: Nova Cultural,

______. Manuscritos Econômicos- Filosóficos. Tradução Jesus Ranieri. Boitempo

Editorial, 2004.

OLIVEIRA, Dalila Andrade. A reestruturação do trabalho docente:precarização

e flexibilização. Educ. Soc., Campinas, vol. 25, n. 89, p. 1127-1144, Set./Dez.

Disponível em

SCHLESENER, Anita Helena. Hegemonia e cultura: Gramsci. 3º Ed. Curitiba:

Ed. UFPR, 2007.

______. A Escola de Leonardo: Política e Educação nos escritos de Gramsci.

Brasília: Liber Livro, 2009.

SHIROMA, Eneida Oto; MORAES, Maria Célia M. de; EVANGELISTA, Olinda.

Política Educacional. Rio de Janeiro: DP&A, 2002, 2ª edição.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2016 CADERNOS DE PESQUISA: PENSAMENTO EDUCACIONAL